Palavra é Poder!

A palavra por si só tem poder!

Abaixo está uma lista do cuidado que se deve ter ao usarmos determinadas palavras. Algumas delas tem o efeito oposto ao que gostaríamos de dar, então, como somos pessoas felizes e só queremos o melhor da vida, vamos aprender.

  • Cuidado com a palavra “não”. A frase que contém a palavra “não”, para ser compreendida, traz à mente o que está junto com ela. Por exemplo: Vou lhe pedir que não pense na cor vermelha… Eu pedi para você “não” pensar na cor vermelha e você provavelmente pensou. Procure falar no positivo, diga o que você quer, e não o que você não quer. Por exemplo: uma pessoa diz à outra: “não mexa no meu computador”, ele deveria dizer algo como: “no meu computador só quem mexe sou eu”, ou “você está proibido de mexer em meu computador”.
  • Cuidado com a palavra “mas”, que nega tudo o que vem antes. Por exemplo: “o Pedro é um rapaz inteligente, esforçado, mas…”. Substitua o “mas” por “e”, quando indicado.
  • Cuidado com a palavra “tentar”, que pressupõe a possibilidade de falha. Por exemplo: “vou tentar encontrar com você amanhã às 8 horas”. Em outras palavras: tenho grande chance de não ir, pois vou “tentar”. Evite tentar quando quiser fazer algo, afirme que fará, e faça.
  • Cuidado com a palavras “devo”, “tenho que” ou “preciso”, que pressupõem que algo externo controla sua vida. Em vez delas use “quero”, “decido”, “vou”.
  • Cuidado com “não posso” ou “não consigo” que dão a idéia de incapacidade pessoal. Use “não quero” ou “não podia”, “não conseguia”, que pressupõe que vai poder ou conseguir.
  • Fale dos problemas ou descrições negativas de si mesmo utilizando o tempo do verbo no passado ou diga “ainda”. Por exemplo: “eu tinha dificuldade de fazer isso”; “não consigo ainda.” A palavra “ainda”, pressupõe que vai conseguir.
  • Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo. Por exemplo: em vez de dizer “vou conseguir”, diga “estou conseguindo”.
  • Substitua o “se” por “quando”. Por exemplo: em vez de falar “se eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar”, fale “quando eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar”. “Quando” pressupõe que você está decidido.
  • Substitua “espero” por “sei”. Por exemplo: em vez de falar “eu espero aprender isso”, diga “eu sei que vou aprender isso”. Esperar suscita dúvidas e enfraquece a linguagem.
  • Substitua o futuro do pretérito condicional do Indicativo, pelo presente do Indicativo. Por exemplo: ao invés de dizer “eu gostaria de agradecer à presença de vocês”, diga “eu agradeço a presença de vocês”. O verbo no presente fica mais forte e concreto.
(Adaptado do texto de Joseph O’Connor)

“Boa é esta palavra.” I Reis 18.24

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s