Tempo de…

Esta é uma série que foi compartilhada no Telegram @LisLand, com 28 meditações reunidas sobre o tempo, baseadas em Eclesiastes 3:1-8.

“Tudo tem o seu tempo determinado,
e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer,
e Tempo de morrer;
Tempo de plantar,
e Tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar,
e Tempo de curar;
Tempo de derrubar,
e Tempo de edificar;
Tempo de chorar,
e Tempo de rir;
Tempo de prantear,
e Tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras,
e Tempo de ajuntar pedras;
Tempo de abraçar,
e Tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar,
e Tempo de perder;
Tempo de guardar,
e Tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar,
e Tempo de coser;
Tempo de estar calado,
e Tempo de falar;
Tempo de amar,
e Tempo de odiar;
Tempo de guerra,
e Tempo de paz.”
Eclesiastes 3:1-8

TEMPO DE NASCER

À alegria do nascimento, toda dor da conceição é suplantada pelo milagre da vida.

O nascimento de um novo ser evoca o amor, o apego, o carinho, o sorriso…

E o mesmo acontece com o nascer de novo no espírito. Os Céus entram em festa, anjos, arcanjos, querubins e serafins cantam louvores ao Cordeiro de Deus. Tudo porque uma nova criatura decidiu viver seu propósito original e porque pela graça de Deus se achegou a Deus limpa de culpas.

É sempre tempo de nascer de novo: para Deus, para novos hábitos, nova maneira de viver e de se portar neste mundo velho.

TEMPO DE MORRER

A morte não é fácil para ninguém. Mas, também tem sua beleza e propósitos.

Quem morre para Deus & com Deus está seguro e gozará eternamente de uma eternidade feliz. Morrer para Deus, é morrer para o mundo, é abandonar práticas que desagradam a Ele, é se sacrificar para viver uma vida de santidade, é separar do que é temporário e se agarrar ao invisível e eterno. Essa morte deve acontecer todos os dias.

Morrer com Deus é viver com a certeza da salvação, dormir no corpo físico e acordar espírito e alma no Céu, é passar para uma nova fase de espera em segurança no paraíso. Esse evento é marcado com grande alegria para Deus. Ele sente prazer na partida do salvo de volta ao Lar (Salmos 116:15).

A morte não existiria, não fosse o pecado. Mas, ela foi vencida na Cruz, e será vencida de uma vez por todas, por aqueles que têm a Jesus como Salvador e SENHOR.

TEMPO DE PLANTAR

Cientistas israelenses, realizaram uma escavação em 1963, na antiga fortaleza do rei Herodes, em Masada, perto do Mar Morto, e lá encontraram sementes de tâmara guardadas há 2000 anos. Depois de encontradas, as sementes ficaram guardadas por 30 anos numa gaveta para testes e pesquisas. O mais interessante de tudo foi que ao ser plantada a sementinha germinou! A tamareira macho já polinizou uma fêmea, e já produziu tâmaras.

Essas sementes esperaram mais de 2030 anos para serem plantadas. E algumas de nossas ideias e planos também esperam muito tempo para serem postos em prática. O que devemos lembrar é que uma vez plantada, ela germina e gera frutos!

É tempo de plantar a Palavra. Isso vai exigir esforço, coragem e fé. Mas, no tempo certo ela florescerá nos corações e seus frutos serão eternos.

TEMPO DE ARRANCAR O QUE SE PLANTOU

Tudo que não foi plantado por Deus ou tudo o que parou de frutificar deve ser arrancado.

Sabe aqueles sonhos e desejos que Deus disse NÃO? Peça ajuda a Deus para arrancá-los de dentro do seu íntimo. Pode ser doloroso, mas não permita que reste um raminho sequer. Eles produzirão espinhos e abrolhos. Não trarão o bem como você imaginou.

A alegria de se arrancar o que não frutifica é que haverá um terreno livre para Deus operar. O terreno limpo, arado e preparado para receber algo novo de Deus.

TEMPO DE MATAR

Ezequias entendeu na pele o significado de aplicar seu coração à fragilidade da carne (2 Reis 20). Depois da chaga aberta e morte decretada, o soberano faz uma oração com lágrimas, e obtém resposta favorável do Soberano. Ele matou seu ego, para poder viver para Deus. Ele teve sua chance.

Esse inimigo chamado orgulho, se disfarça em diversas facetas… Quando pensamos já tê-lo matado, eis que surge atuando numa outra área não administrada. Brennan Manning o chama de “o impostor que vive em mim”. Esse “eu” caído, precisa ser matado com a ajuda e ensino de Jesus (Mateus 11:29). Às vezes, é necessário uma circunstância ruim, para não nos perder, para discernirmos onde mesmo está o nosso coração.

TEMPO DE CURAR

A cura é um processo doloroso, com fim feliz. Em meio a dor, a sensação é que nunca chega o dia do restabelecimento. Mas, se houver vontade de viver e um pouco de fé, há esperança e cura.

Uma ferida inflamada coberta por um cascão pode enganar o convalescente. Esse cascão precisa ser retirado, a ferida precisa ser limpada, para cicatrizar de verdade. A partir daí, o Médico dos médicos se encarrega de operar o milagre da cura. Num momento você sentia dor, no outro você esquece que uma ferida existia ali. Sobram apenas cicatrizes.

Tal como as feridas no corpo se regeneram, tal são as feridas na alma. Algumas pessoas se desesperam por achar que não há cura para a alma ferida. A verdade é que existe cura e uma enxurrada de aprendizados que te farão amadurecer mais e ser grato pela existência. Depois que você experimenta o poder da cura, ainda poderá ajudar os que ainda padecem. Nem que seja com uma oração silenciosa.

TEMPO DE DERRUBAR

Por 3 dias, os discípulos e seguidores de Jesus, experimentaram a mais amarga dor dos sonhos destruídos e da fé abalada. Eles não entenderam quando Jesus disse que o Templo seria derrubado e Ele reconstruiria em 3 dias (João 2:19). Ficaram atônitos e muito tristes… A sensação de estar destruído, que tudo acabou, que o tempo parou, que o caos está instaurado, nada mais é que uma fase da vida. É um sinal precioso que alguns hábitos e edifícios estão prontos a serem modificados.

Um edifício construído hoje, servirá para as necessidades de hoje. Com o tempo as ideias tendem a crescer e a mudar. O edifício, antes construído, ficará pequeno para conter o novo. Ele terá de ser derrubado, para ser alargado. Um edifício maior exige fundamentos maiores. Observe o tamanho do Tabernáculo e do Templo construído por Salomão, o Templo era 2x maior que o Tabernáculo! E mais! Observe a grandeza que é Jesus transformar nosso corpo em templo, onde o próprio Deus faz habitação!

Temos um hábito ruim de nos apegarmos a coisas aparentes e palpáveis. Acontece que Jesus derrubou tudo o que é falso, aparente e físico, para nos mostrar a essência da salvação em Deus. Ele nos apontou que tudo que é eterno dura para sempre (Eclesiastes 3:14), e a eternidade só é concedida por Deus.

Quando precisamos derrubar um velho edifício, ou hábitos ruins, precisamos, por primeiro, derrubar pensamentos velhos ou ruins. Segundo John Maxwell, hábitos são ações que tomamos com base em pensamentos e tomada de decisão. E isso exige de nós conhecimento da Palavra e comunhão com Deus, garantidos por Jesus. Ele nos ajudará a remover os blocos caídos e a reestabelecer a ordem.

TEMPO DE EDIFICAR

Após ressuscitar, Jesus instituiu Sua igreja. Ele disse a Pedro: “tu és Pedro (ou seja: tu és pedra), e sobre esta pedra (“esta” se refere a Ele mesmo) edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” Mateus 16:18 (grifos e notas minhas). Jesus disse que Pedro era uma pedra, igual aos blocos que um pedreiro coloca para erguer paredes e casa. E nós também! Somos pedras que compõem o grande edifício que Jesus está construindo. Temos por pedra fundamental ninguém menos que Ele mesmo, o único que venceu o pecado. E a última ordem que Jesus nos deixou foi para continuarmos edificando, aumentando, até essa construção chegar aos Céus.

É tempo de edificarmos o corpo de Cristo, de estarmos juntos, de agregarmos, de nos envolver e participar ativamente dessa obra a qual tem como Mestre de Obras, o Senhor Jesus. Nesse edifício não pode faltar um bloquinho sequer, senão haverá brechas. Lembre: você é parte do edifício e também pode edificar vidas em Cristo.

TEMPO DE CHORAR

Nas bem-aventuranças Jesus disse que os que choram serão consolados. Ele estava se referindo a um motivo de choro em particular. Os Salmos 126:6 especifica: “Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.” Na parábola do semeador Jesus compara o evangelista a um agricultor (Mateus 13). Não é fácil semear a Palavra, há muitos espinhos, pedras e dificuldades no caminho. E a verdade é que vamos chorar. Mas, está tudo bem. Porque todo o esforço valerá a pena. Seremos consolados! Jesus nos dará a graça de comparecermos diante dEle com as mãos cheias da boa colheita. E nesse momento poderemos até chorar, mas, de alegria.

TEMPO DE RIR

Esses dias, fiquei muito impressionada com uma ilustração de Jesus feita por Yongsung Kim. São diversas ilustrações que fazem de Jesus, mas fico cantando “O Rosto de Cristo”, de Feliciano Amaral, porque não acredito que as ilustrações façam jus ao meu Mestre. Mas, essa ilustração em especial me deixou pensativa por dias. Jesus está descontraído, com um sorriso aberto, como eu fico quando alguém me conta algo engraçado. Na minha cabeça, Jesus é muito sério, e em alguns momentos ele poderia até sorrir, mas um sorriso discreto e muito preocupado com sua Grande Obra. Foi então que listei alguns dos momentos felizes de Jesus aqui na terra, ao qual Ele poderia ter sorrido:

1. “Não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus. Naquela mesma hora se alegrou Jesus no Espírito Santo, e disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste às criancinhas; assim é, ó Pai, porque assim te aprouve.” Lucas 10:20-21

2. “Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã.” Mateus 15:28

3. “E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.” Mateus 8:10

4. “E, tomando os meninos nos seus braços, e impondo-lhes as mãos, os abençoou.” Marcos 10:16

Os motivos que fizeram Jesus sorrir devem também serem os nossos: salvação, conhecimento de Deus e fé.

TEMPO DE PRANTEAR

Quando é noite e esperamos ansiosamente pelo dia, quando perdemos um ente querido, quando um sonho se frustrou, quando sofremos uma perda irreversível, é tempo de prantear. Não é o tempo que ansiamos passar, mas depois de acontecimentos difíceis e ruins, é necessário chorar. Ao chorarmos colocamos pra fora toda dor e isso nos ajuda a vencermos essa fase e a colocarmos a eternidade em perspectiva. Chegará o dia em que TODAS as nossas lágrimas serão enxugadas (Apocalipse 21:4), e não haverá no coração nenhuma sombra dos dias nublados. Depois da longa noite, o dia renasce; depois da perda de um ente querido, vivemos apenas com as boas lembranças; depois da perda irreversível, nos levantamos para superar e dar a volta por cima; depois da lágrima caída, vem o consolo.

TEMPO DE DANÇAR

Por mais longa que seja a noite, ela não resiste ao raiar do dia. Não há quem resista ao brilho do Espírito Santo. Ele é lindo e habita em nós. Quer motivo de maior alegria que esse? Eu te dou mais um. Um dia vamos vê-lo, morar com Ele e abraçá-lo, e isso para todo o sempre. Com Deus é assim, há sempre algo maior e surpreendente para nos dar.

Não se deixe vencer pelas circunstâncias negativas que a vida traz. Levante, olhe para Jesus. Toda vez que nos chegamos ao Seu Trono, transbordamos de alegria. E quem está alegre canta, quem transborda de alegria dança e salta de prazer pela presença do SENHOR.

Esse tempo nos deixa um lembrete: se andarmos sempre na presença do SENHOR, Ele sempre alegrará o nosso coração. Escolha uma canção, e ao som dos acordes, experimente dar uns passos.

TEMPO DE ESPALHAR PEDRAS

Na parábola de Jesus, escrita em um único versículo (Mateus 13:44), Jesus nos conta sobre um certo homem que encontrou um tesouro de grande valor num campo. Esse homem vendeu tudo o que tinha para adquirir aquele campo.

Não tenho curiosidade nenhuma em saber o que ele vendeu, o que ele teve de se desfazer, para conseguir comprar o campo. Tenho é curiosidade de ver esse tesouro escondido.

Sabe, é assim que acontece quando alguém encontra o SENHOR. Você logo percebe que encontrou algo mais valioso do que tudo aquilo que possui, ou que adquiriu na vida, ou que um dia sonhou. Todas as coisas terrenas, perdem seu valor. Elas viram apenas pedras, que te atrapalham de chegar ao objetivo final. Então, sem nenhum apego ao material, você percebe que chegou seu tempo de espalhar essas pedras. A renúncia é voluntária. Porque você está trocando tudo, por um tesouro inestimável: ter um relacionamento íntimo com o SENHOR que começa aqui e continua na eternidade. Permita que Ele faça o que quiser com sua vida. Ah, eu te garanto que superará todas as suas expectativas.

TEMPO DE AJUNTAR PEDRAS

No tesouro de Deus, nós somos suas pedras preciosas, que são lapidadas por Ele mesmo, e que brilham ao serem expostas à Luz da Verdade que irradia beleza e graça. O Reino dos Céus é o garimpo de pedras preciosas que nunca se acaba (Lucas 12:31-34). Em Deus está a jazida infinita e Ele é o próprio tesouro. É o único lugar na qual o tesouro não perde o valor e não pode ser roubado. Em nosso tesouro temos 3 preciosidades na vida: nosso relacionamento com Deus, nossa própria vida, e as pessoas que nos rodeiam. Pela causa de Deus, dedicamos tempo e empenho em polir e ajuntar pedras valiosas para o Reino. Em outras palavras, guardamos em Deus, a nossa alma, e ganhamos outras tantas para Jesus.

TEMPO DE ABRAÇAR

“Precisamos de 4 abraços por dia para sobreviver, 8 abraços por dia para nos manter e 12 abraços por dia para crescer”. Era o que a psicoterapeuta Virginia Satir afirmava. Na Bíblia encontramos pelo menos 12 tipos de abraços. Os 4 primeiros abraços são imprescindíveis para a sua sobrevivência, os 4 seguintes te manterão vivos, e os 4 últimos te farão crescer:

  1. O abraço à sabedoria (Provérbios 4:7-8)

  2. O abraço ao bem (1 Tessalonicenses 5:21)

  3. O abraço à aliança do SENHOR (Isaías 56:4, 2 Coríntios 11:4)

  4. O abraço à fé em Deus (Romanos 13:11)

  5. O abraço aos pés do Mestre (Mateus 28:9)

  6. O abraço à pessoa que ama (Cantares 2:6, 8:3)

  7. O abraço da mãe ao seu filho (2 Reis 4:16)

  8. O abraço às criancinhas (Marcos 9:36, 10:16)

  9. O abraço de despedida (Gênesis 48:10, Atos 20:37)

  10. O abraço do reencontro (Gênesis 33:4, 45:14, 46:29, Lucas 15:20)

  11. O abraço que percebe a vida (Atos 20:10)

  12. O abraço de apoio (Atos 20:1)

Hoje, tire um tempo para dar esses abraços.

TEMPO DE AFASTAR-SE DE ABRAÇAR

Alguns se apegam mais a coisas que a pessoas, outros abraçam ideologias que fazem mal a si mesmos e terminam por prejudicar outros, e ainda outros ficam presos a relacionamentos tóxicos. A quê você está abraçando? Coisas? Ideologias erradas? Relacionamentos prejudiciais? É tempo de se afastar. Você é livre para tomar decisões, mas lembre, elas devem ser inteligentes. Suas escolhas não afetam somente a você. Você está inserido numa grande comunidade que formam elos para o bem ou para o mal. Uma boa escolha pode significar desfazer laços, mas essa perda é lucro (Filipenses 1:21), quando você sabe que as consequências serão positivas lá na frente.

TEMPO DE BUSCAR

No Reino de Deus, você pode escolher qualquer profissão, casar com quiser, morar onde desejar, ter o que quiser, desde que seja para glorificar o nome de Deus. Quando sua intenção é colocar Deus em primeiro lugar na sua vida – e isso inclui deixá-Lo ter a prioridade em todas as áreas da vida – todos nossos sonhos, desejos ou metas ganham um novo sentido. Recebem, além da submissão das nossas próprias vontades à soberania de Deus, um significado eterno que mexe com os poderes espirituais, físicos, materiais e psicológico. Deus te coloca exatamente onde, com quem e como você deve estar. E o resultado é que você recebe dEle além do que imaginaria alcançar.

As coisas de Deus sempre versam sobre a essência, nunca sobre superficialidades. É tempo de buscar o Reino de Deus e a Sua justiça em primeiro lugar (Mateus 6:33), encontraremos, então, a eternidade com Cristo.

TEMPO DE PERDER

Na vida cristã, sempre haverá escolhas antagônicas a fazer. Ou obedece, ou desobedece. Ou vive, ou morre. Ou ama, ou odeia. Ou bem, ou mal. E por aí vai… Escolhas não são nada fáceis, renúncias também não. Mas, quando se trata das coisas de Deus sabemos que teremos uma recompensa maior. Escolher dizer “não” para algo que tanto queríamos, termos de nos desfazermos de bens ou deixarmos pessoas que amamos, pode ser doloroso à princípio. Mas, a questão é: de que outra forma viveríamos bem se não fosse para agradar a Deus e fazer Sua vontade? Paulo classificou seus ganhos e lucros, como perdas, pela causa de Cristo (Filipenses 3:7). Isso quer dizer que ele considerou tudo que o impedia de fazer a vontade de Deus, uma perda de tempo e desvalorização à própria vida. Lembra das Palavras do Mestre?

“Qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará.” Lucas 9:24

TEMPO DE GUARDAR

Lembro de uma história muito bonita, chamada “O Guardião da Fonte”, que me ajudou a entender Provérbios 4:23 “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.”. A história fala sobre a importância de guardarmos o nosso coração. Havia um guarda que era pago para limpar a fonte de água da cidade. Ele mantinha as águas sempre limpas, transparentes e cheias de vida. Com o passar do tempo, os governantes daquela cidade resolveram demitir o velho guarda. O resultado foi que a fonte de água ficou poluída e assoreada.

O nosso coração é o centro das nossas emoções, onde podemos guardar um tesouro ou lixo, amores ou mágoas. O que houver em nosso coração é que nos guiará nas decisões, modo de pensar e agir. O cerne da questão é: Como guardar em nosso coração aquilo que nos faz bem? O salmista, nos Salmos 119:11 nos revela como faremos isso: “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.”. Através de uma vida diária de oração e leitura da Bíblia, conseguimos guardar a fonte de nossa vida limpa, transparente e saudável.

Leia toda a história em: “O Guardião da Fonte

TEMPO DE LANÇAR FORA

Há um lindo caminho traçado por Deus a percorrermos. Tudo o que não precisamos é de uma mala sem alça cheia de pedregulho. O medo é como essa mala, que dificulta, e até mesmo paralisa, nossa caminhada. Quando o nosso coração está cheio do perfeito amor de Deus, todo temor, ansiedades e pavores são lançados fora (1 João 4:18). Somente o amor, que é produzido em nós pelo Espírito Santo, nos ajudará a prosseguir na caminhada sem impedimentos. “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.” Gálatas 5:22

É tempo de lançarmos fora o medo, nos enchendo do perfeito amor de Deus.

TEMPO DE RASGAR

Não houve uma vez em que o povo se arrependesse e que Deus não estendesse seu perdão, misericórdia e restauração.

O ato de rasgar as vestes na Bíblia era sinal de humilhação e grande sofrimento. Acabou que se tornou comum rasgar as vestes, receber o perdão e restauração de Deus e depois voltar a cometer o erro. O problema estava no que havia no coração do homem!

Em Joel 2:13, Deus pede para expor a si mesmo as tristezas que Ele via no coração do povo. Deus vai na essência do problema e dá a solução: se quer se humilhar, que seja de coração. Porque quando Deus perdoa é de verdade.

Esse é mais um pedido do SENHOR de sairmos da superficialidade e nos humilharmos aos pés dEle, que é o lugar onde devemos ficar.

TEMPO DE COSER

Num inverno rigoroso, um grupo de irmãs de meios modestos se reuniram para ajudar a uma família necessitada. As irmãs não tinham outro cobertor, senão o q elas mesmas usavam. Mas cada uma trouxe o tecido que tinha e com muito esmero, costuraram uma linda e colorida colcha de retalhos.

O pouco que eu tenho, unido ao que você tiver, vai servir muito para o outro. Nesse mundo, onde a estação de corações gélidos impera, podemos nos unir para costurar um cobertor de amor para o próximo.

TEMPO DE ESTAR CALADO

Você já experimentou na oração ficar em silêncio? É o momento de solitude, na qual Deus com seu poder traz cura, traz renovo, traz o que precisamos para prosseguirmos ouvindo a voz de Deus, apesar das várias vozes e barulho que o mundo faz. Momentos preciosos assim, nos ajudam a aprender a importância de ouvirmos as palavras certas.

TEMPO DE FALAR

Deus nos fez seus anjos ministradores para proclamar o evangelho eterno (vf. Apocalipse 14:6-7)!

Quem não gosta de contar novidades? Considero grande honra e privilégio ter a capacitação e conhecimento do Espírito Santo de Deus para falar que Deus é o único SENHOR, Salvador, Vencedor e Rei!!!

É maravilhoso podermos dar uma palavra de esperança e paz à quem é de direito receber.

TEMPO DE AMAR

O mandamento que Jesus nos deu foi: amar a Deus acima de tudo e de todos, e amar ao próximo como a si mesmo (Mt 22:37-40; Jo 13:34). O interessante nessa ordem é que não precisamos nos virar sozinhos em produzir amor. Dependemos de receber de Deus o amor, assim também como Ele nos dá todas as coisas. E que delícia é desfrutar do amor que o Espírito Santo de Deus desenvolve em nós, dia após dia, através de uma vida de relacionamento com Deus. Orando, lendo e estudando a Bíblia, ele cuida, fala, toca, ensina, educa, tudo por amor e com amor. Por causa do amor somos perdoados, e também por causa do amor perdoamos, por causa do amor suportamos e esperamos. O mundo ainda gira por causa do Amor.

TEMPO DE ODIAR

Em Provérbios 6:16-19, Salomão lista 7 coisas que o SENHOR odeia.

“Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina:

  • Olhos altivos,

  • Língua mentirosa,

  • Mãos que derramam sangue inocente,

  • O coração que maquina pensamentos perversos,

  • Pés que se apressam a correr para o mal,

  • A testemunha falsa que profere mentiras,

  • e o que semeia contendas entre irmãos.”

A sétima é a pior de todas, mas nenhuma dessas coisas pode ser uma característica nossa. A verdade é, que devemos odiá-las também.

No Salmos 119, o salmista enumera as coisas que ele odeia e apenas 1 coisa que ele ama.

Verso 114: “Pelos teus mandamentos alcancei entendimento; por isso odeio todo falso caminho.”

Verso 113: “Odeio os pensamentos vãos, mas amo a tua lei.”

Verso 128: “Por isso estimo todos os teus preceitos acerca de tudo, como retos, e odeio toda falsa vereda.”

Verso 163: “Abomino e odeio a mentira; mas amo a tua lei.”

Hoje é tempo de odiar o que Deus odeia, de odiar todo caminho falso, os pensamentos vãos e a mentira. Apegar-se à Palavra do SENHOR é o modo de aplicar o nosso coração com o de Deus.

TEMPO DE GUERRA ‭‭

Uma vez que nossa vida, e tudo o que fazemos com ela, é para glorificar o nome de Deus, podemos ter a certeza que iremos nos deparar com forte oposição. O mundo, o diabo e a nossa própria natureza pecaminosa estão de um lado do cabo de força. Do outro lado, estão nossa natureza regenerada, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, para nos fazer ganhar as batalhas que travamos diariamente e, por fim, vencermos para sempre a guerra (Leia Efésios 6:12).

Tem uma canção de André Freire e George de Paula por título: “Estou em Guerra”, interpretada por Arielly Bonatti, que mostra bem claramente contra quem é nossa guerra e como vencermos. O clipe divulgado pela MK Music no YouTube tem a duração de pouco mais de 4min.

TEMPO DE PAZ

O Reino de Deus é justiça, paz, e alegria no Espírito Santo, e todos os seus súditos desfrutam do que Ele concede por sua graça aqui na terra e a plena paz nos novos Céus e Terra.

Deus, por Sua bondade, nos concede o que é próprio de Sua natureza. A cada dia, ao esvaziarmos o coração de nossas ansiedades e preocupações, o SENHOR derrama o precioso bálsamo da paz e nos prepara para o dia de vitória que Ele nos concede.

TEMPO DE…

Você observou como o escritor ordenou ao citar cada tempo? Ele podia ter separado em 2 colunas colocando primeiro o tempo que consideramos favorável e depois o menos favorável. Mas, não. Ele organizou cada tempo segundo a ordem do ciclo da vida. E depois de analisarmos atentamente cada um deles não podemos mais dizer que há algum tempo ruim. Em cada um deles há uma beleza, um aprendizado divino. E querendo ou não, vamos passar por eles. Então, minha oração é que você identifique a beleza do tempo em que você está vivendo, qual o aprendizado que esse tempo te traz e que descubra a benção de passar seu tempo com Deus, isso fará toda a diferença.

Tudo está cooperando para o seu bem.

Deus está te aperfeiçoando porque você tem a Cidadania dos Céus!

1 comentário

  1. Fátima oliveira · agosto 5, 2020

    Peço e rogo a Deus por bênção em tua vida amada ; tenho lido teu trabalho e como tem me abençoado , escuros os áudiobook e tem me fortalecido pois falam muito comigo , como se eu vivesse cada palavra dita . Obrigada Lis por ser luz no mundo !
    Deus fortaleça e renove a tua vida ,resplandeça sobre tir a sua face e te agracie !

    Curtido por 1 pessoa

Obrigada por seu comentário! Ele será lido e aprovado em breve.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s