ESTUDO DA BÍBLIA: 1 Crônicas

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: Em hebraico o livro intitula-se Dibre Hayamim, cujo significado é “anais” ou “história”, originalmente formando 1 único volume. A versão grega do Antigo Testamento (Septuaginta) usou o nome Paralipomena, que significa “coisas omitidas”, omitidas de 1 e 2 Samuel e de 1 e 2 Reis. Jerônimo, o famoso tradutor da Bíblia, sugeriu, no prólogo de sua tradução latina de Samuel e Reis, que no lugar do título grego Paraleipomena, poderia ser chamada de Chronikon (crônica da história sagrada). Jerônimo manteve o título grego tradicional, mas sua proposta foi usada na tradução de Lutero, cujo título em alemão, Die Chronika (A Crônica), foi usado também na tradução da Bíblia para o inglês, e em outras traduções feitas durante o período da Reforma.

AUTOR: A autoria dos livros de 1 e 2 Crônicas é atribuída a Esdras.

DATA: Período estimado entre 400 e 305 a.C., período em que Neemias e Esdras estavam reorganizando Jerusalém no retorno do exílio babilônico.

TOTAL DE CAPÍTULOS: 29

CONTEÚDO:

A) 1 Crônicas 1 – 9 → Genealogias desde Adão até o período pós-exílico.

B) 1 Crônicas 10 – 29 → Período monárquico de Davi.

B.1) 1 Crônicas 10 – 12 → Davi toma-se rei sobre todo Israel.
B.2) 1 Crônicas 13 – 16 → Davi traz a arca para Jerusalém.
B.3) 1 Crônicas 17 – 21 → A promessa de Deus a Davi e a ocupação final da terra.
B.4) 1 Crônicas 22 – 29 → Davi faz preparativos para o templo.

RESUMO:

A) 1 CRÔNICAS 1 – 9 → GENEALOGIAS DESDE ADÃO ATÉ O PERÍODO PÓS-EXÍLICO

1 Crônicas 1 → Genealogia que abrange Adão a Abraão, Isaque, Esaú e Israel, ao final do capítulo o autor expõe a genealogia de Esaú.

1 Crônicas 2:1 – 4:23 → O autor começa listando a genealogia de Israel com foco em Judá e seus descendentes. No 3º capítulo a descendência do rei Davi é detalhada.

1 Crônicas 4:24-43 → Registro da genealogia de Simeão.

1 Crônicas 5 → Registro da genealogia de Rúben.

1 Crônicas 6 → Registro da genealogia de Levi, com destaque para os territórios em que cada clã ficou. O clã sacerdotal de Arão ficou instalado nos territórios de Judá e Benjamim; os descendentes de Coate, recebeu cidades na tribo de Manassés; os descendentes de Gérson em Aser, Issacar, Naftali e Manassés; e aos descendentes de Merari coube cidades nas tribos de Rúben, Gade e Zebulom.

1 Crônicas 7 → Registro das genealogias das tribos de Issacar, Benjamim, Manassés, Efraim e Aser.

1 Crônicas 8 → Registro da genealogia da tribo de Benjamim, com destaque para a descendência de Saul.

1 Crônicas 9:1-34 → Registro dos habitantes de Jerusalém após o retorno do cativeiro babilônico. Champlin (2002), explica o objetivo dos registros das genealogias de todas as tribos de Israel e o registro dos novos moradores de Jerusalém dessa forma:

“A despeito do cativeiro assírio (722 a. C., que pôs fim às dez tribos do norte (Israel) e do cativeiro babilônico (que quase pôs fim às tribos do sul _ Judá), sobreviveu um remanescente e havia autoridades suficientes, dvis e religiosas, para reiniciar a história da nação de Israel através de uma única tribo, Judá, a qual já havia absorvido as outras. Contudo, o povo escolhido continuava sendo o povo escolhido de Yahweh. A pequena Nova Nação de Israel, pois, tinha autoridade divina para levar adiante o plano divino, apesar das grandes perdas sofridas. As genealogias falam da nação escolhida. Embora de maneira modesta, essas genealogias promoveram uma base histórica para a Nova Nação, por meio da tribo de Judá.” (CHAMPLIN, 2002).

1 Crônicas 9:35-44 → Registro da genealogia de Saul, para dar início à História dos Reis de Israel.

B) 1 CRÔNICAS 10 – 29 → PERÍODO MONÁRQUICO DE DAVI

B.1) 1 Crônicas 10 – 12 → Davi toma-se rei sobre todo Israel

1 Crônicas 10 → Descrição da derrota e morte de Saul e de seus filhos (da tribo de Benjamim), e transferência do reino para Davi (da tribo de Judá).

1 Crônicas 11:1-9 → O capítulo inicia narrando o episódio em que Davi foi ungido por todos as tribos de Israel.

1 Crônicas 11:10-47 → Registro dos valentes de Davi. Eles foram guerreiros bravos e corajosos que contemplam grupos que guerrearam no período anterior ao reinado de Davi até a formação de um exército de heróis do rei Davi. O grupo de 30 homens mais valentes tinha 3 líderes que se destacavam sobre os demais. Com as guerras havia baixas e acréscimos de guerreiros, por isso os nomes variam no decorrer do tempo.

1º grupo dos valentes (1 Cr 11:10-14) → São citados os 3 homens mais valentes dentre todos , no período em que Davi estava para se tornar rei de Israel: Jasobeão, Eleazar e Samá (somente é citado o ato deste último, ver 2 Samuel 23:11-13).

2º grupo dos valentes (1 Cr 11:15-19) → 3 valentes vão buscar água para Davi na cisterna de Belém, para tanto, irromperam o acampamento dos filisteus corajosamente e voltaram sãos e salvos com a água para Davi.

Outros valentes ilustres (1 Cr 11:20-25)→ Abisai e Benaías, são destaques dentre os 30 homens mais valentes.

30 valentes (1 Cr 11:26-47) → São listados vários nomes de guerreiros que fizeram parte dos 30 mais valentes do exército do rei Davi. Eles foram heróis, que fizeram bravuras ao matar os inimigos do povo de Deus, defendendo assim o reino, o povo e o território de Israel.

1 Crônicas 12 → Lista dos guerreiros de cada tribo de Israel que se juntaram a Davi:

TEMPO EM QUE SE UNIRAM A DAVI

TRIBOS

DETALHES

EXÉRCITOS QUE SE UNIRAM A DAVI ANTES DE SUA COROAÇÃO

BENJAMITAS

Irmãos de Saul, se uniram a Davi quando este estava em Ziclague. Depois, mais benjamitas se uniram a Davi quando ele estava no deserto num lugar forte.

GADITAS

Se uniram a Davi quando este estava no deserto num lugar forte.

JUDÁ

Se uniram a Davi quando ele estava no deserto num lugar forte.

MEIA TRIBO DE MANASSÉS DALÉM DO JORDÃO

Se uniram a Davi na peleja dos filisteus contra Saul. Depois, em Ziclague, protegiam a Davi contra qualquer ataque.

EXÉRCITOS DE CADA TRIBO QUE SE JUNTARAM A DAVI EM HEBROM PARA FAZÊ-LO O REI DE ISRAEL

JUDÁ

6.800 guerreiros se uniram a Davi com escudos e com lanças.

SIMEÃO

7.100 guerreiros valentes, preparados para a guerra, se uniram a Davi.

LEVI

4.600 guerreiros, inclusive o sacerdote Joiada, liderando 3.700 guerreiros levitas, e o futuro sacerdote Zadoque com 22 oficiais, membros de sua família.

BENJAMIM

3.000 guerreiros apoiaram Davi, o restante ainda era a favor da casa de Saul.

EFRAIM

20.800 guerreiros valentes, todos eles respeitáveis.

MEIA TRIBO DE MANASSÉS DAQUÉM DO JORDÃO

18.000 indicados por nome para apoiarem o reinado de Davi.

ISSACAR

200 chefes com seus parentes, “todos eles entendiam bem os acontecimentos daquele tempo e sabiam qual era o melhor caminho para Israel seguir.” 1 Cr 12:32

Eles levaram muitas provisões para Davi e seus exércitos se alimentarem.

ZEBULOM

50.000 guerreiros leais, treinados, bem armados e preparados para a batalha. Eles levaram muitas provisões para Davi e seus exércitos se alimentarem.

NAFTALI

1.000 oficiais e 37.000 guerreiros armados com escudos e lanças. Eles levaram muitas provisões para Davi e seus exércitos se alimentarem.

28.600 guerreiros preparados para a batalha.

ASER

40.000 guerreiros treinados e preparados para a batalha.

RÚBEN

120.000 soldados equipados com todos os tipos de armas.

GADE

MEIA TRIBO DE MANASSÉS DALÉM DO JORDÃO

B.2) 1 Crônicas 13 – 16 → Davi traz a arca para Jerusalém

A ARCA DA ALIANÇA

1 Crônicas 13 e 15 → Davi busca conselho com os líderes das tribos de Israel, incluindo a tribo de Levi, para trazer a Arca da Aliança de Quiriate-Jearim, onde esteve por mais de 100 anos, e tenta levar a arca em carro guiado por bois. Quando Uzá morre por tocar na Arca, é que Davi descobre que havia uma ordem de Deus, para os coatitas, da tribo de Levi, carregarem a Arca nos ombros (Nm 4:15, 7:9, 10:33). A Arca da Aliança ficou 3 meses na casa de Obede-Edom (numa cidade dos levitas), e quando essa casa passou a ser abençoada, Davi se anima a levar a arca até Jerusalém. Ele prepara uma grande festa com sacrifícios e muitos louvores. Em 2 Samuel 6:13 está registrado que a cada 6 passos sacrificavam bois e carneiros cevados e, depois, em 1 Crônicas 15:26, os levitas tendo finalizado de depositar a Arca na Tenda com sucesso, sacrificaram 7 novilhos e 7 carneiros em gratidão.

1 Crônicas 14 → Davi entende que o reino estava confirmado em suas mãos com as vitórias na guerra, com a aliança feita com o rei Hirão e com a ampliação do seu reino.

1 Crônicas 15 → Davi constitui levitas cantores, músicos, porteiros da Arca,

1 Crônicas 16:8-36 → Os 21 primeiros versos do Salmo contido em 1 Crônicas 16:8-36 é semelhante aos 15 primeiros versos do Salmo 105. Um Salmo de gratidão a Deus, oferecido como primícia ao SENHOR no dia em que a Arca da Aliança foi depositada em Jerusalém.

1 Crônicas 16 → Ministros levitas separados para louvar diante do SENHOR.

MINISTROS DE LOUVOR

INSTRUMENTO

COMPONENTES

Asafe

Címbalos

Obede-Edom, Hosa, 68 levitas como guardas

Zacarias

Harpas e liras

Jeiel, Semiramote, Jeiel, Matitias, Eliabe, Benaia, Obede-Edom e Jeiel

Benaia e Jaaziel

Trombetas

Hemã

Trombetas e címbalos

Hemã e seus filhos;

Jedutum e seus filhos eram guardas das portas

B.3) 1 Crônicas 17 – 21 → A promessa de Deus a Davi e a ocupação final da terra

UM PEDIDO OUSADO – O Templo
1 Crônicas 17 → Davi expressa ao profeta de Deus, Natã, o desejo de construir um grande templo para o SENHOR. Natã, impressionado com a ideia, consente e aprova a ideia. Entretanto, à noite o SENHOR revela sua vontade ao profeta e também traz um panorama maravilhoso sobre o futuro de Davi e sua descendência. Davi, muito feliz, faz uma oração de gratidão no Santuário.

DIVERSAS VITÓRIAS DE DAVI
1 Crônicas 18 – 19 → O rei Davi obteve vitória e domínio sobre todas as nações inimigas ao redor, e também conquistou a amizade de outras. Dentre as nações subjugadas estão: filisteus, edomitas, moabitas, amonitas, amalequitas, sírios e rei e habitantes de Zobá. Os reinos amigáveis foram Hamate, cujo rei era Toú, e Tiro, cujo rei construiu o palácio de Davi.

UMA COROA PARA O REI
1 Crônicas 20:1-3 → Joabe destruiu a cidade dos amonitas, Rabá, e Davi ficou com a coroa deste. A coroa de ouro e pedras preciosas pesava cerca de 35 quilos!

MAIS 3 GIGANTES FILISTEUS SÃO DERROTADOS
1 Crônicas 20:4-8 → 1 gigante de Gezer e outros 2 de Gate são mortos pelo exército de Davi. Os soldados de Davi imitavam a coragem e força de seu líder.

GIGANTE FILISTEU

ISRAELITA QUE O DERROTOU

DETALHES

Sipai

Sibecai

Os filhos dos gigantes eram filhos de Rafa, ou descendentes dos refains.

Lami

Elanã

O gigante, Lami, era irmão de Golias. Ele era geteu e carregava uma lança da grossura do eixo de tecelão.

Um gigante refaim

Jônatas

Um refaim, com 24 dedos, de grande estatura, injuriou Israel e foi derrotado.

O CENSO PROIBIDO
1 Crônicas 21; 27:23-24 → Satanás incita Davi a fazer um censo. Os censos eram proibidos pelo SENHOR (Êxodo 30:12), o único caso em que podiam ser feitos era na expiação do pecado dos homens de 20 anos para cima, sendo necessário ofertar meio siclo para não haver culpa diante do SENHOR pelo próprio censo (Êx 38:26; 30:15). Joabe tentou impedir Davi de pecar, mas a palavra do rei prevaleceu. O SENHOR deu 3 opções de castigo, Davi se arrependeu e escolheu ser castigado pelo SENHOR e não pelos homens. 70 mil homens morreram de praga desde Dã a Berseba, locais onde havia sido feito o recenseamento. Davi foi orientado pelo profeta Gade a erguer um altar ao SENHOR para fazer a praga cessar. Então, Davi comprou a eira onde o anjo que feria o povo estava (local próximo a Jerusalém), dizendo: “Não oferecerei ao SENHOR meu Deus holocaustos que não me custem nada” (v. 24). A praga cessou, depois de Davi oferecer holocausto e ofertas pacíficas.

B.4) 1 Crônicas 22 – 29 → Davi faz preparativos para o templo

MATERIAIS SEPARADOS PARA O TEMPLO
1 Crônicas 22; 28:14-18; 29 → Ouro, prata, cobre, pedras preciosas, pedras lavradas, ferro, pregos, madeira de cedro, tudo em abundância e transfere a incumbência do reino e da construção a Salomão, segundo a palavra de Deus.

ORGANIZAÇÃO DOS LEVITAS
1 Crônicas 23 – 26 → Davi reorganiza as funções dos levitas e levanta um culto intermitente ao SENHOR. 38 mil levitas se dividem em 4 funções: 24 mil promotores da obra do SENHOR, 6 mil oficiais e juízes, 4 mil porteiros – formados por guerreiros valentes e por tesoureiros da casa do SENHOR, 4 mil músicos, divididos em 24 turnos para servir ao SENHOR. Uma nova função foi dada aos levitas que antes carregavam o Tabernáculo (1 Cr 23:26-32), eles se tornaram cooperadores dos sacerdotes e responsáveis pelo louvor pela manhã e pela tarde.

ESCOLA DE MÚSICA SACRA:
1 Crônicas 25:7 → “O número deles, juntamente com seus irmãos instruídos no canto do SENHOR, todos eles mestres, era de duzentos e oitenta e oito. (ARA – grifo nosso)

ORGANIZAÇÃO DO REINO
1 Crônicas 27 → A organização do reino de Davi consistia na escolha dos melhores homens em suas respectivas áreas: 12 turmas de exército formados por 24 mil guerreiros, cada turma servindo 1 vez por mês ao rei; chefe de todos os exércitos; tesoureiros; agricultores; pecuaristas; conselheiro e escriba.

ANÚNCIO E ÚLTIMAS PALAVRAS DE DAVI
1 Crônicas 28 – 29 → Davi convoca todos os homens de Israel para falar sobre a construção do templo e entregar a responsabilidade para o novo rei Salomão. Todos os materiais, registros e planta do templo foram entregues a Salomão diante de todos. Davi oferece grandes sacrifícios e ofertas ao SENHOR, se alegra muito com todo o povo e Salomão é ungido rei novamente e Zadoque é ungido sacerdote. Davi reinou por 40 anos e morreu em boa velhice.

REFERÊNCIAS:

BÍBLIA SAGRADA: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

 

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

 

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 2 Samuel. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

 

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7

 

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 1 Crônicas. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 3.

2 comentários

  1. Helane de Nazaré Rodrigues da Silva · agosto 5, 2020

    Amo tudo,que Deus abençoe sua vida.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eliana Gabrielle · abril 15

    Obrigada por compartilhar seus estudos, Deus abençoe!

    Curtir

Obrigada por seu comentário! Ele será lido e aprovado em breve.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s