MULHERES COMO EU: Joquebede

O Estudo “Mulheres como eu” foi desenvolvido pelo Ministério Cafezinho da Tarde. Confira as instruções de como realizar esse precioso estudo no site → https://cafezinhodatarde.com/estudos/mulheres-como-eu/

Confira ao estudo sobre Joquebede:

📖 Versículos selecionados:

📖 ÊXODO 2:1-10

Um homem da tribo de Levi casou-se com uma mulher da mesma tribo, e ela engravidou e deu à luz um filho. Vendo que era bonito, ela o escondeu por três meses. Quando já não podia mais escondê-lo, pegou um cesto feito de junco e o vedou com piche e betume. Colocou nele o menino e deixou o cesto entre os juncos, à margem do Nilo.

A irmã do menino ficou observando de longe para ver o que lhe aconteceria.

A filha do faraó descera ao Nilo para tomar banho. Enquanto isso as suas servas andavam pela margem do rio. Nisso viu o cesto entre os juncos e mandou sua criada apanhá-lo. Ao abri-lo viu um bebê chorando. Ficou com pena dele e disse:

— Este menino é dos hebreus.

Então a irmã do menino aproximou-se e perguntou à filha do faraó:

— A senhora quer que eu vá chamar uma mulher dos hebreus para amamentar e criar o menino?

— Quero, respondeu ela.

E a moça foi chamar a mãe do menino.

Então a filha do faraó disse à mulher:

— Leve este menino e amamente-o para mim, e eu lhe pagarei por isso.

A mulher levou o menino e o amamentou.

Tendo o menino crescido, ela o levou à filha do faraó, que o adotou e lhe deu o nome de Moisés, dizendo:

— Porque eu o tirei das águas.

A história de Joquebede inicia sem a citação de seu nome, que só é mencionado em Êxodo 6:20. O relato começa narrando o conflito espiritual entre faraó e Deus. Faraó, amedrontado pelo crescimento rápido do povo hebreu, ordenou um controle de natalidade que consistia em matar todos os bebês do sexo masculino. Ele fez 3 tentativas, a primeira ordem foi para oprimir os hebreus com o trabalho escravo, mas quanto mais aumentava a opressão, mais os hebreus se multiplicavam; a segunda tentativa foi uma ordem dada às parteiras egípcias, para matarem os meninos hebreus ao nascerem (Êx 1:15-20), como as parteiras temeram a Deus e não mataram, faraó ordenou que todo o seu povo lançasse os bebês hebreus no rio Nilo (Êx 1:22).

Joquebede engravida em meio toda essa tensão, ao ter o bebê ela consegue mantê-lo escondido em casa por 3 meses. Quando não podia mais escondê-lo, ela, em obediência a ordem de faraó deixa seu filhinho no rio Nilo. Mas, ela não entrega o bebê aos egípcios, antes, faz um cesto com juncos (gramínea que depois de seca serve para tecer cestos e esteiras), veda o cesto com betume e o impermeabiliza com piche, e coloca seu bebê dentro. Chegando ao rio Nilo, ela toma o cuidado de escolher o local e não deixar o cesto ser carregado pela correnteza, ela deixa o cesto preso entre os papiros que cresciam à margem do rio. Apesar de ser muito difícil para Joquebede fazer isso, ela vinha da tribo que perseverou em buscar e temer ao SENHOR. Por isso, imaginamos que durante todo o processo ela fez orando e confiando que Deus faria um milagre de livrar seu filho da morte.

A filha mais velha de Joquebede, Miriã, fica vigiando o cesto do lugar de onde deu para ver a filha de faraó se aproximar do cesto e perceber a sua reação de compaixão ao ver o bebê. Segundo Josefo (2004), a princesa se chamava Thermuthis, ela identifica o bebê como um hebreu. Rapidamente, Miriã se aproximou dela e fez sua oferta: de a própria mãe do bebê se tornar a ama do pequeno. A oferta foi aceita pela princesa e ela ainda ofereceu um salário à ama. Joquebede foi trazida por Miriã e apresentada à princesa. Foi Thermuthis quem deu o nome à criança – Moisés – porque ela o havia retirado das águas, ela o adotou oficialmente após o período que Moisés foi desmamado (provavelmente na de idade de 7 anos). É interessante ressaltar, que o faraó que havia ordenado a morte dos meninos hebreus, criou o libertador de Israel em seu próprio lar. Moisés sabia a qual povo pertencia e escolheu temer e servir a Deus, isso nos induz a pensar, que antes da formação egípcia, Joquebede o ensinou a temer a Deus.

📖 ÊXODO 6:20

“Anrão tomou por mulher sua tia Joquebede, que lhe deu à luz Arão e Moisés. Anrão viveu cento e trinta e sete anos.”

Após o relato da história de Joquebede, somente neste versículo é que nos é apresentado o nome dela e de seu esposo, que também era seu sobrinho. A ordem de Deus proibindo casamento entre parentes próximos só ocorreu mais tarde (Lv 18:12).

📖 NÚMEROS 26:59

“O nome da mulher de Anrão era Joquebede, descendente de Levi, que nasceu no Egito. Ela lhe deu à luz Arão, Moisés e Miriã, irmã deles.”

Anrão nasceu no Egito, mas, é interessante ressaltar, que o local de nascimento dos hebreus, não alterava sua origem hebreia. Anrão é, portanto, um israelita. Joquebede e Anrão eram da mesma tribo, descendentes de Coate – filho de Levi, o casal gerou a 3 filhos. A mais velha era Miriã, mas somente homem era considerado na primogenitura, portanto o escritor em Números lista os 3 filhos deles, não em ordem de nascença, mas sim de primogenitura: Arão era o primogênito – mais tarde se tornou o sumo sacerdote de Israel, e Moisés o libertador e líder religioso, por meio do qual o SENHOR deu a Sua lei.

📖 HEBREUS 11:23

“Pela fé Moisés, recém-nascido, foi escondido durante três meses por seus pais, pois estes viram que ele não era uma criança comum, e não temeram o decreto do rei.”

Joquebede entra na lista de heroínas da fé. Ainda que nomes não sejam citados, sabemos pelas referências anteriores, que Joquebede o escondeu Moisés com o aval de seu esposo. Este versículo nos mostra o que os fizera praticar tal ato: a fé e a coragem. É importante salientar também, a visão que Joquebede e Anrão tinham, ao identificar pela fisionomia do recém-nascido, que havia ali algo grande de Deus.

Questionário

1. História de Joquebede

Nascida no Egito, Joquebede cresceu temente ao SENHOR e se casou com seu sobrinho, Anrão. Joquebede teve 3 filhos: Miriã, Arão e Moisés. Sua fé foi colocada em ação quando concebeu um menino e sem temer a ordem do Faraó, não permitiu que o seu filho fosse morto. Deus a recompensou fazendo com que se tornasse protegida da filha de Faraó, criando seu filho com salário e em liberdade até incutir nele o temor ao único Deus.

2. Local em que Joquebede morou na época e o país na atualidade

Egito – Um dos países mais antigos do mundo, o Egito ainda hoje subsiste, no nordeste da África, e parte do Oriente Médio e Ásia. O Egito se tornou uma figura do lugar mundano da qual a pessoa que deseja seguir Deus deve sair. Essa nação foi um forte opositor de Israel e hoje mantém relações amigáveis, mas frágil, com Israel, isso porque o Egito também apoia o Hamas, uma organização terrorista palestina que tem Israel como inimigo.

3. Significado do nome de Joquebede

No hebraico, o nome de Joquebede significa “glorificada por Deus” ou “Yahweh é a glória”.

4. Vida cotidiana de Joquebede

• Papel nas Escrituras: Gerar e salvar Moisés, o libertador de Israel da escravidão do Egito, da morte.

• Posição Social: Escrava, esposa, mãe e ama.

• Tarefas Diárias: Esposa e mãe, Joquebede demonstra, no relato:

  • Habilidade fenomenal no cuidado do terceiro filho, de forma a suprir todas as suas necessidades e não ser denunciado. O amor, zelo e fé a capacitou a isso;

  • Conhecimento de manufatura com palha de junco para fazer o cesto, inteligência na escolha do produto para vedar e impermeabilizar o cesto que seria colocado no rio. Dentre outras atividades realizadas pelas mulheres dessa época, estão também a arte de tratar lã, fazer tecidos e coser roupas;

  • Uma esposa dedicada e submissa, era proativa e inteligente.

5. Relacionamentos de Joquebede

DEUS: EU Sou o que Sou – Yahweh

PAI: Levi.

IRMÃOS: Gérson, Coate e Merari.

ESPOSO: Anrão, filho de Coate.

FILHOS: Miriã, Arão e Moisés.

NORAS: A esposa de Arão (cujo nome não foi mencionado), Zípora e a cuxita – esposas de Moisés

NETOS: Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar (filhos de Arão); Gérson e Eliézer (filhos de Moisés).

PESSOAS ENVOLVIDAS: Faraó, Thermuthis.

6. Testemunho de Joquebede para mim

Joquebede me ensina que se a minha fé estiver firme em Deus não preciso temer leis contra a vida, porque Deus, o Dono da Vida, é quem controla todas as coisas.

7. Virtudes de Joquebede:

  • Mulher de fé
  • Corajosa
  • Habilidosa
  • Inteligente

REFERÊNCIAS

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. DICIONÁRIO A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6.

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Êxodo. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 1.

GOWER, Ralph. NOVO MANUAL DE USOS E COSTUMES DOS TEMPOS BÍBLICOS. Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembleias de Deus, 2002.

6 comentários

  1. Rute · junho 2, 2018

    Linda história, nos ensina a manter a fé firme no Deus dono da vida!

    Curtido por 1 pessoa

  2. edna marinho · junho 11, 2018

    Gostaria de receber o estudo das mulheres do mes de junho em PDF. Pois só encontrei Joquebede e nos meses anteriores estão completo. Pois estou fazendo uma pasta no meu computador. Desde já agradeço a atenção. A paz do Senho r Jesus. Abraço

    Curtido por 1 pessoa

  3. Pastor KALEB · abril 11

    Bom demais, verdadeiro e íntima da palavra de Deus, parabéns.

    Curtir

Obrigada por seu comentário! Ele será lido e aprovado em breve.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s