MULHERES DA BÍBLIA 2018: Junho

Continuamos os estudos sobre as mulheres da Bíblia durante o mês de junho.

Para saber como funciona o estudo CLICA AQUI, para acompanhar o plano bíblico em ordem cronológica CLICA AQUI, para acessar a lista de livros das mulheres da Bíblia, clica nesse outro link: MULHERES DA BÍBLIA 2018

Se você ainda não viu a postagem do mês de janeiro a maio, que somam 75 fichas de mulheres da Bíblia, clica nesses links:
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Janeiro 1-17
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Fevereiro 18-32
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Março 33-45
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Abril 46-58
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Maio 59-75

Acompanhe também no Telegram meditações de segunda a sexta sobre as mulheres da Bíblia: @lisland

Abaixo vamos continuar a lista com a numeração e dados das mulheres da Bíblia.

LISTA:

76. Orfa

77. As belemitas

78. As servas de Boaz

79. As moabitas

80. A mãe de Rute

81. Ana, a mãe de Samuel

82. Penina

83. As filhas de Ana e Penina

84. Mulheres que serviam à porta do Tabernáculo

85. A esposa de Finéias

86. Jovens a buscar água

87. Merabe

88. Mical

89. Ainoã, a esposa de Saul

90. A mãe de Agague & mulheres amalequitas

91. As cantoras e dançarinas de Israel

FICHAS DE DADOS:

76. MULHER DA BÍBLIA: Orfa

REFERÊNCIA BÍBLICA: Rute 1:4,6-15

SIGNIFICADO DO NOME: De significado incerto, pode ser “pescoço”, “gazela” e “frescor juvenil”.

LOCAL: Moabe

ÉPOCA: 1268 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Ela voltou para os seus deuses moabitas.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • SOGRA: Noemi

  • ESPOSO: Malom

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Rute

RESUMO DA VIDA:

Orfa foi uma moabita que se casou com o filho de Noemi, Malom. Ela ficou viúva e resolveu acompanhar a sua sogra para outra terra. Ela amava a Noemi, mas quando ouviu a recomendação desesperançosa de sua sogra lhe pedindo para voltar, ela muito triste, beijou a sua sogra e voltou. Não sabemos o final da história de Orfa.

PROPÓSITO:

  • Mostrar que as nossas expectativas na vida podem nos tirar do verdadeiro foco que é Deus.

DEVO EVITAR:

  • Não posso recuar diante das vicissitudes da vida, devo confiar no futuro preparado por Deus.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. DICIONÁRIO A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

77. MULHER DA BÍBLIA: As belemitas

REFERÊNCIA BÍBLICA: Rute 1:19, 4:14,17

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Os nomes delas não foram registrados

LOCAL: Belém de Judá

ÉPOCA: 1268 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Mulheres tementes a Deus

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Noemi, Elimeleque, Boaz

RESUMO DA VIDA:

PROPÓSITO:

  • Auxiliar a Noemi.

DEVO IMITAR:

  • Como as belemitas, devo apoiar e animar alguém necessitado em minha comunidade.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

78. MULHERES DA BÍBLIA: As servas de Boaz

REFERÊNCIA BÍBLICA: Rute 2:8, 13, 22, 23

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Seus nomes não são mencionados

LOCAL: Belém de Judá

ÉPOCA: 1268 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Mulheres amparadas por Deus

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Boaz, Rute

RESUMO DA VIDA:

As servas de Boaz eram mulheres contratadas por Boaz, para tarefas de cooperação junto aos ceifeiros. Elas saíam cedo de suas casas, na cidade de Belém, se reuniam e caminhavam juntas aos campos. Entre as mulheres contratadas, também se juntavam as respigadeiras, que, conforme a “Lei da Respiga” (Dt 24:19-22; 23:24-25), mulheres pobres, viúvas, estrangeiras e órfãs podiam catar espigas com a mão, não podiam usar foice nem guardar em sacos, catavam apenas o que os ceifeiros deixavam para trás, com o objetivo de juntar uma quantidade suficiente de grãos para matar a fome. Depois da chegada de Noemi, Rute se juntou a elas.

PROPÓSITO:

  • Elas auxiliaram Rute, participando assim do grande projeto que Deus tinha para ela.

DEVO IMITAR:

  • Preciso ter a força de vontade e atitude que as servas e respigadeiras de Boaz tiveram, para se manter, quando as circunstâncias não estavam favoráveis.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

79. MULHERES DA BÍBLIA: As moabitas

REFERÊNCIA BÍBLICA: Rute 1:4

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Seus nomes não são mencionados

LOCAL: Moabe

ÉPOCA: 1268 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não serviam a Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Orfa, Rute, Noemi, Malom, Quiliom.

RESUMO DA VIDA:

As moabitas eram descendentes do filho de Ló com sua filha. Os moabitas passaram a viver longe de Deus, adoravam deuses, dentre os quais Quemós, era o deus a quem os moabitas sacrificavam pessoas em rituais canibalistas (Sl 106:28). Próximo à conquista da Terra Prometida, o povo de Israel foi seduzido pelos deuses e se prostituíram (Nm 25). Deus já havia ordenado ao povo que não podiam se misturar com as nações vizinhas, justamente por causa desse motivo (Dt 7:3), e depois do desastre de Baal-Peor, os moabitas também ficaram proibidos de entrarem na congregação do SENHOR até uma determinada geração (Dt 23:3). As moabitas, apesar de serem semitas (descentes de Sem, a descendência abençoada por Noé), se tornaram iguais aos povos amaldiçoados, com práticas errôneas e sem arrepender-se delas.

PROPÓSITO:

  • Mostrar que alguém destinada à benção pode se tornar amaldiçoada por causa da desobediência a Deus e quando uma pessoa sob maldição obedece e teme a Deus recebe da parte dEle a benção.

DEVO EVITAR:

  • Não posso desobedecer a Deus, senão fico sob maldição.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

80. MULHER DA BÍBLIA: A mãe de Rute

REFERÊNCIA BÍBLICA: Rute 2:11

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não é citado

LOCAL: Moabe

ÉPOCA: 1268 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não era serva de Deus

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • FILHA: Rute

RESUMO DA VIDA:

Nada é citado sobre a mãe de Rute, senão que ela deixou sua mãe em Moabe. Ela provavelmente era uma mulher idólatra e deveria receber Rute em casa, após esta ter ficado viúva. Com a decisão de Rute de ir para outra nação, ela nunca mais tornou a ver a filha.

PROPÓSITO:

  • Mostrar que apesar de Rute ter uma mãe, houve uma mãe espiritual que cuidou da alma dela.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

81. MULHER DA BÍBLIA: Ana, a mãe de Samuel

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 1:2, 5-28; 2:2-10, 19-21

SIGNIFICADO DO NOME: “Graça”, “graciosa”

LOCAL: Ramataim-Zofim, da montanha de Efraim; Siló

ÉPOCA: 1115 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Foi uma serva fiel de Deus

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • ESPOSO: Elcana, da tribo de Levi

  • FILHOS: Samuel, mais 3 filhos e 2 filhas

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Penina, Eli

RESUMO DA VIDA:

Ana era a primeira esposa de Elcana, muito amada por ele, apesar de ser estéril. Penina, a rival de Ana, a perturbava todos os anos que estavam adorando a Deus em Siló porque ela era estéril. Ana ficava tão triste que não conseguia comer a porção excelente que seu marido separava para ela. Entretanto, ela tomou uma decisão firme no coração de pedir ao SENHOR 1 filho e entregá-lo ao serviço integral a Deus. Essa decisão foi apoiada pelo esposo. O sacerdote Eli dispensou uma palavra de benção a Ana e ela confiando na Palavra voltou a comer alegre. Cerca de 3 anos depois, Ana e Elcana voltam ao templo com o pequeno Samuel, para entregá-lo para sempre a Deus. Ana entoou uma linda oração em gratidão a Deus, o sacerdote Eli abençoou o casal com uma palavra de benção para terem mais filhos e o SENHOR concedeu mais 5 filhos a Ana.

PROPÓSITO:

  • A esterilidade de Ana desenvolveu nela uma fé que culminou na existência de um dos maiores juízes de Israel, o profeta Samuel.

DEVO IMITAR:

  • Devo imitar a fé, perseverança, confiança e fidelidade de Ana;

  • Como Ana posso colocar diante do SENHOR meus desejos e ansiedades.

DESTAQUE:

“[…] Após Ana ter cumprido sua promessa de dedicar Samuel ao serviço de Deus, o Senhor a abençoou com mais filhos. Ela havia implorado a Deus que lhe desse um filho; Ele lhe deu mais três meninos e duas meninas. Os anos de anseio por um filho enquanto suportava os escárnios da outra esposa de Elcana desapareceram de sua memória enquanto mais filhos nasceram. Com visitas ao Tabernáculo para tomar conta das necessidades e Samuel além do cuidado de outros cinco filhos, Ana desfrutava de uma vida plena. A dor que ela havia sofrido em renunciar o seu primogênito, após apenas alguns anos com ele, foi atenuada conforme desfrutava das bençãos que Deus enviou para recompensar sua fidelidade a Ele.

O Senhor se deleita em recompensar Seus filhos fiéis. Jesus prometeu que qualquer um que abrir mão de algo por Deus desfrutará da vida eterna e será ricamente abençoado nesta vida. […].”

Dianne Neal Matthews, em “Um ano com as mulheres da Bíblia”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

MATHEWS, Dianne Neal. UM ANO COM AS MULHERES DA BÍBLIA. Tradução por: Elisa Tisserant de Castro. Curitiba: Publicações Pão Diário, 2016.

82. MULHER DA BÍBLIA: Penina

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 1:2, 4, 6, 7

SIGNIFICADO DO NOME: “Coral”

LOCAL: Ramataim-Zofim, da montanha de Efraim; Siló

ÉPOCA: 1115 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • A Bíblia não menciona seu relacionamento com Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • ESPOSO: Elcana, da tribo de Levi

  • FILHOS: Filhos e filhas

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Ana

RESUMO DA VIDA:

Penina era a segunda esposa de Elcana, foi abençoada por Deus com filhos e filhas. Tal como Léia, seu esposo amava mais a outra que não tinha filhos. Penina, no entanto, provocou ao extremo sua rival, Ana, porque ela tinha o que Ana não tinha: filhos.

PROPÓSITO:

  • Como segunda esposa, Penina é mais um exemplo de que o matrimônio deve ser monogâmico.

DEVO EVITAR:

  • Quando estiver numa situação ruim, não posso desdenhar da desgraça alheia.

DESTAQUE

“[…] Penina, chamada de “rival de Ana” (v.6), a provocava, debochando do fato de que o Senhor não lhe dera filhos.

Elcana preferia Ana, a quem amava profundamente, mas isso só aumentava a amarga rivalidade entre as duas mulheres. Essa rivalidade era um efeito inevitável da bigamia de Elcana. É claro que uma das razões pelas quais Deus projetou o casamento como relação monogâmica era evitar essa espécie de briga dentro das famílias. […]”

John MacArthur, em “Doze Mulheres Notáveis”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

MACARTHUR, John. DOZE MULHERES NOTÁVEIS: Como Deus Formou Mulheres da Bíblia e o que Ele quer Fazer com Você. Traduzido por Elizabeth Stowell Charles Gomes. 2. Ed. São Paulo: Cultura Cristã, 2014.

83. MULHERES DA BÍBLIA: As filhas de Ana e Penina

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 1:4; 2:21

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Seus nomes não são mencionados

LOCAL: Ramataim-Zofim, da montanha de Efraim; Siló

ÉPOCA: ~ 1115 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • A Bíblia não menciona seu relacionamento com Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Elcana, da tribo de Levi

  • FILHAS DE PENINA: Filhas (quantidade não mencionada)

  • FILHAS DE ANA: 2 filhas

RESUMO DA VIDA:

As filhas de Elcana com Penina nasceram primeiro que as duas filhas de Elcana com Ana. Não sabemos o total de filhas de Elcana, nem temos mais informações a respeito delas. Mas, certamente elas trouxeram muita alegria à Elcana.

PROPÓSITO:

  • Mulheres que deram prosseguimento a descendência de Elcana.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

MACARTHUR, John. DOZE MULHERES NOTÁVEIS: Como Deus Formou Mulheres da Bíblia e o que Ele quer Fazer com Você. Traduzido por Elizabeth Stowell Charles Gomes. 2. Ed. São Paulo: Cultura Cristã, 2014.

84. MULHERES DA BÍBLIA: Mulheres que serviam à porta do Tabernáculo

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 2:22

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Seus nomes não foram mencionados

LOCAL: Siló e todo o Israel

ÉPOCA: ~ 1105 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Mulheres que buscavam a Deus

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Sacerdotes Hofni e Finéias

RESUMO DA VIDA:

Várias mulheres de Israel se juntavam numa tenda à porta do Tabernáculo, para servir a Deus com ofertas, entregar seus sacrifícios, limparem a área, orar, jejuar, adorar ao SENHOR. Entretanto, os sacerdotes Hofni e Finéias, filhos do sumo sacerdote Eli, se deitavam com elas. Eles tinham suas esposas, mesmo assim achavam que estavam acima da lei de Deus. CHAMPLIN (VT, 2001) afirma que eles forçavam essas mulheres a praticarem atos sexuais com eles. A má fama e o escândalo correu por todo o Israel até chegar aos ouvidos de Eli, que os repreendeu, mas nada mudou. O SENHOR não os deixou sem punição e proferiu uma maldição para toda a descendência de Eli (1 Sm 3:11-14).

PROPÓSITO:

  • Mostrar a decadência espiritual em que o povo de Israel se encontrava, apesar de haver desejo de buscar ao SENHOR.

DEVO IMITAR:

  • Devo me comprometer no verdadeiro serviço ao SENHOR.

DEVO EVITAR

  • Devo ter todo o cuidado para não ser vítima de práticas contrárias ao verdadeiro serviço a Deus.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

85. MULHER DA BÍBLIA: A esposa de Finéias

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 4:19-22

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não foi mencionado

LOCAL: Siló

ÉPOCA: ~ 1094 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Ela era uma mulher de fé em Deus

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • ESPOSO: Finéias

  • SOGRO: Eli

  • FILHO: Icabode

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Mulheres parteiras

RESUMO DA VIDA:

Ela era a esposa de um sacerdote promíscuo e ímpio, entretanto era uma mulher fiel a Deus. Seu marido foi à guerra transportando a Arca da Aliança. No estágio delicado que é a gravidez, recebeu a notícia de que havia ficado viúva, que seu sogro também havia falecido e de que a Arca havia sido levada pelos filisteus. Na mesma hora, as contrações vieram e ela deu à luz, ao mesmo tempo que ia morrendo. As parteiras tentaram animá-la com a notícia da chegada de um filho homem. Entretanto, ela não reagiu, antes deu um nome icônico para o bebê “Icabode”, que significa “foi-se a glória de Israel”, porque a Arca da Aliança, que simboliza a presença de Deus havia sido levada de Israel.

PROPÓSITO:

  • Mostrar que o espiritual é mais importante que qualquer outra coisa na vida.

DEVO IMITAR:

  • Devo imitar a fidelidade desta mulher a Deus, ainda que seu esposo e sua nação não vivessem para Deus.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

86. MULHERES DA BÍBLIA: Jovens a buscar água

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 9:11-12

SIGNIFICADO DO NOME: Seus nomes não foram mencionados

LOCAL: Ramá

ÉPOCA: ~ 1072 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Saul e seu servo, Samuel

RESUMO DA VIDA:

As jovens de Ramá, desempenhavam uma atividade comum às mulheres solteiras: buscar água antes do anoitecer para as necessidades básicas durante a noite, horário que ninguém podia sair devido à falta de iluminação. Geralmente havia um poço fora da cidade que era de uso para toda a comunidade. As moças se reuniam e saíam juntas. Saul, quando procurava suas jumentas, resolveu entrar na cidade para buscar a revelação do profeta Samuel, quando encontrou as jovens que saíam a buscar água. Elas passaram toda a informação que ele necessitava.

PROPÓSITO:

  • Mostrar que as jovens serviam em casa e as pessoas de boa vontade.

DEVO IMITAR:

  • Devo imitar a disposição e boa vontade dessas jovens.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 1 Samuel. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

87. MULHER DA BÍBLIA: Merabe

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 14:49; 18:17,19; 21:8

SIGNIFICADO DO NOME: “Aumento” ou “Procedente de um chefe”

LOCAL: Gibeá

ÉPOCA: ~ 1085-1065 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Saul

  • IRMÃOS: Jônatas, Isvi, Malquisua e Mical

  • ESPOSO: Adriel

  • FILHOS: 5 filhos

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Davi

RESUMO DA VIDA:

A primogênita de Saul, se tornou uma princesa desejada. Ela foi prometida em casamento a Davi porque Saul tinha medo que ele lhe tomasse o reino. Mas, por alguma vantagem oferecida por Adriel, Saul não entregou Merabe a Davi. Merabe se casou com Adriel, um homem de posição e família distinta, o casal teve 5 filhos. Os filhos deles morreram enforcados anos depois, para fazer justiça aos gibeonitas, que haviam sido perseguidos por Saul.

PROPÓSITO:

  • Sua posição como princesa deu-lhe responsabilidades nos contratos do Estado.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 1 Samuel. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

88. MULHER DA BÍBLIA: Mical

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 14:49; 18:20-28; 19:11-17; 25:44

SIGNIFICADO DO NOME: “Quem é como nosso Deus”

LOCAL: Gibeá, Galim, Hebrom e Jerusalém

ÉPOCA: ~ 1029 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Saul

  • ESPOSOS: Davi e Palti

  • IRMÃOS: Jônatas, Isvi, Malquisua e Merabe; Isbosete

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Soldados de Saul

RESUMO DA VIDA:

Mical, princesa, filha do rei Saul, primeira esposa de Davi, sofreu separações no casamento com Davi e com Palti, seu segundo esposo. E depois que desprezou a Davi, ficou separada para sempre do contato com qualquer homem e morreu sem dar filhos. Apesar de amar a Davi no início do casamento, depois que foi entregue a outro homem (que era apaixonado por ela), depois que teve que voltar para Davi e o encontrou com muitas outras mulheres, Mical já não era a mesma.

PROPÓSITO:

  • Auxiliar na preservação da vida de Davi.

DEVO IMITAR:

  • Posso imitar o amor e cuidado de Mical por seu primeiro marido.

DEVO EVITAR:

  • Não posso encher meu coração de amargura, antes devo confiar que tudo coopera para o meu bem.

“[…] Davi e Mical dificilmente poderiam retornar o relacionamento que tiveram quando jovens recém-casados. Há muitos anos estavam separados. Mical fora esposa de um homem que aparentemente a amava e Davi tinha outras esposas. Ainda assim, Mical era primeira esposa de Davi. Infelizmente, a atitude de Mical com seu marido e com Deus acabou com a possibilidade de moldar um novo relacionamento.
[…] Mesmo quando outra pessoa controlar as circunstâncias de nossa vida, somos nós quem controlamos nossas atitudes e palavras. […]”

Dianne Neal Matthews, em “Um ano com as mulheres da Bíblia”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 1 Samuel. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

MATHEWS, Dianne Neal. UM ANO COM AS MULHERES DA BÍBLIA. Tradução por: Elisa Tisserant de Castro. Curitiba: Publicações Pão Diário, 2016, p. 273.

89. MULHER DA BÍBLIA: Ainoã, esposa de Saul

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 14:50; 20:30

SIGNIFICADO DO NOME: “irmã da graça” ou “irmã do deleite”

LOCAL: Gibeá

ÉPOCA: ~ 1085 – 1065 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Era uma serva de Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Aimaás

  • ESPOSO: Saul

  • FILHOS: Jônatas, Isvi, Malquisua, Merabe e Mical

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Rispa (concubina de Saul)

RESUMO DA VIDA:

Primeira rainha de Israel, viveu uma história semelhante à dos contos de fadas. Seu príncipe encantado, desencantou quando o poder lhe subiu à cabeça. Ela conviveu com o transtornado Saul, que ainda teve concubinas, uma delas que foi citada nas Escrituras é Rispa (2 Sm 21:8-14). Ainoã não teve um final feliz, apesar de ser casada com o homem mais bonito de Israel e de gerar 3 filhos e 2 filhas, seu esposo cometeu suicídio e seus 3 filhos foram mortos na guerra.

PROPÓSITO:

  • A primeira rainha de Israel, gerou o honrado Jônatas e se manteve fiel a Deus, mesmo quando tudo ao seu redor ruía.

DEVO IMITAR:

  • Devo ser como Ainoã, uma mulher discreta, mas que manteve seus princípios e fé em Deus.

  • Como Ainoã, não preciso seguir meu marido quando ele se rebelar contra Deus.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 1 Samuel. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

90. MULHERES DA BÍBLIA: A mãe de Agague & mulheres amalequitas

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 15:3,33

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Seus nomes não são mencionados

LOCAL: Amaleque

ÉPOCA: 1050 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Elas eram inimigas de Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • REI: Agague

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Saul, Samuel e Israel

RESUMO DA VIDA:

As amalequitas eram mulheres sem temor de Deus e que viviam sem arrepender-se de seus pecados. Por esse motivo Deus cumpriu a profecia feita em 1462 a.C. (Êx 17:8-16), em 1050 a.C. (1 Sm 15) – mais de 400 anos depois! Todo o povo de Amaleque foram exterminados da terra pela maldade e injustiça com que fizeram a Israel, quando estes saíam do Egito. A mãe do rei Agague ficou sem o seu filho, assim como os amalequitas deixaram muitas israelitas sem os filhos delas.

PROPÓSITO:

  • Mostrar que uma vida sem arrependimento leva a pessoa à perdição eterna.

DEVO EVITAR:

  • Não posso viver uma vida dissoluta e fora da presença de Deus. Preciso me arrepender, confessar e deixar as práticas que desagradam a Deus.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 1 Samuel. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

91. MULHERES DA BÍBLIA: As cantoras e dançarinas de Israel

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 18:6-8; 21:11

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Seus nomes não foram mencionados

LOCAL: Todas as cidades das 12 tribos de Israel

ÉPOCA: 1029 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Elas eram adoradoras de Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • REI: Saul

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Davi

RESUMO DA VIDA:

As mulheres de Israel recebiam uma inspiração especial quando Israel vencia uma guerra. Esse era um costume em Israel, Miriã depois da abertura do Mar Vermelho e a filha de Jefté, são casos semelhantes ao dessa história. Com a afronta de Golias, o rei Saul e seu exército ficaram acuados, só depois de Davi matar o gigante que Israel partiu para a guerra e obteve vitória completa. Para comemorar, todas as mulheres das cidades de Israel, se reuniram diante do rei Saul para cantar em 2 coros uma letra que ficaria famosa entre israelitas e seus inimigos. A letra do coro mexeu com os brios de Saul, que desde aquele dia em diante suspeitava que Davi lhe tomaria o reino:

CORO 1: Saul feriu os seus milhares

CORO 2: Porém, Davi os seus dez milhares.

PROPÓSITO:

  • A famosa canção das israelitas revelou a Saul e demais ouvintes o escolhido de Deus para ser rei em Israel.

DEVO IMITAR:

  • Devo me alegrar com os que se alegram e se possível me juntar a essas pessoas em adoração e gratidão ao SENHOR.

DEVO EVITAR:

  • Não posso comemorar vitória, fazendo comparações entre o menor e o maior, para não gerar conflito na festa.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

📎 PDF – JUNHO

Obrigada por seu comentário! Ele será lido e aprovado em breve.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s