Estudo da Bíblia: Juízes

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: O título de Juízes, deriva-se da Vulgata Latina, Liber Judicum, que se deriva, por sua vez, do título do livro aplicado pela Septuaginta, Kritai (Juízes). E o título hebraico é Shophetim, que também significa Juízes.

AUTOR: Possivelmente Samuel

DATA: ~ 1415 ou 1462 a.C.

CAPÍTULOS TOTAIS: 21

CONTEÚDO: O livro de Juízes consiste em três blocos:

  1. Juízes 1:1, 2:5 – Um breve relato da ocupação de Canaã pelos israelitas

  2. Juízes 2:6, 16;31 – A história dos juízes

  3. Juízes 17-21 – A migração dos danitas e o conflito interno contra os benjamitas

VERSÍCULO-CHAVE DE JUÍZES:

“Cada qual fazia o que parecia direito aos seus olhos.” Josué 17:6 e 21:25

A CONQUISTA DOS CANANEUS
Juízes 1:1-20 → Judá (pede ajuda a Simeão) para conquistar:

  • Bezeque: O rei Adoni-Bezeque fugiu e teve os polegares cortados, como ele havia feito com 70 reis.

  • Jerusalém: A cidade foi conquistada, as montanhas despovoadas, mas os moradores do vale permaneceram, porque tinham carros de ferro.

  • Hebrom, Debir (Quiriate-Arba): Calebe conquista Hebrom, e Otniel conquista Debir e o direito de se casar com Acsa.

Juízes 1:21 → Os benjamitas não expulsaram os jebuseus em Jerusalém.

Juízes 1:22-36 → Os filhos de José conquistam Betel. Um morador dessa cidade mostrou a cidade e teve a sua vida e da família preservadas (ele partiu para as terras dos heteus e fundou uma cidade de nome Luz). Fizeram de tributários: Heres, Aijalom e Saalabim.

Cidades e habitantes que não foram expulsos:

  • Manassés faz de tributários 5 cidades, porque seus habitantes teimaram em permanecer na mesma terra: Bete-Seã, Taanaque, Dor, Ibleão e Megido.

  • Efraim não expulsa os cananeus de Gezer, viviam juntos.

  • Zebulom não expulsou os cananeus de Quitrom e Naalol, os fizeram de tributários.

  • Aser não expulsou os habitantes de: Aco, Sidom, Alabe, Aczibe, Helba, Afeca, Reobe.

  • Naftali fez de tributários os habitantes de: Bete-Semes e Bete-Anate.

BOQUIM
Juízes 2:1-6 → O Anjo do SENHOR repreende a desobediência do povo, que havia feito concerto com os cananeus e deixado de seus altares pagãos. O povo se levantou a chorar, por isso aquele lugar ficou sendo chamado de Boquim, que quer dizer “pranto”.

A INFIDELIDADE DA NOVA GERAÇÃO
Juízes 2:7-23, 3:1-7 → Após a morte de Josué, e da geração que havia conquistado a terra, nasceu uma nova geração que não conhecia o SENHOR, e que adorava aos deuses pagãos: Baal e Astarote. Por isso, Deus trouxe as maldições avisadas em Deuteronômio 8:19, 11:16-17, deixou permanecer os povos no meio deles para os provar. Quando o povo clamava a Deus no aperto, Deus levantava juízes para os livrar, mesmo assim, quando o juiz morria, eles se voltavam aos deuses.

LISTA

JUIZ

TRIBO

POVO INIMIGO

ANOS DE OPRESSÃO

ANOS
DE PAZ

1

Otniel – significa “leão de Deus” (Jz 3:8-11)

Judá

Rei da Mesopotâmia, Cusã-Risataim

8 anos

40 anos

2

Eúde – significa “forte” ou “unidade” (Jz 3:12-31)

Benjamim

Eglom, rei dos moabitas, unido aos amonitas e amalequitas

18 anos

80 anos

3

Sangar – significa “espada” (Jz 3:31)

(da região sudoeste de Israel)

Filisteus

4

Débora – significa “abelha” (Jz 4-5)

(Líder militar: Baraque;
Jael matou Sísera)

(das montanhas de Efraim)

Jabim, rei de Canaã (capital Hazor); Sísera, capitão do exército

20 anos

40 anos

5

Gideão – significa “guerreiro”, ou Jerubaal – que significa “Baal contenda com ele” (Jz 6-8)

Manassés

Midianitas, amalequitas e homens do oriente

(Sucote e Penuel)

7 anos

*

Abimeleque, “Filho do rei”, se autoproclamou rei de Siquém (Jz 9).

6

Tola – significa “Escarlate” (Jz 10:1-2)

Issacar

23 anos

7

Jair – significa “ele levanta” (Jz 10:3-5)

(Gileadita: Manassés)

22 anos

8

Jefté – significa “Libertador” (Jz 11-12:7)

(Gileadita: Manassés)

Filisteus e amonitas

18 anos

6 anos

9

Ibsã – significa “Brilhante” (Jz 12:9-10)

(de Belém)

7 anos

10

Elom – significa “Carvalho” (Jz 12:11-12)

Zebulom

10 anos

11

Abdom – significa “Servo” (Jz 12:13-15)

Efraim

8 anos

12

Sansão – significa “Pequeno sol” (Jz 13-16)

Filisteus

40 anos

20 anos

A GUERRA CONTRA MOABE
Juízes 3:15-30 → Eúde entrega um presente e numa sala privada fere o rei à espada, depois convoca o exército e derrota 10mil moabitas, homens de guerra.

A GUERRA CONTRA SÍSERA E SEU EXÉRCITO
Juízes 4 → Sísera tinha um exército grande e 900 carros de ferro. Pela ordem de Deus, transmitida por Débora a Baraque, foram guerrear no Ribeiro de Quisom, Deus enviou chuva e os carros ficaram atolados. Baraque se esforçou até exterminar os guerreiros cananeus. Héber, esposo de Jael, a mulher que matou Baraque com uma estaca, era da família de Jetro, sogro de Moisés.

A GUERRA CONTRA OS MIDIANITAS
Juízes 7-8 → Gideão antes de ir à guerra pedia ao SENHOR prova de que teria vitória, após confirmação ele enfrentou corajosamente a posição de juiz e militar. Os israelitas foram convocados, 22 mil se dispuseram, 10 mil corajosos permaneceram, mas só 300 passaram no teste da vigilância. Depois da perseguição aos midianitas, Gideão ainda litigou contra os príncipes de Sucote e Penuel. O povo pede a Gideão para ser o rei deles, ao que Gideão responde: “O SENHOR sobre vós dominará.” (Jz 8:23).
Efraim reclama sobre não ter sido convocado à guerra a resposta de Gideão foi assim colocada no Targum:

COMPARAÇÃO DE JUÍZES 8:2 ENTRE VERSÕES

ARC

Targum

“Não são porventura os rabiscos de Efraim melhores do que a vindima de Abiezer?”

“Os fracos da casa de Efraim não são mais fortes do que a casa de Abiezer?”

(A casa de Abiezer, ‘os abiezritas’, era o clã da tribo de Manassés, ao qual Gideão pertencia)

UM NOVO COSTUME EM ISRAEL
Juízes 11:30-40 → Todos os anos as filhas de Israel lamentavam por 4 dias a filha de Jefté (ele votou oferecer ao SENHOR o que despontasse de sua casa, quando voltasse vitorioso da guerra contra os filisteus e amonitas).

CHIBOLETE X SIBOLETE
Juízes 12:6 → “A palavra hebraica chibolete significa “grão de cereal”. Essa palavra foi usada pelos gileaditas como teste de pronúncia, a fim de detectar pelo sotaque quem era de Efraim e quem não era. Os efraimitas não conseguiam pronunciar o som do “x” (chibolete), que soava como um fonema sibilante (sibolete), sendo assim facilmente detectados e executados.” (CHAMPLIN, 2000)

COMPARAÇÃO DE JUÍZES 12:9

ARC

NVT

“E tinha este trinta filhos, e trinta filhas que casou fora; e trinta filhas trouxe de fora para seus filhos; e julgou a Israel sete anos.”

“Ele teve trinta filhos e trinta filhas. Deu suas filhas em casamento a homens de fora de seu clã, e trouxe trinta moças de fora de seu clã para se casarem com seus filhos. Ibsã julgou a Israel durante sete anos.”

OS FILHOS DOS JUÍZES

Juízes 9

Abimeleque, filho de Gideão com uma concubina, reinou 3 anos em Siquém. Para controlar as insurreições, matou 70 dos seus irmãos numa pedra, matou Gaal e seus irmãos (siquemitas), matou mil pessoas incendiadas na torre de Siquém e foi morto depois de uma mulher jogar uma pedra da torre em Tebes que ele planejava incendiar.

Juízes 10:4

30 filhos de Tola, cavalgavam em 30 jumentosJuízes 10:4

Juízes 11:34

A única filha de Jefté foi oferecida ao SENHOR

Juízes 12:9

Ibsã casou seus 30 filhos e 30 filhas com mulheres e homens fora de seu clã

Juízes 12:14

Abdom tinha 40 filhos e 30 netos que cavalgavam sobre 70 jumentos

O ANJO DO SENHOR EM JUÍZES
Juízes 2:1-4; 5:23; 6:11-24; 13:3-22 → É possível que as aparições do anjo do Senhor fossem manifestações de uma das pessoas do Deus trino: Deus Filho ou Deus Espírito Santo.

O NAZIREADO DE SANSÃO
Juízes 13-16 → Sansão quebrou todas as regras do nazireado (Nm 6:1-21)

1. Tocar nalgum morto: Juízes 14:8-9

2. Comer alimento imundo: Juízes 14:8-9

3. Cortar o cabelo: Juízes 16:16-31

AS MULHERES DE SANSÃO
Juízes 14-15 → Casou com uma mulher em Timna
Juízes 16:1-3 → Se relacionou por 1 noite com uma prostituta de Gaza
Juízes 16:4-31 → Se apaixonou por Dalila, do Vale do Soreque

DAGOM
Juízes 16:23 → Dagom, é um antigo deus mesopotâmico, que se tornou a principal divindade dos filisteus. Em hebraico, significa cereal ou dag (peixe), ele era representado com corpo de peixe com cabeça humana, e pode estar relacionado à fertilidade e agricultura (CHAMPLIN, 2000).

MICA, JÔNATAS E A TRIBO DE DÃ
Josué 17-18 → Mica, morador da montanha de Efraim, tinha uma casa de deuses, roubou 100 moedas de prata da mãe, quando devolveu, sua mãe mandou fazer uma imagem que ficou na casa dele. Ele nomeou seu filho como seu sacerdote, mas depois recrutou o levita, Jônatas, neto de Moisés (Jz 18:30), para exercer o sacerdócio em seu lar. Todas essas práticas são proibidas na lei de Deus.
A tribo de Dã havia crescido e precisava conquistar mais terras. Antes de conquistar Laís, consultou e levou  Jônatas, o levita, e os deuses de Mica, este tentou recuperá-los, mas como os 600 guerreiros de Dã eram mais fortes, desistiu e voltou pra casa. Laís foi conquistada e queimada pelos danitas, que mudaram o nome da cidade para Dã.

A HISTÓRIA MAIS DESASTROSA EM JUÍZES
Juízes 19-21 → Essa história aconteceu logo após a morte de Josué.
Cronologia dos fatos:
1 – A concubina do levita adultera e foge para casa do pai em Belém
2 – O levita vai buscá-la, passa 3 dias, parte no 5º dia à tarde, à tarde, o levita, sua concubina e seu servo, foram a Jebus, cidade estranha, então seguiram para uma cidade dos filhos de Israel: Gibeá. Ninguém o acolheu.
3 – Um ancião efraimita que peregrinava em Gibeá, ofereceu pousada para que não passassem a noite na praça. Reunidos, jantaram.
4 – Os homens de Gibeá queriam se prostituir com o levita, o ancião não aceitou, eles insistiram, o levita deu sua concubina. Abusaram dela toda a noite. Ela morreu.
6 – O levita foi para casa com o corpo e dividiu em 12 partes e enviou para todas as tribos de Israel.
7 – Todo Israel se reuniu em Mizpá, uma das cidades de Benjamim. Quando souberam o que houve pediram os criminosos de Gibeá, mas os benjamitas não lhes ouviram, antes se juntaram para lutar contra Israel.
8 – Guerra declarada: 400 mil israelitas X 26.700 benjamitas.
Os israelitas consultaram a Deus antes de ir à guerra, qual tribo pelejaria contra Benjamim e obtiveram resposta
9 – Peleja em Gibeá:
1º dia: Benjamim vence, 22 mil israelitas morreram;
2º dia: Benjamim vence, 18 mil israelitas abatidos; jejum, orações, ofertas (juramento de não dar suas filhas para se casarem com os danitas);
3º dia: Na emboscada de Israel contra Benjamim, morrem 30 israelitas e 25.100 benjamitas.
10 – Da tribo de Benjamim, sobraram 600 homens que ficaram escondidos numa penha.
11 – O povo chora e separa 400 mulheres da única cidade que não tinha ido à peleja, Jabez-Gileade, e mata o restante do povo dessa cidade.
12 – Por causa do juramento, montam um plano de atraírem 200 filhas de Siló para darem aos benjamitas e se desculpar depois com seus pais.

Tal desastre aconteceu porque cada um fazia o que achava melhor, e quando perguntaram a Deus condicionavam às suas próprias vontades e leis (Jz 21:25).

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Versão Almeida Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: CPAD, 2010.

BÍBLIA SAGRADA: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Juízes. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

DAVIS, John D.. Dicionário da Bíblia. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1965.

Estudo da Bíblia: Josué 1 -24

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: “Josué”, o autor e principal personagem, cujo nome deriva-se do hebraico, יהושוע – Yehoshua, uma forma abreviada do nome divino em hebraico “SENHOR” – YHWH – combinado à palavra hebraica que significa “salvação”, formando o nome “Yahweh salva” ou “o SENHOR é salvação”. Moisés mudou o nome dele, de Oséias, (הוֹשֵׁעַ – Hošeaʿ, “salvação”), para Yehoshua, ou Josué em português.

AUTOR: Josué e uma testemunha dos eventos (talvez o sacerdote Finéias)

DATA: ~ 1400 e 1200 A.C.

CAPÍTULOS TOTAIS: 24

CONTEÚDO: Narrativa da conquista de Canaã

PALAVRAS DE ÂNIMO A JOSUÉ
Josué 1 → Levanta-te (v. 2), Esforça-te e tem bom ânimo(v. 6,7,9,18), Não se aparte da Lei (v. 8), Não temas, nem te espantes (v. 9), o SENHOR é contigo, o SENHOR não de deixará, nem desamparará (v. 5).

RÚBEN, GADE E A MEIA TRIBO DE MANASSÉS
Josué 1:10-18 → As 3 tribos que já haviam conquistado suas terras mantêm a promessa a Josué de ajudar Israel a conquistar Canaã (Números 36).

CRONOLOGIA DOS FATOS DOS 2 ESPIAS EM JERICÓ:

Josué 2:1 → 2 espias são escolhidos e enviados à Jericó

Josué 2:1,15 → Os 2 espias se hospedam na casa da prostituta Raabe, que ficava sobre o muro

Josué 2:2,4,6 → Raabe esconde os 2 espias no telhado, entre as canas de linho

Josué 2:2 → O rei recebe notícias dos espias e envia seus guardas à casa de Raabe

Josué 2:4 → Raabe despista os guardas

Josué 2:7 → Antes que o portão de Jericó se fechassem, os guardas reais saem em busca dos espias, ao sair o portão se fecha

Josué 2:8-13 → Raabe vai conversar com os espias, narra os feitos do SENHOR e pede proteção a ela, seus pais e irmãos, com um sinal.

Josué 2:14,17-20 → Os espias fazem um acordo, de que se não fossem denunciados, Raabe e todos que estivessem dentro da casa dela seriam salvos, do contrário eles ficariam desobrigados do acordo.

Josué 2:21a → Raabe concorda.

Josué 2:18 → Os espias combinam que o cordão vermelho na janela seria o sinal pedido por Raabe.

Josué 2:1 → Os 2 espias dormem na casa de Raabe.

Josué 2:16,21,15 → Raabe orienta aos espias a se esconderem no monte por 3 dias e depois seguirem caminho. Ela pega o cordão vermelho e ata na janela para fazê-los descer.

Josué 2:22 → Os guardas reais de Jericó voltam sem achar os espias.

Josué 2:22 → Os espias fazem como Raabe orientou: ficam 3 dias escondidos no monte, chegam ao acampamento israelita são e salvos, e dão o relatório a Josué.

Josué 6:22-25 → A família de Raabe se hospeda na casa de Raabe e ficam lá até Jericó ser conquistada. Enquanto Israel rodeava Jericó, eles viam o cordão vermelho pendurado. A parte do muro onde ficava a casa de Raabe foi a única parte do muro que ficou de pé. Os 2 espias retiram a Raabe, sua família e seus bens. Eles ficaram fora do arraial até purificar-se. Raabe se casou com Salmon, príncipe em Judá (Mt 1:5).

A TRAVESSIA PELO MEIO DO RIO JORDÃO
Josué 3 e 4 → Deus avisa a Josué como seguiriam viagem pelo meio do Rio Jordão, de Sitim partem e param em frente ao Rio Jordão cheio. Josué pede para o povo se santificar. No dia seguinte os sacerdotes saem na frente com a Arca da Aliança, quando tocam os pés na água, a água forma um paredão de um lado e escorre para o mar do outro, os sacerdotes param no meio do rio esperando todo o povo passar a 1 km de distância. Josué ordena aos 12 príncipes das tribos para retirarem 12 pedras do meio do leito seco do rio para servir de testemunho. Esse grande milagre teve como objetivo mostrar ao povo que Deus era com Josué.

GIBEATE-ARALOTE E GILGAL
Josué 5:1-9 → “Gibeate-Aralote” significa “Monte dos Prepúcios”, lugar onde os israelitas que nasceram no deserto se circuncidaram. Esse local era próximo a “Gilgal”, nome dado pelos israelitas, que significa “revolver”, porque o SENHOR disse a Josué que havia tirado a vergonha da escravidão do povo no Egito. Gilgal também traz o significado de “Círculo de Pedras”, provável local onde ficaram as pedras de testemunhos retiradas do meio do rio Jordão.

A CELEBRAÇÃO DA PÁSCOA E O MANÁ:

Josué 5:10-12 → Dia 14 de abibe, ano 1422 a.C., o povo celebrou a páscoa.

Josué 5:11 → No dia 15 de abibe, o povo comeu do fruto da terra, pães asmos e espigas tostadas.

Josué 5:12 → No dia 16, o maná cessou.

O PRÍNCIPE DO EXÉRCITO DO SENHOR E JOSUÉ
Josué 5:13-15 → O Príncipe do Exército do SENHOR, aceitou a adoração de Josué, o que significa que Aquele era o Filho de Deus. Essa aparição do Príncipe do Exército do SENHOR nas proximidades de Jericó, Sua identificação e ordem de descalçar as sandálias, significou para Josué, o mesmo que havia significado para Moisés no Monte Horebe, as Palavras de Deus na sarça ardente e os pés descalçados. A posição de liderança deles era totalmente submissa a Deus.

A CONQUISTA EM JERICÓ
Josué 6 → O Senhor dá ordens específicas a Josué:

  1. Por 6 dias os homens de guerra rodeiam Jericó 1 vez

  2. No 7º dia, 7 sacerdotes, com 7 buzinas de carneiros, seguido pelos sacerdotes segurando a Arca da Aliança, e após os homens de guerra, rodeiam os muros 7 vezes.

  3. Na 7ª vez, as buzinas tocam, o povo grita, os muros caem e os guerreiros avançam para destruírem Jericó.

  4. De Jericó salvar somente a Raabe, sua família, seus bens e o ouro, prata, vasos de metal e ferro, que seriam consagrados ao SENHOR.

A CONQUISTA EM AI
Josué 7 e 8:1-29 → Ai, era uma cidade pequena e desprotegida. Josué envia alguns espias e segundo o relato 3mil guerreiros bastavam para conquistá-la. 36 soldados foram feridos, e a tropa voltou envergonhada. Deus revela a Josué que o motivo da derrota foi o pecado escondido. Lançaram sortes e descobriram que Acã havia ficado com 1 capa babilônica, 2,5kg de prata, 1 barra de ouro com pouco mais de 500g de Jericó. Acã, com sua família, capa, prata e ouro, morreram apedrejados e queimados no Vale de Acor (Vale do Conturbado).
O SENHOR ordena como conquistariam:

  1. Armar emboscada atrás da cidade com parte do exército.

  2. O exército principal ataca Ai e depois se deixa ser perseguido, levando o exército inimigo para longe da cidade.

  3. O exército que estava atrás da cidade, invade a cidade desprotegida e a incendeia.

  4. Dessa vez era permitido ficar com os despojos: tesouros e animais.

12 mil habitantes de Ai morreram, e seu rei foi enforcado.

RENOVAÇÃO DA ALIANÇA
Josué 8:30-35 → A cerimônia da bênção e maldição sobre os Montes Ebal e Gerizim foi realizada conforme a ordem do SENHOR (Dt 11:26-32; 27:11-26, 28). A Lei foi escrita e lida para todo o povo.

OS GIBEONITAS ENGANAM JOSUÉ E OS PRÍNCIPES
Josué 9 e 10:2 → Gibeão era uma cidade real, grande, com mais outras 3 cidades sob seu domínio, Cefira, Beerote e Quiriate-Jearim, e todos os seus homens eram valentes. Ao ouvir os grandes feitos do SENHOR, temeram ser destruídos e usaram de engano. Eles foram a Gilgal, onde estava o acampamento de Israel, e disseram ser de uma cidade longe dali e conseguiram fazer aliança de paz com Josué e os príncipes de Israel, porque estes não consultaram ao SENHOR. O povo não ficou satisfeito quando descobriu que eles seriam a próxima cidade a ser conquistada. Josué e os príncipes, então, mantiveram a vida deles, mas fizeram dos gibeonitas rachadores de lenha e tiradores de água para o povo e para o altar.

A GUERRA CONTRA 5 REIS
Josué 10:1-27 → Esses 5 reis se juntaram e atacaram Gibeão por fazer aliança com Israel:

  1. Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém

  2. Hoão, rei de Hebrom

  3. Pirão, rei de Jarmute

  4. Jafia, rei de Laquis

  5. Debir, rei de Eglom

Os gibeonitas pedem ajuda a Israel, Josué com o exército de Israel saem ao socorro e pegam os 5 reis com seus exércitos desprevenidos. Eles ficam conturbados e o SENHOR pelejou por Israel.
2 milagres aconteceram:

  1. Quando os exércitos inimigos fugiram uma saraiva de grandes pedras, enviadas pelo SENHOR, mataram mais homens do que à espada.

  2. O sol e a lua não seguiram seu curso natural por aproximadamente 12h a mais, porque SENHOR atendeu ao pedido de Josué. Esse foi o dia mais longo da história da humanidade.

Os 5 reis se esconderam numa cova em Maquedá, Josué enforcou os 5 reis e deixou eles pendurados no madeiro até a tarde, conforme Deuteronômio 21:22-23.

MAIS 7 CIDADES SÃO CONQUISTADAS
Josué 10:28-43 → Josué e o exército de Israel avançaram conquistando as cidades de Cades-Barnéia a Gaza, de Gósen a Gibeão:

  1. Maquedá

  2. Libna

  3. Laquis

  4. Gezer

  5. Eglom

  6. Hebrom

  7. Debir

A GUERRA CONTRA JABIM, REI DE HAZOR, E SEUS CONFEDERADOS
Josué 11 → Jabim, rei de Hazor, convocou: Jobabe, rei em Madom, o rei de Sinrom, o rei de Acsafe, os reis do norte em Arabá, Sefelá, Nafote-Dor, cananeus do leste a oeste, amorreus, hititas, ferezeus, jebuseus das montanhas, heveus do Hermom; para unirem seus exércitos contra Israel. Deus falou a Josué que os derrotaria. Josué matou a Jabim à espada e queimou ele e a cidade de Hazor. Todos esses povos foram destruídos à espada, os israelitas ficaram com os despojos, somente não destruíram as cidades que ficavam nas colinas. Tudo conforme a ordem de Deus (Dt 20:10-20).

EXTENSÃO TERRITORIAL E REIS CONQUISTADOS
Josué 12:1-6 → reis destruídos por Moisés são listados:

  1. Seom, rei dos amorreus, em Hermom e suas cidades

  2. Ogue, rei em Basã e suas cidades

Josué 12:7-8 → A extensão territorial conquistada abrangia o atual Estado de Israel, a Faixa de Gaza, parte do Egito, a Síria, a Jordânia e a Cisjordânia, no Oriente Médio.

Josué 12:7-24 → 31 reis destruídos por Josué são listados pelos seus reinos:

  1. Jericó

  2. Ai

  3. Jerusalém

  4. Hebrom

  5. Jarmute

  6. Laquis

  7. Eglom

  8. Gezer

  9. Debir

  10. Geder

  11. Horma

  12. Arade

  13. Libna

  14. Adulão

  15. Maquedá

  16. Betel

  17. Tapua

  18. Hefer

  19. Afeca

  20. Lasarom

  21. Madom

  22. Azor

  23. Sinrom-Merom

  24. Acsafe

  25. Taanaque

  26. Megido

  27. Quedes

  28. Jocneão

  29. Dor, em Nafate-Dor

  30. Nações de Gilgal

  31. Tirza

A REPARTIÇÃO DA TERRA CONQUISTADAS
Josué 13-19 → Realizada por sortes, pelo sacerdote Eleazar, Josué e os líderes de cada tribo.

ORDEM DE RECEBIMENTO DA HERANÇA

TRIBOS

CIDADES CONQUISTADAS

GENTIOS NÃO EXPULSOS

1

1 (Moisés)

Rúben

Seom, Moabe

2

2 (Moisés)

Gade

Ogue, Gileade

3

3 (Moisés)

Metade da tribo de Manassés

Gileade, Basã

Gesureus e maacatitas

4

1 (Josué)

Judá

93 cidades

Jebuseus em Jerusalém

5

2 (Josué)

José: Efraim e a outra metade da tribo de Manassés

Terras altas centrais da Palestina, 10 quinhões para Manassés

Cananeus de Gezer, ficaram como tributários

6

1 (velhice de Josué)

Benjamim

26 cidades e suas aldeias

7

2 (velhice de Josué)

Simeão

17 cidades e suas aldeias

8

3 (velhice de Josué)

Zebulom

12 cidades e suas aldeias

9

4 (velhice de Josué)

Issacar

16 cidades e suas aldeias

10

5 (velhice de Josué)

Aser

22 cidades e suas aldeias

11

6 (velhice de Josué)

Naftali

19 cidades e suas aldeias

12

7 (velhice de Josué)

18 cidades e suas aldeias

ACSA
Josué 15:16-19 → Acsa, antes de se mudar para a terra que seu pai, Calebe, havia dado a Otniel e a ela, foi inspecioná-la, e verificou a falta de água. Então, pediu ao pai uma terra com fontes de águas, o qual foi concedido por Calebe, fontes de águas nos montes e vales.

A PEDRA DE BOÃ
Josué 15:6 e 18:17 → Provável marco de sepultura em memória à vida de Boã, filho de Rúben. Essa pedra fazia divisa entre os territórios de Judá e Benjamim.

AS FILHAS DE ZELOFEADE
Josué 17:3-6 → As filhas de Zelofeade (Números 27:1-17 e 36) voltam agora a Josué para requerer sua herança. Elas receberam suas heranças em sua tribo, Manassés. Foram as primeiras herdeiras do sexo feminino em Israel.

LOCAL DO TABERNÁCULO
Josué 18:1 → O povo partiu de Gilgal e se concentrou em Siló, enquanto esperava a terra ser conquistada e distribuída. O Tabernáculo foi armado definitivamente em Siló, território da tribo de Efraim. Foi em Siló que foi lançado sorte para a distribuição das terras.

3 HOMENS DE CADA TRIBO SÃO ESCOLHIDOS PARA MEDIR A TERRA
Josué 18:4,9 → 36 israelitas mediram a terra e registraram tudo num livro em 7 partes.

AS TERRAS ESCOLHIDAS POR JOSUÉ E CALEBE
Josué 14:6-15; 15:12-19; 19:49-50 → Calebe escolheu a cidade que há 40 anos tinha espiado, Hebrom. Seu sobrinho, Otniel, conquistou Debir e se casou com sua filha Acsa. Josué pediu a cidade de Timnate-Sera, a qual reedificou e habitou.

AS CIDADES DO REFÚGIO E DOS LEVITAS
Josué 20-21 → Conforme a ordem de Deus são separadas cidades e o campo ao redor, em cada tribo para os levitas, como também as cidades de refúgio ao homicida culposo, que ficava na responsabilidade dos levitas.

LEVITAS

CIDADES DOS LEVITAS NAS TRIBOS

CIDADE DE REFÚGIO

Coatitas da família de Arão

(sacerdotes)

9 em Judá* & Simeão

4 em Benjamim

TOTAL: 13 cidades

*Quiriate-Arba, em Hebrom na tribo de Judá

Coatitas

4 em Efraim*

4 em Dã

2 em Manassés ao oeste

TOTAL: 10 cidades

*Siquém, na tribo de Efraim

Gersonitas

2 em Manassés ao leste*

4 em Issacar

4 em Aser

3 em Naftali*

TOTAL: 13 cidades

*Golã, em Basã, na tribo de Manassés

*Quedes, na Galileia, na tribo de Naftali

Meraritas

4 em Zebulom

4 em Rúben

4 em Gade*

TOTAL: 12 cidades

*Ramote, em Gileade, na tribo de Gade

DESTAQUE PARA JOSUÉ 21:45:

“Palavra alguma falhou de todas as boas coisas que o Senhor falou à casa de Israel;
tudo se cumpriu.” Josué 21:45

EDE, O ALTAR DE TESTEMUNHO
Josué 22 → Josué abençoou e despediu as 3 tribos, Rúben, Gade e metade de Manassés, que tinham suas possessões ao leste. Essas 3 tribos erigiram um altar por nome “Ede”, “testemunho”, sem comunicar às outras tribos. Isso gerou problemas, pois a ordem do SENHOR era de que o único altar erigido era no Santuário (que ficou em Siló) e as demais tribos não sabendo do motivo queriam guerrear contra eles, receando o juízo de Deus. O sacerdote Eleazar, os príncipes e líderes de cada tribo foram antes à Rúben, Gade e Manassés, inquirir sobre o altar. Ao saberem da resposta os ânimos se acalmaram e então, o altar ficou, não para sacrifícios e holocausto, mas como testemunho de que as 3 tribos ao leste, pertenciam ao povo e herança do SENHOR.
CHAMPLIN (2000), nos oferece algumas considerações sobre o assunto.
Princípios Ensinados pelo Incidente:

1. É bom sermos zelosos quanto à verdadeira espiritualidade.

2. É bom buscarmos a unidade com base na retidão.

3. Discussões abertas e francas podem esclarecer muitos pseudoproblemas.

4. Devemos aproximar-nos dos ofensores com espírito de gentileza, e não com arrogância (Gl. 6.1).

5. Uma resposta suave (gentil) desvia a ira (Pv 15.1), e assim podem ser evitados tanto a ira quanto os pensamentos descaridosos.

6. As bênçãos de Deus são derramadas sobre aqueles que andam em concórdia, exercendo sua fé religiosa em meio à verdade e à sinceridade.

7. A presença de Deus faz-se necessária para que haja alguma espiritualidade legítima. O altar do Senhor deve estar em nosso coração.

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Josué 23 → Josué exorta o povo a seguir e obedecer a Deus, provavelmente essa reunião aconteceu em Siló.

Josué 24:26-28 → Josué erigiu uma grande pedra como testemunho debaixo do carvalho, junto ao Santuário, em Siló. As palavras dele e do povo ficaram registradas na lei de Deus.

Josué 24:1-25 → Josué faz aliança com o povo de servirem unicamente a Deus. O local dessa reunião foi em Siquém, local onde os ossos de José foram enterrados (Gn 50:24-25; Êx 13:19).

Josué 24:26-28 → Josué erigiu uma grande pedra como testemunho debaixo do carvalho, junto ao Santuário, em Siló.

JOSUÉ MORRE
Josué 24:29-31 → Josué viveu 110 anos, foi enterrado na terra que recebeu em herança, Timnate-Sera, no Monte de Efraim (sua tribo). A morte do sacerdote Eleazar também é registrada.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Versão Almeida Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: CPAD, 2010.

BÍBLIA SAGRADA: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Josué. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

DAVIS, John D.. Dicionário da Bíblia. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1965.

Estudo da Bíblia: Deuteronômio 18-34

FUNÇÕES DOS LEVITAS DEPOIS DE ENTRAREM EM CANAÃ
Deuteronômio 18:1-8 → Os levitas não tinham herança como as demais tribos, eram sustentados pelos israelitas, e moravam em 48 cidades ao todo, de forma que cada tribo tinha uma cidade para os levitas. Os levitas estavam subdivididos em 3 famílias principais: Coate, família escolhida para o sacerdócio; Merari e Gérson famílias auxiliares no serviço ao SENHOR. (Êx 28; Lv 8; Nm 17, 18; 1 Cr 23-25) Eram 3 as funções dos levitas:

  1. SUMO SACERDÓCIO → Função exercida apenas pelos descendentes primogênitos da família de Arão, descendente de Coate . Era escolhido 1 sumo sacerdote para exercer as seguintes funções: oráculo principal, consultar o Urim e Tumim; mediar entre Deus e o povo; interceder pelo povo; sacrificar 1 vez por ano no Dia da Expiação (Dia do Perdão); pronunciar a bênção de Israel; oferecer a oferta de cereal diariamente.

  2. SACERDÓCIO → Função exercida apenas pelos descendentes da família de Arão, descendente de Coate. Todos os homens dessa família, dos 20 aos 50 anos, estavam convocados a servirem no templo do seguinte modo: Consultar a vontade de Deus pelo Urim e Tumim; ministrar holocaustos e ofertas a Deus no Santuário; ensinar e julgar ao povo conforme a Lei; atuar como escribas, porteiros e músicos.

  3. LEVITAS → Os gersonitas e meraritas moravam em cidades escolhidas em cada tribo, servindo de juízes, escribas e mestres da lei em cada tribo. Eles também podiam servir no templo como auxiliares dos sacerdotes, suas funções eram: trabalhos manuais e pesados do Santuário, limpeza do Santuário, vasos e utensílios, ordem, recolhimento das imundícias dos sacrifícios para fora, auxílio em servir os pães da proposição e as ofertas, e no cuidado pelo Santuário.

PROIBIÇÕES:

🚫 Deuteronômio 18:9-14 → Proibido passar criança pelo fogo, consultar mortos, ter adivinhador, encantador, agoureiro, feiticeiro e mágicos.

🚫 Deuteronômio 19:14 → Proibido alterar os limites do terreno.

🚫 Deuteronômio 22:5 → Proibido homem vestir roupa de mulher e vice-versa.

🚫 Deuteronômio 22:6-7 → Proibido pegar a mãe com seu ninho, o ninho podia ser pego se deixasse livre a mãe dos pássaros.

🚫 Deuteronômio 22:8 → Proibido construir telhado sem parapeito, para que ninguém caísse (esse tipo de telhado se assemelha a casa com laje, era obrigatório então construir um muro ao redor dessa laje).

🚫 Deuteronômio 22:9 → Proibido semear no campo com 2 tipos diferentes de sementes.

🚫 Deuteronômio 22:10 → Proibido lavrar a terra com 2 tipos de animais de diferente força.

🚫 Deuteronômio 22:11-12 → Proibido misturar lã com linho.

🚫 Deuteronômio 22:31 → Proibido o filho ter relações sexuais com a mulher do pai, é desonroso.

🚫 Deuteronômio 25:13-16 → Proibido ter dois pesos e duas medidas.

UM GRANDE PROFETA
Deuteronômio 18:15-19 → Moisés aponta para a 1ª vinda de Cristo.

DISCERNINDO A PROFECIA
Deuteronômio 18:21-22 → Uma profecia será julgada como verdadeira se a palavra se cumprir. Toda palavra de Deus é verdadeira, se foi Deus quem falou pelo profeta, se cumprirá.

3 CIDADES DE REFÚGIO PARA O HOMICIDA CULPOSO
Deuteronômio 19:1-13 → O vingador ficava proibido de matar o homicida culposo que se escondesse numa cidade de refúgio. Um homicida doloso não podia se refugiar nessas cidades, era condenado à morte, os anciãos eram os responsáveis por retirá-lo a força.

TESTEMUNHAS
Deuteronômio 19:15-21 → O testemunho só é aceitável por 2 ou 3 pessoas, menos disso deve ser rejeitado. A testemunha falsa será punida com o castigo do acusado. Os sacerdotes e juízes quem os ouviam.

REGRAS PARA A GUERRA
Deuteronômio 20:

  1. O SENHOR era com o exército.

  2. Os sacerdotes davam uma palavra de ânimo.

  3. Os oficiais impediam os soldados com casa nova, vinha plantada, recém-casado, medroso e angustiado de irem à guerra.

  4. As cidades distantes de Canaã que fizessem oposição deveriam ser atacadas, despojadas, só deviam ser poupados mulheres, crianças e animais. Caso não fizessem oposição, deveriam servir como tributários e escravos.

  5. As cidades dos cananeus deveriam ser totalmente destruídas, somente não deveriam destruir as árvores frutíferas.

Deuteronômio 23:9-14 → O soldado tinha de estar cerimonialmente puro para a guerra e manter higiene no arraial, as fezes deviam ficar fora do arraial e serem cobertas com uma pá.
Deuteronômio 24:5 → O recém-casado fica 1 ano livre de obrigações militares para desfrutar com sua mulher.
Deuteronômio 21:10-14 → Um israelita que quisesse se casar com uma mulher formosa, prisioneira de guerra, teria que trazê-la à casa, raspar o cabelo e as unhas dela, trocar as roupas do cativeiro, esperar ela chorar 1 mês e depois torná-la sua mulher. Caso se desgostasse dela, a deixaria ir livre, ficando proibida escravizar ou vender a mulher.

HOMICIDA OCULTO
Deuteronômio 21:1-9 → O sacrifício para livrar o povo da culpa era os anciãos degolarem uma bezerra no vale da cidade mais próxima, e fazer saber o caso aos sacerdotes.

O DIREITO DE PRIMOGENITURA
Deuteronômio 21:15-17 → O homem que tivesse 2 mulheres, uma amada e outra aborrecida, o filho que nascesse primeiro, mesmo sendo da esposa aborrecida, recebia o direito da primogenitura.
Observação aos casos de bigamia na Bíblia: A 1ª menção sobre o assunto é encontrada em Gênesis 4:19. Apesar de Deus instituir o casamento monogâmico (Gênesis 2:24), havia casos em que a mulher precisava de proteção e um homem tomava para si mais de 1 esposa. A bigamia ou poligamia causa atritos no ambiente familiar (Gênesis 29:16-35; 1 Samuel 1:6), no Novo Testamento o conselho para os ministros é que se casem com apenas 1 mulher (1 Timóteo 3:2,12 e Tito 1:6).

CONDENAÇÕES
⚖ Deuteronômio 21:18-21 → Os pais entregavam o filho desobediente aos anciãos da cidade, que era condenado ao apedrejamento por ser comilão, beberrão, rebelde e contumaz.
⚖ Deuteronômio 21:22-23 → Uma pessoa digna de morte, que fosse pendurada no madeiro, deveria ser enterrada no mesmo dia, porque o pendurado é maldito aos olhos de Deus.
⚖ Deuteronômio 24:7 → Quem furtasse, vendesse ou obtivesse lucros com o furto, seria condenado a morte.
⚖ Deuteronômio 25:1-3 → Numa condenação de açoites ao que praticou uma injustiça, Deus ordenou dar no máximo 40 chicotadas. Era proibido dar mais que essa conta, por isso, ficou combinado que para não haver injustiça de dar chicotadas a mais, seria contado até 39 chicotadas.
⚖ Deuteronômio 25:11-12 → Quando, numa briga entre dois homens, a esposa de um deles tentasse apartar pegando nas partes íntimas do oponente, teria a mão cortada.

ACHADO É ROUBADO
Deuteronômio 22:1-3 → Quando alguém encontrasse um bem de outra pessoa deveria devolver imediatamente, se o proprietário for desconhecido o bem deveria ficar protegido em casa, até virem buscar.

AJUDA AO PRÓXIMO
Deuteronômio 22:4 → Quando o animal de uma pessoa estivesse caído pelo caminho, a pessoa que passasse deveria ajudar a levantar.

FRANJAS
Deuteronômio 22:5-12 → Colocar franjas nas 4 bordas da manta (Números 15:37-41).

A MULHER E A IMORALIDADE SEXUAL
Deuteronômio 22:13-30, 24:1-5

MULHER CULPADA

PUNIÇÃO

MULHER VÍTIMA

PUNIÇÃO

Mulher que não se casa virgem

Apedrejada por se prostituir

Mulher falsamente acusada de não casar virgem

O homem pagava 100 peças de prata e era obrigado a permanecer com a mulher

Mulher prometida em casamento que tiver relações sexuais com outro homem dentro da cidade e ela não pedir socorro

Ambos são apedrejados fora da cidade

Mulher prometida em casamento que tiver relações sexuais com outro homem no campo e ela não pedir socorro

Apenas o homem será condenado à morte

Mulher casada pega em flagrante de adultério

Os dois são condenados à morte

Homem que tiver relações sexuais com uma moça virgem e solteira Ele terá de pagar 50 peças de prata ao ‘sogro’ e deverá se casar com a moça

O marido descobre algo vergonhoso contra a mulher

Ela fica divorciada e não poderá voltar a casar com ele

PESSOAS PROIBIDAS DE ENTRAR E PARTICIPAR DAS ASSEMBLEIAS SANTAS
Deuteronômio 23:1-8 → Homem com testículos esmagados ou membro amputado, filho ilegítimo, amonita, moabita (a terceira geração dos edomitas e egípcios podem participar).

SERVO FUGITIVO
Deuteronômio 23:15-16 → A pessoa que recebesse o servo fugitivo, deveria proteger o servo.

PROSTITUIÇÃO
Deuteronômio 23:17-18 → Proibido prostituição e ofertas de dinheiro ganhos com a prostituição.

JUROS
Deuteronômio 23:19-20 → Proibido cobrar juros de empréstimos a israelitas, mas é permitido cobrar juros de estrangeiros.

VOTO
Deuteronômio 23:21-23 → É um pecado votar e não cumprir, por isso, quando alguém votar, deve cumprir imediatamente. Não votar, não é pecado.

REGRAS NO CAMPO
Deuteronômio 23:24-25 → Quando entrar na seara do próximo é permitido comer frutos e catar espigas com a mão, mas é proibido colocar frutos no vaso e usar foice para colher espigas no campo do próximo.
Deuteronômio 24:14-15 → O salário de um trabalhador era pago ao final do dia trabalhado.
Deuteronômio 24:17-22 → Os pobres, estrangeiros, viúvas e órfãos tinham direito de colher as sobras no campo de um agricultor israelita.
Deuteronômio 25:4 → Quando trilhar, não amordaçar a boca do animal, para que ele possa se alimentar do cereal enquanto trilha.

A LEPRA
Deuteronômio 24:8-9 → Fica claro aqui, que a lepra era consequência da desobediência ou rebelião. Miriã é citada como exemplo.

SOBRE OS EMPRÉSTIMOS
Deuteronômio 24:10-13, 24:17 → Era permitido emprestar com penhora de bens, mas era proibido aceitar o penhor da viúva ou de um homem pobre.

SOBRE A MALDIÇÃO HEREDITÁRIA
Deuteronômio 24:16 → Cada um morrerá pelo seu próprio pecado.

O LEVIRATO
Deuteronômio 25:5-10 → Quando um irmão casado, morrer sem filhos, o cunhado terá a obrigação de se casar com ela e o filho primogênito gerado será considerado filho do irmão falecido. Uma cerimônia pública era realizada caso o cunhado não cumprisse a obrigação, os pés dele era descalçado, era cuspido e envergonhado publicamente, a casa dele passava a ser chamada de “A Casa do Descalçado” (Rute 4:7).

ORDEM DE DEUS PARA EXTERMINAR AMALEQUE
Deuteronômio 25:17-19 → Ficou determinada a completa destruição de amaleque, por ter atacado o povo fraco que vinha atrás na jornada de Israel pelo deserto (Êx 17:8).

DECLARAÇÃO DE RECEBIDO
Deuteronômio 26:1-11 → Quando o povo conquistasse a terra prometida, deveria comparecer ao lugar do Tabernáculo, para fazer uma cerimônia onde declarariam o recebimento da terra que o SENHOR prometeu dar, com a oferta das primícias da terra.

DÍZIMO DE 3 em 3 ANOS
Deuteronômio 26:12-19 → O dízimo trianual era uma obrigação do povo para sustento do levita, do estrangeiro, do órfão e da viúva.

A LEI DE DEUS ESCRITA EM PEDRAS GRANDES PEDRAS PINTADAS COM CAL
Deuteronômio 27:1-10 → Moisés e os anciãos ordenam que ao entrar em Canaã, o povo escreva a lei detalhadamente em pedras grandes pintadas com cal.

BENÇÃOS E MALDIÇÕES
Deuteronômio 27:11-26, 28

NO MONTE DA BÊNÇÃO: GERIZIM

MONTE DA MALDIÇÃO: EBAL

Tribos separadas para proclamarem no Monte Gerizim as bênçãos proferidas pelos levitas:

  1. Simeão

  2. Levi

  3. Judá

  4. Issacar

  5. José: Manassés e Efraim

  6. Benjamim

Tribos separadas para proclamarem no Monte Ebal as maldições proferidas pelos levitas:

  1. Rúben

  2. Gade

  3. Aser

  4. Zebulom

  5. Naftali

As bênçãos para os obedientes a Deus:

  • Bênçãos em qualquer lugar em que estiver

  • Bendito os filhos, a colheita, os animais

  • Inimigos derrotados

  • Prosperidade

  • Aprovação de Deus

  • Reconhecimento das nações

  • Abundância de riquezas

  • Condições de emprestar e não precisará tomar emprestado

  • Posição de liderança e honra

  • Firmeza espiritual

As maldições para os desobedientes a Deus:

  • Maldições em qualquer lugar onde estiver

  • Malditos os filhos, as colheitas e os animais, perda de bens, filhos no cativeiro

  • Maldição, perturbação e perdição até ser destruído

  • Pestes, pragas, doenças e epidemias até perecer

  • Seca, fome e escassez

  • Inimigos prevalecem e escravizarão

  • Opressão e roubo

  • Posição baixa e de vergonha

  • Falta de esperança e pavores

DESTAQUE PARA DEUTERONÔMIO 29:29

“As cousas encobertas são para o SENHOR nosso Deus,

porém as reveladas são para nós e para nossos filhos para sempre,

para cumprirmos todas as palavras desta lei.”

CORAÇÃO, OLHOS E OUVIDOS
Deuteronômio 29:4 x Deuteronômio 30 → O povo não entendia com o coração, não via com os olhos, nem ouvia com os ouvidos as Palavras do SENHOR, porque não estava voltado para Ele. Quando houvesse conversão ao SENHOR, e obediência às Palavras dEle de coração e alma, aí então o SENHOR daria um coração circuncidado.

Deuteronômio 30:20a em 3 tópicos:

  1. AMAR AO SENHOR;

  2. DAR OUVIDOS À SUA VOZ e

  3. SE ACHEGAR A ELE.

PALAVRAS DE ÂNIMO DE MOISÉS
Deuteronômio 31:6-8 → Moisés anima o povo e ao seu sucessor Josué: Esforçar, animar, não temer, não se espantar, o SENHOR não deixa nem desampara.
Deuteronômio 31:23 → Moisés anima a Josué: esforçar, animar, conquistar a Terra Prometida com a ajuda do SENHOR.

LEITURA DA LEI A CADA SETÊNIOS
Deuteronômio 31:9-13 → Moisés escreveu a Lei, deu aos sacerdotes, para que fosse lida de 7 em 7 anos, no Ano da Remissão (Dt 15).

O CÂNTICO DIDÁTICO DE MOISÉS
Deuteronômio 31:19-30 e 32:1-47 → Cântico de ensino e contratestemunha, contando a história profética de como o povo de Israel agiria erroneamente, apesar de todas as bênçãos de Deus. Moisés e Josué cantam e ensinam ao povo essa canção.

A BÊNÇÃO DE MOISÉS
Deuteronômio 33 → A bênção do patriarca Moisés sobre seu povo era profética.

TRIBO

BÊNÇÃO

Rúben

Vida, apesar de seus erros no passado (Gn 35:22, 49:4).

Judá

Deus ouvir suas orações e obter ajuda de Deus na batalha.

Levi

O serviço ao SENHOR: consulta a Deus, guardar e ensinar a Palavra e oferecer holocaustos ao SENHOR.

Benjamim

Segurança e presença de Deus.

José

A excelência da terra, animais, glória e força. Efraim, maior que Manassés conforme a bênção de Jacó (Gn 48:11-22, 49:22).

Zebulom

Prosperidade com negócios marítimos.

Issacar

Prosperidade com tesouros da terra.

Gade

Guerreiros proeminentes.

Liderança e força (conforme Gn 49:17).

Naftali

Benevolência, bênçãos, terra e luz.

Aser

Prosperidade e força.

Faltou Simeão

Destaque para o versículo:

“O Deus eterno é a tua habitação,

e por baixo estão os braços eternos.”

Deuteronômio 33:27a

DEUS ANUNCIA A MORTE DE MOISÉS
Deuteronômio 32:48-52 e 34:1-8
Local aproximado da morte: Vale do Monte Abarim, na extensão montanhosa do Nebo, em Moabe, próximo a Jericó e Bete-Peor. Ninguém até hoje encontrou o corpo de Moisés (Judas 1:9).
Anos de vida: 120 anos
Terras que Moisés avistou: Gileade a Dã, Naftali, Efraim, Manassés, Judá, campinas do vale de Jericó, a cidade das palmeiras, Zoar, ou seja, toda a terra que Israel ocuparia.
Substituto: Josué, filho de Num.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Versão Almeida Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: CPAD, 2010.

BÍBLIA SAGRADA: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Deuteronômio. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

DAVIS, John D.. Dicionário da Bíblia. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1965.

Estudo da Bíblia: Deuteronômio 1-17

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: Deuteronômio é forma portuguesa da palavra grega “segunda lei”, Δευτερονόμιον, “Deuteronómion”, significando a segunda vez que a lei foi escrita. Em hebraico o livro se chama “Devarim” (Palavras) vem do primeiro versículo do livro ( “Elleh ha-devarim” Estas são as palavras), é também chamado de “Mishneh Torah”, que significa “repetição” ou “cópia da lei” (Dt 17:18).
AUTOR: Moisés e Josué
DATA: 1047 a.C.
CAPÍTULOS TOTAIS: 34
CONTEÚDO: Repetição de diversas leis.

11 JORNADAS → Comparação de versículos:

DEUTERONÔMIO 1:2-3

ARC

NVT

“Onze jornadas há desde Horebe, caminho da montanha de Seir, até Cades-Barneia. E sucedeu que, no ano quadragésimo, no mês undécimo, no primeiro dia do mês, Moisés falou aos filhos de Israel, conforme tudo o que o SENHOR lhe mandara acerca deles”

“Normalmente, são necessários apenas onze dias para viajar do Monte Sinai* até Cades-Barneia pelo caminho de Seir.

No entanto, quarenta anos depois da saída do Egito, no primeiro dia do décimo primeiro mês, Moisés se dirigiu aos israelitas e lhes transmitiu tudo o que o SENHOR havia ordenado.”

*Em hebraico é “Horebe”

DEUTERONÔMIO 1:12-15 → Moisés relata como foi auxiliado na liderança, nada era imposto, o povo analisava as palavras e tomavam a decisão de seguir.

EDOM, MOABE E AMON
Deuteronômio 2 → Os israelitas foram proibidos por Deus de tocar nesse povo ou em suas terras.

POVO

TERRAS INTOCÁVEIS

COMO FOI CONQUISTADA

EDOM, é Esaú, filho de Isaque (Gênesis 25:25-26; 36:8)

Montanha de Seir

Os edomitas lutaram para expulsar os horeus (Dt 2:12), caftorins e aveus (Dt 2:23).

MOABE, filho de Ló (Gn 19:30-38)

Ar

Os moabitas dominaram os gigantes anaquins, chamados de “emins”, nome em hebraico que significa “temidos” (Dt 2:9-11).

AMON, filho de Ló (Gn 19:30-38)

Amon

Os amonitas dominaram os gigantes, chamados de “zanzumins”, nome em hebraico que significa “poderosos” ou “vigorosos” (Dt 2:20).

POVOS E CIDADES CONQUISTADOS NO TEMPO DE MOISÉS
Deuteronômio 2:22-36 → Hesbom, Aroer, Arnom, Gileade, Midiã, Basã, 60 cidades, Argobe, Salca e Edrei, Hernom (também chamada de Siriom ou Senir), Quinerete, Asdote-Pisga (Dt 4:49).

O “NÃO” DE DEUS AO PEDIDO DE MOISÉS
Deuteronômio 3:26 → Deus mandou Moisés falar à rocha, mas ele feriu segunda vez a rocha (Êx 17:1-2; Nm 20:2-13). A rocha tinha um significado espiritual, representava Cristo, que só podia ser ferido 1 vez na cruz do calvário. A desobediência à ordem de Deus, privou Moisés de entrar na Terra Prometida.

MOISÉS OLHA A TERRA PROMETIDA NO MONTE PISGA (DT 3:27)

Deuteronômio 4:1-40 → Moisés alerta o povo a:

  • Lembrar das ordens de Deus

  • Guardar o cumprimentos das ordens divinas

  • Não fazer imagens de esculturas, nem adorá-las

Destaque para os versículos:

“Pois, que nação há tão grande, que tenha deuses tão chegados como o Senhor nosso Deus, todas as vezes que o invocamos?” Dt 4:7

“Porque o Senhor teu Deus é um fogo que consome, um Deus zeloso.” Dt 4:24

“Então dali buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.” Dt4:29

3 CIDADES DE REFÚGIO → Deuteronômio 4:41-49

TRIBOS

CIDADES DE REFÚGIO

RÚBEN

Bezer, no deserto

GADE

Ramote, em Gileade

MANASSÉS

Golã, em Basã

MOISÉS ENSINA A LEI DO SENHOR
Deuteronômio 5:1-21

  1. Não terás outros deuses

  2. Não farás imagens de escultura nem as adorarás

  3. Não tomarás o nome do SENHOR em vão

  4. Guardarás o sábado

  5. Honra teu pai e tua mãe

  6. Não matarás

  7. Não adulterarás

  8. Não furtarás

  9. Não dirás falso testemunho contra teu irmão

  10. Não cobiçarás

JESUS CITA A LEI

“Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.” Deuteronômio 6:5

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” Mateus 22:37

“O SENHOR te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem.” Deuteronômio 8:3

“E Jesus lhe respondeu, dizendo: Está escrito que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra de Deus.” Lucas 4:4

“Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que hoje te ordeno, para o teu bem?” Deuteronômio 10:12,13

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” Mateus 22:37


7 POVOS A SEREM REMOVIDOS DE CANAÃ
Deuteronômio 7:1 → 1. Heteus; 2. Girgaseus; 3. Amorreus; 4. Cananeus; 5. Perizeus; 6. Heveus; 7. Jebuseus

MOTIVO DESSES 7 POVOS SEREM REMOVIDOS
“Não é por causa da tua justiça, nem pela retidão do teu coração que entras a possuir a sua terra, mas pela impiedade destas nações o Senhor teu Deus as lança fora, de diante de ti, e para confirmar a palavra que o Senhor jurou a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó.” Deuteronômio 9:5 (grifo nosso)

  1. A injustiça dos povos: “E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia.” Gênesis 15:16

  2. Uma promessa divina: “E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera.” Gênesis 12:7

BÊNÇÃOS PARA OS OBEDIENTES

MALDIÇÃO PARA OS DESOBEDIENTES

Deuteronômio 7:13-16 → Amor, bênção, filhos, boas colheitas, aumento da fazenda, fertilidade, saúde, vitória entre os povos ao redor.

Deuteronômio 11:8-15 → Conquista da terra, dias prolongados, terra produtiva, chuva temporã e serôdia, fartura de alimento.

Deuteronômio 8:19 → Quem esquece do SENHOR perece.

Deuteronômio 11:16-17 → Ira do SENHOR, sem chuva, sem colheita.

MURMURAÇÕES E INFIDELIDADE DO POVO
Deuteronômio 9:8-21 → O povo adora à imagem do bezerro em Horebe
Deuteronômio 9:22 → Provocações em Tabera (Números 11:3), Massá (Êxodo 17:1-7) e Quibrote-Hataavá (Números 11:34).
Deuteronômio 9:23-24 → Os 10 espias e o povo desacreditam da promessa de Deus.
Deuteronômio 11:6 → Datã e Abirão foram tragados pela terra, por sua rebelião

A VOCAÇÃO DE LEVI
Deuteronômio 10:8-9 → Separados para levar a Arca da Aliança, para estarem diante do SENHOR, para servirem ao SENHOR, para abençoar o povo em nome do Senhor, sem herança terrena, o SENHOR é a porção dos levitas.

MIQUÉIAS CITA A LEI

“Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que hoje te ordeno, para o teu bem?” Deuteronômio 10:12,13

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?” Miquéias 6:8

A JUSTIÇA DE DEUS
Deuteronômio 10:17-19 → Deus não faz acepção de pessoas, faz justiça ao órfão e à viúva, ama o estrangeiro dando pão e roupa.

O MONTE DA BÊNÇÃO E O MONTE DA MALDIÇÃO
Deuteronômio 11:26-32 → Uma cerimônia foi ordenada por Moisés, de proferir as bênçãos do SENHOR no Monte Gerizim, um monte fértil e bem regado; e de proferir as maldições no Monte Ebal, que distava do Monte Gerizim cerca de 8km e era seco e infértil.

PROIBIÇÕES:

🚫Proibido comer carne com sangue (Dt 12:16, 22-23)

🚫Proibido sacrificar fora do local estabelecido por Deus (Dt 12:10-12)

🚫Proibido comer os dízimos, primícias e ofertas fora da presença do SENHOR (Dt 12:17)

🚫Proibido abandonar os levitas (Dt 12:19)

🚫Proibido seguir sinal, prodígio ou profecia de quem prega o servir a outros deuses (Dt 13)

🚫Proibido dar golpe e raspar o cabelo acima da testa em sinal de luto (Dt 14:1)

🚫Proibido comer animais imundos (Dt 14:3-21)

🚫 Proibido plantar bosque junto ao altar e levantar estátuas (Dt 16:21-22)

🚫 Proibido sacrificar animais com defeito, sob risco de pena de morte (Dt 17:1-7)

NADA A ACRESCENTAR, NADA A TIRAR

Deuteronômio 12:32

Apocalipse 22:19

“Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás.”

“E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.”

OS DÍZIMOS
Deuteronômio 14:22-29 → O SENHOR ordenou que anualmente, na data marcada, era para comparecer diante do Tabernáculo, para oferecer as primícias, 10% dos ganhos e holocaustos e comer diante do SENHOR. Se tais ofertas fossem muitas e o caminho extenso, a pessoa podia vender as ofertas e depositar o dinheiro nas mãos do sacerdote. Os dízimos e ofertas serviam de auxílio aos levitas, estrangeiros, viúvas e órfãos.
Objetivo de dar os dízimos: Aprender a temer ao SENHOR todos os dias (Dt 14:23)

ANO DA REMISSÃO, ou ANO DO JUBILEU, ou ANO SABÁTICO

Significado segundo o Dicionário Aurélio de REMISSÃO:

1. Ato ou efeito de remitir.(perdoar; dar-se como pago de; restituir, ceder)

2. Disposição para desobrigar o cumprimento de uma obrigação ou pena.

3. Ato de remeter.

4. Ação de transferir a atenção do leitor ou consulente para outro texto ou outra parte do texto.

5. Falta de energia.

6. Diminuição do sofrimento ou do cansaço.

7. Diminuição momentânea dos sintomas de uma doença.

8. Desaparecimento da febre entre os acessos de malária.

9. sem remissão: inexoravelmente, impreterivelmente.

Deuteronômio 15 → Eram contados de 7 em 7 anos, no 7º ano eram observadas as seguintes ordens:

  • Agricultura e pecuária eram deixados de lado no 7º ano (Lv 25:4-7)

  • O que os israelitas emprestavam cobravam de volta aos estrangeiros, entretanto quando emprestado aos próprios israelitas não se cobrava de volta (Dt 15:1-11)

  • Um podia ficar escravo por 6 anos, no 7º o senhor dava alforria e ainda o despedia com colheitas, animais. Se o escravo hebreu quisesse permanecer com seu senhor, passava por um ritual de furar as orelhas – Escravo de Orelhas Furadas (Dt 15:12-18)

  • Todo animal primogênito sem defeito era separado para ser oferecido ao SENHOR no 7º ano.

Obs.: Eram contados 7 anos vezes 7 anos: 49 anos, no 50º ano era celebrado o Pentecostes.

3 FESTAS ANUAIS REALIZADAS AO REDOR DO TABERNÁCULO

Deuteronômio 16 → Todos os israelitas deveriam sair de suas tribos e comparecer no local onde estivesse o Tabernáculo para as seguintes celebrações:

  1. Páscoa (Dt 16:1-8): Celebrada no 1º mês, no dia 14. Os 7 dias seguintes eram celebrados comendo pães sem fermento. Era determinado um holocausto conforme Números 28:16-25.

  2. A Festa da Colheita, ou Festa das Semanas, e Pentecostes (Dt 16:9-12): Era celebrada 7 semanas depois do primeiro dia da colheita. [Geralmente começava-se a colher na metade do 1º mês, Abibe, então, tornou-se comum contarem 50 dias após o dia 14, o dia da celebração da Páscoa. E o 50º dia após a colheita era o Pentecostes.] As ofertas oferecidas ao SENHOR eram voluntárias. Era determinado um holocausto conforme Números 28:26-31.

  3. Festa dos Tabernáculos ou Festa das Cabanas (Dt 16:13-17): Era celebrada por 7 dias, no 7º mês, todos os israelitas ao redor do Tabernáculo, em cabanas. Para cada dia era ofertado ao SENHOR um holocausto conforme Números 29:12-40.

A INSTITUIÇÃO DE JUÍZES
Deuteronômio 16:18-22, 17:8-13 → Deus ordena que os israelitas pusessem juízes e oficiais para julgarem o povo com justiça. Quando havia uma questão difícil, os israelitas deviam consultar ao sacerdote e juiz no Tabernáculo. Aquele que não fizesse conforme o juízo, seria condenado a morte.

ORDENS DE DEUS PARA QUANDO O POVO INSTITUÍSSE UM REI
Deuteronômio 17:14-20 → O povo pediria um rei e Deus escolheria um homem israelita.
Lei para os futuros reis: Não podia ter muitos cavalos, nem fazer o povo voltar ao Egito, não podia ter muitas mulheres. O rei teria de ler a Lei de Deus todos os dias.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Versão Almeida Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: CPAD, 2010.

Bíblia Sagrada: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Deuteronômio. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário da língua portuguesa. 5. ed. Curitiba: Positivo, 2010.

Estudo da Bíblia: Números 16-36

A REBELIÃO DE CORÉ, DATÃ E ABIRÃO
Números 16 → Coré, coatita de Levi, Datã e Abirão, da tribo de Rúben, e mais 250 filhos de Israel (coatitas) se reuniram contra a liderança de Moisés, contra o sacerdócio ordenado por Deus a Arão e contra a jornada no deserto.
Penas para os rebeldes:

  1. Coré foi engolido pela terra com sua família e pertences, à porta do Tabernáculo (conforme Números 26:11, os filhos de Coré não se juntaram a ele na rebelião e ficaram vivos; os filhos de Coré – os coraítas – foram autores dos Salmos 42, 44-49, 84, 85, 87 e 88);

  2. Datã e Abirão não se apresentaram no tabernáculo, ficaram em frente de suas próprias tendas, mas também foram tragados com suas famílias e pertences;

  3. Os 250 homens que queriam oferecer incenso morreram queimados, e os incensários foram transformados numa tampa como memorial.

  4. 14.700 pessoas morreram no dia seguinte de praga por acusarem a Moisés e Arão de terem matados os rebeldes, desconsiderando a ação divina.

Amêndoas e sua flor

A VARA DE ARÃO FLORESCE
Números 17 → Para confirmar o sacerdócio de Arão, Deus pediu que fossem reunidas 12 varas de do líder de cada tribo; cada vara teve gravado o nome da tribo, exceto a de Levi, que Deus pediu que gravasse o nome de Arão; a vara que florescesse era o sinal de qual líder e tribo Deus havia escolhido para o sacerdócio.
As varas foram reunidas no Tabernáculo, no dia seguinte, somente na vara com o nome de Arão tinha flores e amêndoas. As varas de todos os líderes foram devolvidas, exceto a de Arão, que foi guardada dentro da Arca da Aliança.

DEVERES E DIREITOS DOS SACERDOTES E LEVITAS
DIREITOS (Números 18:8-20) → Primeiros frutos, primogênitos dos animais (carne, peito e ombro direito), todos os dízimos por herança; os homens meraritas (linhagem sacerdotal) podiam comer das coisas santíssimas no lugar santíssimo; mulheres e homens, dos levitas, podiam comer das ofertas alçadas em suas casas.
DEVERES (Números 18:8-20) → Cuidar do Tabernáculo e das ofertas, o sacerdócio é serviço dos meraritas, oferecer o dízimo dos dízimos.

A PURIFICAÇÃO PARA QUEM TOCAR UM MORTO
Números 19 → Uma novilha vermelha era sacrificada e queimada fora do arraial. O ritual de purificação acontecia 3 dias depois de a pessoa tocar o morto, com as cinzas e água misturados e aspergidos pelo sacerdote. Ao 7º dia a pessoa fica pura.

O REGISTRO DA MORTE DE ARÃO E MIRIAM
Números 20:1 → Miriã morre aos 125 anos, no deserto de Zim, em Cades.
Números 20:22-29 → Arão morre aos 123 anos, no Monte de Hor, na data de 01/05/40 (Nm 33:38).

MOISÉS FERE A ROCHA 2x
Êxodo 17:1-7 → Em Refidim, no deserto de Sim. O lugar foi chamado de Massá e Meribá. Deus manda Moisés ferir a rocha, Moisés fere.
Números 20:2-13 → Em Cades, no deserto de Zim. O lugar foi chamado de Meribá. Deus manda Moisés falar à rocha, Moisés fere.
MASSÁ E MERIBÁ
Massá significa “teste” ou “tentação”. Meribá significa “ralhar”, “querelar” (sua raiz é rib ou rub), “rebelião”. Os dois termos (Massá e Meribá) tornaram-se sinônimos da “dureza de coração” e da “infidelidade” de Israel. (CHAMPLIN, 2001)

POVOS E CONQUISTAS NO CAMINHO
Edom (Nm 20:14-21) → O rei de Edom nega passagem. Deus não deu a terra de Edom para Israel.
Arade (Nm 21:1-3) → O rei de Arade, um cananeu, lutou contra Israel e levou prisioneiros. Israel fez um voto e destruiu as cidades dele. O lugar passa a se chamar Horma, do hebraico herem significa “destruição” ou “banimento”, que numa tradução literal significa: “devotados à destruição”.
Seom (Nm 21:21-31) → Israel solicita permissão para passar por Seom, além de negar passagem Seom guerreou contra Israel. Israel conquistou todas as cidades deles e habitou nelas. Cidades conquistadas: Seom, Arnom, Jaboque, Hesbom e aldeias.
Jazer (Nm 21:33) → Moisés envia espias e expulsa os amorreus de lá.
Basã (Nm 21:33-35) → Ogue, rei de Basã, sai à peleja contra Israel em Edrei. Israel vence a guerra e conquista o território.

Números 21:16-18 → Deus leva o povo a Beer, e ali concede água. O povo entoa um cântico:

“Brote água, ó poço!
Cantem a seu respeito,
a respeito do poço que os líderes cavaram,
que os nobres abriram com cetros e cajados”

OS NÚMEROS DE BALAQUE E BALAÃO
2x Balaque chamou Balaão
3x Balaão espancou a jumenta
4x Balaão abençoou o povo de Deus
2x Balaque preparou 7 altares, para Balaão sacrificar 7 bezerros e 7 carneiros

Números 22-25, 31:16 e Apocalipse 2:14 → Balaque, rei de Moabe, enviou mensageiros para chamar Balaão com o objetivo de amaldiçoar Israel. Balaão era profeta de Deus, mas se interessou pela recompensa prometida por Balaque. Não conseguindo amaldiçoar o povo de Deus, Balaão usou de outros meios para levar o povo abençoado a se tornar amaldiçoado: o povo de Israel pecou contra Deus ao cair na cilada preparada por Balaão e Balaque, fornicaram e comeram sacrifícios de idolatria. Entretanto, o final de Balaque e Balaão foi trágico: ambos morreram na guerra por ordem de Deus (Josué 13:22).

O NEGÓCIO DE BAAL-PEOR
Números 25 e 31:16 → Balaão fecha negócio com Balaque, moabita mais outros povos interessados na derrota de Israel, como os midianitas. O negócio consistia em persuadir os israelitas a pecarem contra Deus, para então serem rejeitados por Deus e perecerem diante deles. 24 mil israelitas morreram de praga.

Lista geneológica dos líderes [CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR]

O 2º CENSO DOS ISRAELITAS: comparação

CENSOS PARA A GUERRA

TRIBOS

1º RECENSEAMENTO
soldados de 20 anos para cima, todos que podiam guerrear (Nm 1)

2º RECENSEAMENTO após 38 anos

soldados de 20 anos para cima, todos os que podiam guerrear (Nm 26)

RÚBEN 46.500 ⬇ 43.730
SIMEÃO 59.300 ⬇ 22.200
JUDÁ 74.600 ⬇ 76.500
ISSACAR 54.400 ⬆ 64.300
ZEBULOM 7.400 ⬆ 60.500
JOSÉ EFRAIM 40.500 ⬇ 32.500
MANASSÉS 32.200 ⬆ 52.700
Total 72.700 ⬆ 85.200
BENJAMIM 35.400 ⬆ 45.600
62.700 ⬆ 64.400
ASER 41.500 ⬆ 53.400
GADE 45.650 ⬇ 40.500
NAFTALI 53.400 ⬇ 45.400
LEVI [ ⬆ 23.000 – para serviços sacerdotais]
TOTAL DO CENSO 603.550 ⬇ 601.730 [sem os levitas]

[623.730 com os levitas]

TOTAL ESTIMADO DO POVO (crianças, mulheres, idosos e estrangeiros) 2.000.000 a 3.000.000

Genealogia da Tribo de Levi

A LEI DAS HERANÇAS
Números 27:1-17 → As filhas de Zelofeade, Macla, Noa, Hogla e Tirza, levaram a causa da divisão da herança para o pai de família que não tivesse filho homem. Deus dá sua ordem sobre a herança:
– O homem que morresse e não tivesse filho homem, deixaria herança para as filhas
– Se ele não tivesse filhas, a herança ficava para seus irmãos
– Se não tivesse irmãos, a herança ficava para seus tios
– Se não tivesse tios, a herança ficava para o parente mais chegado.

JOSUÉ É ESCOLHIDO PARA SUBSTITUIR MOISÉS
Números 27:12-23 → Deus revela a Moisés que mostraria a terra Prometida e que o levaria, Moisés intercede por um líder substituto, Josué é escolhido por Deus.

HOLOCAUSTO DIÁRIO E CONTÍNUO
Números 28:1-8 → Eram sacrificados diariamente, pela manhã e outro à tarde:
2 cordeiros de 1 ano, sem mancha
2kg da flor de farinha
1l de azeite puro de olivas prensadas
1l de vinho

HOLOCAUSTO NO SÁBADO
Números 28:9-10 → Era sacrificado o Holocausto Diário mais um sacrifício adicional do sábado:
2 cordeiros de 1 ano sem defeito
4kg da flor de farinha umedecida com azeite (Oferta de Cereal)

HOLOCAUSTO MENSAL
Números 28:11-15 → No 1º dia de cada mês era sacrificado o Holocausto Diário mais um sacrifício adicional do Holocausto Mensal:
2 novilhos sem defeito + 12kg da flor de farinha + 4l de vinho
1 carneiro sem defeito + 4kg da flor de farinha + 1,33 litros de vinho
7 cordeiros de 1 ano sem defeito + 14kg da flor de farinha + 7l de vinho
+ 1 bode sem defeito para expiação do pecado

HOLOCAUSTO NA PÁSCOA
Números 28:16-25 → Do dia 14 ao 21 do 1º mês era sacrificado o Holocausto Diário mais um sacrifício adicional do Holocausto da Páscoa:
2 novilhos sem defeito + 12kg de flor de farinha umedecida com azeite
1 carneiro sem defeito + 4kg de flor de farinha umedecida com azeite
7 cordeiros sem defeito + 14kg de flor de farinha umedecida com azeite
(Pela manhã)

HOLOCAUSTO DA FESTA DA COLHEITA
Números 28:26-31 → No dia marcado como o dia oficial da Festa da Colheita era sacrificado o Holocausto Diário mais um sacrifício adicional da Festa da Colheita:
2 novilhos sem defeito + 12kg da flor de farinha umedecida com azeite
1 carneiro sem defeito + 4kg da flor de farinha umedecida com azeite
7 cordeiros de 1 ano sem defeito + 14kg da flor de farinha umedecida com azeite
1 bode sem defeito para expiação de pecado
+ Ofertas Derramadas e Ofertas de Cereal

HOLOCAUSTO NA FESTA DE TROMBETAS
Números 29:1-6 → No 1º dia do 7º mês era convocado um dia oficial de reunião sagrada e sacrificado o Holocausto Diário mais um sacrifício adicional:
1 novilho sem defeito + 6kg da flor de farinha umedecida com azeite
1 carneiro sem defeito + 4kg da flor de farinha umedecida com azeite
7 cordeiros de 1 ano sem defeito + 14kg da flor de farinha umedecida com azeite
1 bode para expiação de pecado

HOLOCAUSTO DO DIA DA EXPIAÇÃO (Dia do Perdão de Pecados)
Números 29:7- → No 10º dia do 7º mês era sacrificado o Holocausto Diário mais o sacrifício adicional do Dia da Expiação de Pecados:
1 novilho sem defeito + 6kg da flor de farinha umedecida com azeite
1 carneiro sem defeito + 4kg da flor de farinha umedecida com azeite
7 cordeiros de 1 ano sem defeito + 14kg da flor de farinha umedecida com azeite
1 bode para expiação de pecado + Oferta de Cereal + Oferta de Libação (vinho)

HOLOCAUSTO PARA A FESTA DAS CABANAS
Números 29:12-40 → Do dia 15 ao 21 do 7º mês, era sacrificado o Holocausto Diário mais os sacrifícios adicionais da Festa das Cabanas:

1º DIA 13 novilhos sem defeito + 78 kg da flor de farinha

2 carneiros sem defeito + 8kg da flor de farinha

14 cordeiros de 1 ano sem defeito + 28 kg da flor de farinha

1 bode para expiação de pecado + Oferta de Cereal e Oferta Derramada

2º DIA 12 novilhos sem defeito + 72 kg da flor de farinha

2 carneiros sem defeito + 8kg da flor de farinha

14 cordeiros de 1 ano sem defeito + 28 kg da flor de farinha

1 bode para expiação de pecado + Oferta de Cereal e Oferta Derramada

3º DIA 11 novilhos sem defeito + 66 kg da flor de farinha

2 carneiros sem defeito + 8kg da flor de farinha

14 cordeiros de 1 ano sem defeito + 28 kg da flor de farinha

1 bode para expiação de pecado + Oferta de Cereal e Oferta Derramada

4º DIA 10 novilhos sem defeito + 60 kg da flor de farinha

2 carneiros sem defeito + 8kg da flor de farinha

14 cordeiros de 1 ano sem defeito + 28 kg da flor de farinha

1 bode para expiação de pecado + Oferta de Cereal e Oferta Derramada

5º DIA 9 novilhos sem defeito + 54 kg da flor de farinha

2 carneiros sem defeito + 8kg da flor de farinha

14 cordeiros de 1 ano sem defeito + 28 kg da flor de farinha

1 bode para expiação de pecado + Oferta de Cereal e Oferta Derramada

6º DIA 8 novilhos sem defeito + 48 kg da flor de farinha

2 carneiros sem defeito + 8kg da flor de farinha

14 cordeiros de 1 ano sem defeito + 28 kg da flor de farinha

1 bode para expiação de pecado + Oferta de Cereal e Oferta Derramada

7º DIA 7 novilhos sem defeito + 42 kg da flor de farinha

2 carneiros sem defeito + 8kg da flor de farinha

14 cordeiros de 1 ano sem defeito + 28 kg da flor de farinha

1 bode para expiação de pecado + Oferta de Cereal e Oferta Derramada

A LEI DOS VOTOS
Números 30 → O voto significava uma promessa ou abstinência (de alimentos, por exemplo ver v. 13). Quando um homem fazia um voto tinha de cumprir. Quando uma mulher fizesse um voto, se o pai ou marido discordassem o voto era anulado.

VITÓRIA NA GUERRA
Números 31 → Antes da morte de Moisés, Deus ordena vingança contra os midianitas (Nm 25:17-18), por causa do Negócio de Peor. Morreram 5 reis midianitas, todos os homens e mulheres, exceto mulheres virgens. 12 mil israelitas foram à guerra, mil de cada tribo, quando os 12 mil retornaram se purificaram conforme a ordem de Deus (Nm 19).
Despojos: foram purificados e divididos entre os israelitas e uma parte foi oferecido a Deus.

DESPOJOS

OVELHAS BOIS JUMENTOS ALMAS
TOTAL 675.000 72.000 61.000 32.000
METADE DOS GUERREIROS 337.500 36.000 30.500 16.000
METADE DO POVO 337.500 36.000 30.500 16.000
1/5 DE DEUS 675 72 61 32
OFERTA ALÇADA PELA CONTAGEM DO EXÉRCITO 200 Kg de ouro em vasos, braceletes, anéis, brincos e colares

O PEDIDO DE RÚBEN E GADE
Números 36 → Rúben, Gade e parte da tribo de Manassés pediram a Moisés as terras daquém do Jordão (Reinos de Seom e Ogue, e Gileade), pois eram boas para a criação de gados. Eles prometeram (v.17) ajudar seus irmãos a conquistarem a Terra de Canaã, que ficava além do Rio Jordão, e só voltar para suas casas depois de haverem se estabelecido.

JORNADAS NO DESERTO
Números 33 → Moisés lista os locais onde o povo de Israel acampou, segundo a ordem de Deus.
Pouco mais de 40 lugares em 40 anos:
Ramessés → Sucote → Etã → Pi-Hairote → meio do mar ao deserto → Mara → Elim → junto ao Mar Vermelho → deserto de Sim → Dofca → Alus → Refidim → deserto de Sinai → Quibrote-Taavá→ Hazerote → Ritmá → Rimom-Perez → Libna → Rissa → Queelata → Séfer → Harada → Maquelote → Taate → Tara → Mitca → Hasmona → Moserote → Bene-Jaacã → Hor-Hagidgade → Jotbatá → Abrona → Ezion-Geber → deserto de Zim, que é Cades → monte Hor → Zalmona → Punom → Obote → Ije-Abarim, no termo de Moabe → Dibom-Gade → Almom-Diblataim → montes de Abarim, defronte de Nebo → campinas de Moabe, junto ao Jordão, na direção de Jericó.

DEUS ORDENA A EXPULSÃO DOS CANANEUS E DEMARCA O TERRITÓRIO DE ISRAEL:

 

DEUS NOMEIA LÍDERES
Números 34 → Eleazar e Josué, líderes da repartição das terras + 1 líder de cada tribo:

TRIBOS PRÍNCIPES
JUDÁ Calebe
SIMEÃO Simeão
BENJAMIM Elidade
Buqui
JOSÉ MANASSÉS Haniel
EFRAIM* Quemuel
ZEBULOM Elizafã
ISSACAR Paltiel
ASER Aiúde
NAFTALI Pedael

RÚBEN E GADE já haviam conquistado a terra daquém do Jordão

*Josué era da tribo de Efraim, sua função era de liderar todas as tribos. Portanto, Quemuel, príncipe da tribo de Efraim liderava a distribuição das terras somente em sua tribo, enquanto Josué era o líder, junto a Eleazar, de liderar a distribuição das terras de todas as tribos.

AS CIDADES DOS LEVITAS
Números 35:1-8 → Das heranças de Israel algumas cidades e pastagens deviam ser separadas para a Tribo de Levi:

  • 48 cidades com 450m dentro dos muros e 900m de pastagem ao redor dos muros, se estendendo ao norte, sul, leste e oeste

  • 6 dessas cidades eram cidades de refúgio

CIDADES DE REFÚGIO
Números 35:9-34→ 6 cidades, 3 cidades daquém do Jordão e 3 dalém do Jordão, eram separadas para proteger a integridade física de um homicida culposo, fosse ele israelita ou estrangeiro. Enquanto o homem julgado por homicídio culposo permanecesse na cidade estaria protegido de ser morto; saindo da cidade ficava à mercê do seu vingador. Um homicida doloso era condenado, por 2 ou mais testemunhas, à morte.

O CASAMENTO DAS HERDEIRAS
Números 36 → Os manassitas entram com a questão das filhas de Zelofeade se tornarem as herdeiras da terra que seria do pai (confira Nm 27:1-11), porque se elas se casassem com homens que não fossem manassitas, as terras passariam para outra tribo, diminuindo o território demarcado por Deus. A resposta e ordem de Deus foi que nenhuma terra passaria de uma tribo para outra, portanto uma herdeira só poderia casar com seus primos, para as terras ficarem em sua tribo, segundo a casa de seu pai. Completou-se então, a Lei das Heranças.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

 

BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Versão Almeida Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: CPAD, 2010.

A Bíblia em Ordem Cronológica: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

 

Bíblia Sagrada: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

 

Bíblia Sagrada: Nova Versão Internacional. São Paulo: Editora Vida, 2000.

 

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

 

CHAMPLIN, Russell Norman. Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

 

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Números. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 1.