Estudo da Bíblia: 2 Samuel

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: Samuel significa “Ouvido por Deus”. No cânon hebraico os livros de 1 Samuel e 2 Samuel formam apenas 1 volume.

AUTOR: O livro de 2 Samuel não foi escrito por ele, o livro leva seu nome porque se refere ao rei que ele havia ungido, Davi. Alguns atribuem a autoria a Zabude, filho de Natã, conforme 1 Reis 4:5. Esse livro também contém escritos de Natã e Gade, conforme 1 Crônicas 29:29.

DATA: ~ 970 a.C. – 722 a.C.

TOTAL DE CAPÍTULOS: 24

CONTEÚDO: Esse livro se divide em duas grandes narrativas:

A) As conquistas do rei Davi (2 Samuel 1 – 10): Davi se torna rei de Judá, depois, rei de Israel e expande o reino territorialmente;

B) Os conflitos internos enfrentados por Davi (2 Samuel 11 – 24): Davi enfrenta conflitos familiares e no reinado.

A) AS CONQUISTAS DO REI DAVI: 2 SAMUEL 1 – 10

PERSONAGENS:

Davi: Rei de Israel, seu nome significa “Amado”, é o personagem principal de 2 Samuel.

Isbosete: “A palavra hebraica bosheth significa «vergonha».” (CHAMPLIN, 2001). Ele foi o filho de Saul que assumiu o trono por arranjos de Abner. Reinou aos 40 anos de idade e morreu aos 42.

Abner: Primo de Saul, seu pai, Ner, era irmão de Quis, o pai de Saul. Abner foi o chefe do exército de Saul e de Davi, seu nome significa “pai da luz” ou “iluminado” (CHAMPLIN, 2001). Foi assassinado por Joabe, sobrinho de Davi.

Joabe: “No hebraico, «Yahweh é (seu) pai».” (CHAMPLIN, 2001). Joabe era sobrinho de Davi, sua mãe era Zeruia (1 Cr 2:16). Ele foi um capitão de guerra obstinado.

Zeruia: “No hebraico, “bálsamo”.” (CHAMPLIN, 2001). Filha de Jessé e irmã de Davi.

Abisai: Significa “Pai dos dons” ou “Fonte da riquesa” (MCNAIR, 2012). Filho de Zeruia, irmão de Joabe, sobrinho de Davi.

Asael: Significa “Feito por Deus” (MCNAIR, 2012). Filho de Zeruia, irmão de Joabe, sobrinho de Davi. Foi assassinado por Abner.

Baaná: Signfica “Filho da resposta ou da tristeza” (MCNAIR, 2012), um benjamita, chefe de uma das tropas do rei Isbosete, filho de Saul, ele e seu irmão Recabe assassinaram a Isbosete.

Recabe: Significa “Cavaleiro” ou “Companheiro” (DAVIS, 1965). Um benjamita, chefe de uma das tropas do rei Isbosete, filho de Saul, ele e seu irmão Recabe assassinaram a Isbosete.

Uzá: Significa “Força” (DAVIS, 1965), levita, filho de Abinadabe, ele e seu irmão Aiô, foram os responsáveis por guiar o carro puxado por bois que trazia a Arca da Aliança. Uzá morreu quando tentou segurar a Arca da Aliança.

Aiô: Significa “Fraternal” (DAVIS, 1965), levita, filho de Abinadabe, ele e seu irmão Uzá, foram os responsáveis por guiar o carro puxado por bois que trazia a Arca da Aliança.

Abinadabe: “Pai da liberdade ou da nobreza” (MCNAIR, 2012). Era um levita que morava em Quiriate-Jearim, a Arca da Aliança ficou em sua casa por 20 anos.

Ziba: Seu nome significa “Uma planta”. Servo da casa de Saul, tinha 15 filhos e 20 servos.

Mefibosete: Seu nome significa “Exterminando um ídolo”. Filho de Jônatas, neto de Saul, era paraplégico.

Maquir: Significa “Vendido”. Provável manassita, habitante de Lo-Debar em Gileade.

Hadadezer: Seu nome significa “Hadade é auxílio”. Rei de Zobá, derrotado por Davi.

Hanum: Seu nome significa “Dado por nada”. Filho de Naás, rei dos amonitas que se insurgiu contra o rei Davi.

Naás: Seu nome significa “Oráculo”. Rei dos amonitas, amigo do rei Davi.

Sobaque: Seu nome significa “Expansão”. Foi um general sírio que morreu na batalha contra Israel.

Toí: Seu nome significa “Erro”. Rei de Hamate, ficou grato por Davi derrotar seus inimigos.

Hirão: Seu nome significa “Muito nobre”, rei de Tiro, que deu de presente o palácio de Davi.

LOCAIS:

Ziclague: Significa “Saídas de uma fonte”, era uma vila em Simeão (MCNAIR, 2012).

Gilboa: Significa “Nascente da fonte”. Montanhas onde ocorreu a guerra contra os filisteus e Saul e filhos morreram (MCNAIR, 2012).

Hebrom: Significa “Confederação ou Conjunção” (MCNAIR, 2012), cidade, cujo nome era Quiriate-Arba, conquistada por Calebe, pertencia à tribo de Judá.

Maanaim: Significa “Dois exércitos ou acampamentos” (MCNAIR, 2012), ficava em Gileade, do outro lado do Jordão.

Baurim: Significa “Terrenos baixos”, era uma vila de Benamim (MCNAIR, 2012).

Outeiro de Amá: Significa “Aqueduto” (MCNAIR, 2012). Local onde Abner e Joabe pararam de guerrear.

Beerote: Significa “Poços” (MCNAIR, 2012). Uma cidade em Benjamim.

Gitaim: Significa “Dois lagares” (MCNAIR, 2012). Provavelmente ficava em Benjamim.

Vale de Refains: Significa “vale dos gigantes” (CHAMPLIN, 2001). Tratava-se de um vale amplo e frutífero, lugar ideal para um acampamento (2 Samuel 5:18,22).

Baal-Perazim: “Lugar da abertura”, onde Davi venceu os filisteus como rei de Israel.

Geba: No hebraico, «colina», «altura» (CHAMPLIN, 2001). Ficava em Benjamim e foi um lugar marcado pelas guerras de Israel contra os filisteus.

Gezer: Significa “Lugar talhado” (MCNAIR, 2012). Era o lugar que delimitava as terras dos filisteus e de Israel.

Metegue-Amá: ou “Rédeas da Metrópole” é a tradução literal para o versículo 1 de 2 Samuel 8: “Davi tomou a Metegue-Amá das mãos dos filisteus”, que poderia ser traduzido como: “Davi tomou de suas mãos a metrópole”.

Baalá de Judá: Segundo Champlin (2001), Baalá significa “Senhores”, portanto “senhores de Judá”. Esse nome pode ter sido dado por causa dos anciãos de Judá que ajudaram a Davi a transportar a Arca da Aliança. Alguns acreditam que esse era outro nome para Quiriate-Jearim, onde estava a Arca da Aliança.

Nacom: Significa “Preparado” ou “Pronto”, era uma eira onde Uzá morreu ao tocar a Arca da Aliança. O lugar mudou de nome para Perez-Uzá (DAVIS, 1965).

Perez-Uzá: Perez significa “Castigo”, portanto, “O Castigo de Uzá”. Local onde Uzá morreu ao tocar a Arca da Aliança (DAVIS, 1965).

Lo-Debar: Significa “Sem pastos”, ficava em Gileade, de onde Davi mandou buscar Mefibosete.

Zobá: significado incerto, era um reino arameu, pertencia a Síria na época do rei Davi. Em 2 Sm 8:8, diz que Davi conseguiu muito bronze desse lugar.

Maaca: Significa “Depressão”, lugar da Síria, de onde descendiam os filhos de Naor com sua concubina Reumá.

Tobe: Significa “Bom”, próximo a Gileade.

Helã: Significa “Um exército”, lugar onde Davi venceu Hadadezer.

COMENTÁRIO:

DAVI E O MENSAGEIRO AMALEQUITA

2 Samuel 1:1-16 → Um mensageiro amalequita anuncia a morte de Saul e Jônatas a Davi, dizendo que ele mesmo havia matado Saul. O mensageiro esperava com isso receber algum tipo de recompensa por matar o maior inimigo de Davi, entretanto, não conhecia Davi, que lamentou a morte do rei. Davi mandou matá-lo.

“CÂNTICO DO ARCO”

2 Samuel 1:17-27 → Ellicot (in CHAMPLIN, 2001), sugere que o título da canção composta por Davi significa uma “Ode Marcial”, visto que é um relato da morte de Saul e Jônatas na guerra, na qual os flecheiros inimigos os derrotaram. O arco utilizado por Jônatas tantas vezes para derrotar os inimigos de Deus, agora o havia atingido, e Davi lamentou por isso (1 Sm 1:22). Davi ordena que os judeus ensinassem o cântico fúnebre aos seus filhos.

“O LIVRO DO JUSTO”

2 Samuel 1:18 → Também chamado de “O Livro do Reto” ou “O Livro de Jasar” (“Jasar” significa “Justo”), também está mencionado em Josué 10:13 e em 1 Reis 8:13. Esse livro se perdeu com o tempo, tudo indica que se tratava de uma antologia poética do povo de Israel.

DAVI É UNGIDO REI

  1. Ungido em Belém, por Samuel, para ser o próximo rei de Israel → 1 Samuel 16:13

  2. Ungido em Hebrom, pelos homens de Judá, para ser rei sobre Judá → 2 Samuel 2:1-7 | Duração: 7 anos e 6 meses (2 Sm 2:11)

  3. Ungido em Hebrom, aos 30 anos, por todos os anciãos de Israel, para ser rei sobre Israel → 2 Samuel 5:3 | Duração: 33 anos (2 Sm 5:5)

ISBOSETE É CONSTITUÍDO REI EM ISRAEL
2 Samuel 2:8-10 → Abner, capitão de Saul, se dirige à Maanaim e constitui Isbosete, o 4º filho de Saul, rei de 11 tribos de Israel (excetuando a tribo de Judá). Maanaim, cidade dos levitas, foi o local escolhido para ser o centro do reino por estar a salvo dos filisteus.

ABNER X JOABE
2 Samuel 2:8-32; 3:1 → Os capitães do antigo rei Saul e do novo rei Davi se enfrentam numa batalha que a Bíblia chama de “crua peleja”. Nesse confronto morreram 360 benjamitas, que lutavam do lado de Abner e 20 judeus, que lutavam do lado de Joabe. Abner fugiu e matou Asael, irmão de Joabe, quando esteve perto de alcançá-lo. Joabe só parou a perseguição, no outeiro de Amá, depois que Abner reuniu um batalhão de benjamitas e estendeu bandeira branca.

2 SAMUEL 3:2-6

2 SAMUEL 5:13-16

AS ESPOSAS DE DAVI

FILHOS DE DAVI NASCIDOS EM HEBROM

FILHOS DE DAVI DE MAIS MULHERES E CONCUBINAS NASCIDOS EM JERUSALÉM

Mical

Ø

Ø

Samua

Sobabe

Natã

Salomão

Ibar

Elisua

Nefegue

Jafia

Elisama

Eliada

Elifelete

Ainoã

Amon

Abigail

Quileabe

Maaca

Absalão

Hagite

Adonias

Abital

Sefatias

Eglá

Itreão

ABNER E RIZPA
2 Samuel 3:7-30 → Rizpa, havia sido concubina de Saul, e Abner se deitou com ela. Isbosete confrontou Abner, que ficou tão enfurecido contra o rei que ele havia constituído, que então começou a trabalhar para destituí-lo, se aliando a Davi e tomando posse do cargo de chefia do exército de Davi, posição que era ocupada por Joabe. Quando Joabe toma conhecimento do fato, vai ao encontro de Abner, com seu irmão Abisai, e sem avisar nada a Davi, apunhala e mata traiçoeiramente a Abner do mesmo modo que Asael havia morrido.

A MALDIÇÃO SOBRE OS FILHOS DE ZERUIA
2 Samuel 3:31-39 → Zeruia era uma das irmãs de Davi (1 Cr 2:16) e seus filhos, sobrinhos de Davi: Joabe, Abisai e Asael. A ação sorrateira e cruel de Joabe e Abisai, trouxe maldição para ele e toda sua família. Segundo a maldição a família de Zeruia seria assolada por doenças, morte pela espada e fome.

DAVI LAMENTA A MORTE DE ABNER
2 Samuel 3:28,31-36 → Davi revela sua inocência, quanto à morte de Abner, ao demonstrar toda a dor que sentia.

ASSASSINATO DE ISBOSETE
2 Samuel 4 → Depois da morte de Abner, 2 capitães de Isbosete, Baaná e Recabe, o mataram e levaram a cabeça dele para Davi. Como da outra vez, em que o mensageiro amalequita havia pensado que seria recompensado, Davi pune com a morte os 2 traidores. Baaná e Recabe tiveram os pés e as mãos cortados e a cabeça de Isbosete foi enterrada na sepultura de Abner, em Hebrom.

A CAPITAL DO REINO: JERUSALÉM
2 Samuel 5:6-10 → Os jebuseus, povo descendente de Cam (Gn 10:6,15) que não havia sido expulso desde a época de Josué (Josué 15:63), desafiaram a Davi dizendo ser impossível ele conquistar a fortaleza de Sião, que está em Jerusalém. Havia um túnel de água que alimentava a fortaleza, segundo 1 Crônicas 11:5-6, foi Joabe quem comandou a tropa e conquistou a posição de capitão do exército. Davi habitou naquela fortaleza e edificou as redondezas, a cidade de Jerusalém, por causa dessa conquista, tornou-se a Cidade de Davi, a capital do reino de Israel.

CEGOS E COXOS
2 Samuel 5:6,8 → Os exaltados jebuseus, confiados em sua fortaleza, achavam impossível de Davi conquistá-los. Por isso, eles disseram que até os deficientes físicos, poderiam impedir qualquer tentativa de Davi. Davi então, propõe que seus guerreiros se levantassem para destruir seus inimigos, que eram tão deficientes quanto os cegos e coxos a que eles se referiram.

2 Samuel 5:6

2 Samuel 5:8

ARC

NVT

ARC

NVT

“[…] Não entrarás aqui, a menos que lances fora os cegos e os coxos; querendo dizer: Não entrará Davi aqui.”

“[…] Você jamais entrará aqui! Até os cegos e aleijados são capazes de impedi-lo!” Diziam isso porque imaginavam estar seguros”

“Porque Davi disse naquele dia: Qualquer que ferir aos jebuseus, e chegar ao canal, e aos coxos e aos cegos, que a alma de Davi aborrece, será cabeça e capitão. Por isso se diz: Nem cego nem coxo entrará nesta casa.”

“No dia do ataque, Davi disse a seus soldados: “Odeio esses jebuseus ‘cegos’ e ‘aleijados’. Quem os atacar deve entrar pela cidade pelo túnel de água”. Essa é a origem do ditado: “Os cegos e os aleijados não entrarão na casa”.

DAVI E HIRÃO
2 Samuel 5:11-12 → Hirão, rei de Tiro, construiu um lindo palácio de cedros para Davi. Todo o material, trabalhadores e despesas ficaram por conta do rei Hirão. Davi entendeu que esse era o sinal de que Deus estava confirmando o seu reinado sobre Israel.

DAVI X FILISTEUS
2 Samuel 5:17-25 → Os filisteus foram guerrear por 2x contra Davi, em ambas batalhas, Davi consultou ao SENHOR e obedeceu às ordens específicas. Os filisteus foram derrotados nas 2x.

DAVI E A ARCA DA ALIANÇA
2 Samuel 6 → O reino de Davi estava prosperando e expandindo, ele tinha esposas, filhos e um palácio. Mas, faltava a Arca da Aliança, o símbolo da presença de Deus. Ele teve a ideia de trazer para perto de si, mas da 1ª vez, a Arca foi carregada de forma errada, em bois, guiada por Uzá e Aiô. Uzá tocou a Arca e morreu. A Arca ficou na casa de Obede-Edom até que Davi mandou buscar, ao ver que a casa de Obede-Edom estava sendo abençoada. Dessa vez, os levitas seguiram o protocolo prescrito na lei do SENHOR (), e a cada 6 passos eram oferecidos ao SENHOR sacrifícios. Davi, vestido com o éfode de linho (uma vestimenta sacerdotal) não cabia em si de alegria. Ele abençoou o povo e a sua casa.

MICAL X DAVI
2 Samuel 3:13-16 → Saul, em meio a perseguição a Davi, havia dado Mical a Paltiel (1 Sm 25:44), Davi agora pede, tanto a Abner quanto a Isbosete, que lhe devolvam sua esposa. Isbosete a enviou de volta a Davi, que estava em Hebrom, escoltada por Abner. O 2º marido de Mical acompanhou sua partida chorando até Baurim, local próximo a Jerusalém.
2 Samuel 6:20-23 → Mical, primeira esposa de Davi e filha de Saul, estava vendo seu 2º marido alegre e vencedor. Enquanto ela, parecia sofrer de amarguras na alma, foi separada de Davi e entregue a outro homem, a casa de seu pai estava destruída, tornou a ser separada de Pultiel, homem apaixonado por ela, e agora com Davi se deparou com as muitas esposas e concubinas dele. Suas palavras despejaram todo seu desprezo e rancor contra Davi, a partir daquele dia em diante Mical ficou privada de se relacionar com Davi e morreu sem filhos que competissem pelo trono.

DAVI E O TEMPLO
2 Samuel 7 → Davi compara a beleza de sua casa com o Tabernáculo do SENHOR e fala com Natã que gostaria de construir um templo mais bonito que sua casa para o SENHOR. Natã, como profeta, só podia falar o que o SENHOR mandasse, mas a ideia lhe pareceu tão boa que ele simplesmente concordou alegremente. Naquela noite, o SENHOR apareceu a Natã numa visão e enviou uma mensagem para Davi. As Palavras divinas eram um resumo da história de Israel (do passado, presente e futuro), como o SENHOR tinha ajudado Davi e que confirmaria o seu reino para sempre. Esse “para sempre”, diz respeito ao reinado de Cristo. O SENHOR revelou que Davi não poderia construir o templo (ver em 1 Crônicas 22:8 o motivo), mas seu filho construiria. Davi adora ao SENHOR por todas suas palavras e bênçãos.

AS VITÓRIAS DE DAVI

2 Samuel 8:1-14 → Todos os inimigos de Israel foram subjugados por Davi e feitos seus servos:

  • Filisteus (com todas as suas cidades)

  • Moabe (Davi usa um cordel para matar um grupo de moabitas e para conservar com vida outros)

  • Amom (Moabe e Amom eram irmãos e igualmente inimigos de Israel)

  • Zobá (o rei Hadadezer, de Zobá, perseguia o rei Toí, de Hamate. Quando Davi subjuga Hadadezer, Toí envia presentes de gratidão a Davi)

  • Síria (os siros foram socorrer Hadadezer e também se tornaram servos de Davi)

  • Amaleque (os amalequitas eram descendentes de Esaú e inimigos cruéis de Israel)

  • Edom (os edomitas também eram descendentes de Esaú)

CARGOS E FUNÇÕES DO REINO DE DAVI: 2 Samuel 8:15-18

NOMEADO

CARGO

FUNÇÃO

Joabe

Capitão do Exército

Essa posição ocupada por Joabe, funcionava como o atual Ministro da Defesa; ele era um chefe e guerreiro sanguinário.

Josafá

Cronista

Função diferente da do escriba, no hebraico, mazkir, quer dizer “relembrador”, (igual ao historiador contemporâneo), além de conservar os acontecimentos do reino, funcionava também como conselheiro do rei. (CHAMPLIN, 2001)

Zadoque (da linhagem de Eleazar) e Aimeleque (filho de Abiatar, que estava sob a proteção de Davi, ver 1 Sm 22:20-23; sua linhagem era a de Itamar, de onde pertencia Eli, ver árvore genealógica abaixo)

Sumo-Sacerdotes

Deus havia instituído 1 sumo-sacerdote por vez, por isso, alguns acreditam que os 2 sumo-sacerdotes serviram em tempos diferentes.

Seraías

Escrivão

O escrivão era o responsável por guardar, escrever e fazer cópias dos documentos oficiais, que se tratavam das Escrituras e registros históricos.

Benaia

Comandante da guarda pessoal do rei

A função de Benaia era liderar uma tropa de elite especializada em proteger o rei.

Filhos de Davi

Príncipes, assistentes diretos do rei (conforme 1 Cr 18:17 NVT)

Os príncipes cooperavam e ajudavam Davi a liderar o povo.

DAVI E MEFIBOSETE
2 Samuel 4:4-5 → Mefibosete era o único filho que restara a Jônatas. Quando Isbosete, filho de Saul, foi assassinado, toda a casa de Saul, e todo o Israel temeu. A ama de Mefibosete, tomada pelo desespero fugiu com o garoto, que na época tinha 5 anos, e o deixou cair. Essa queda deixou Mefibosete paraplégico.
2 Samuel 9 → Mefibosete cresceu, se casou e teve 1 filho por nome Mica. Ele morava fora de suas terras, e estava sob a proteção e cuidados de Maquir, em Lo-Debar. As terras e casa de Saul, estavam sob a administração de Ziba, que tinha 15 filhos e 20 servos. Davi, então, libera as terras de Saul para Mefibosete morar livremente, o chama para comer à mesa como um príncipe e o coloca senhor de Ziba.

DAVI X AMOM
2 Samuel 10; 11:1,11,14-25; 12:28-31→ Davi havia subjugado os amonitas no passado e estes viviam em paz com Israel. Quando o rei Naás morre, Davi envia mensageiros para dar os pêsames ao filho de Naás, Hanum, que havia se tornado o novo rei de Amom. Entretanto, os príncipes amonitas deram um mau conselho ao rei Hanum, o que desencadeou uma guerra entre Amom e Israel, envolvendo os siros. Hanum reuniu vários reis dos siros, o rei Hadadezer e o general Sobaque lideravam o exército de 33 mil guerreiros siros contra Israel. Joabe e Abisai conseguiram derrotá-los, entretanto o exército siro se refez, e então Davi reuniu todo o Israel e saíram à peleja contra os siros. 740 siros em carros e cavalos foram feridos, o general Sobaque morreu e o restante fugiu. Hadadezer se arrependeu de ter se juntado a Amom e fez pacto de paz com Israel. Davi enviou Joabe para continuar a combater as cidades amonitas até conquistá-las. Os amonitas passaram a ser escravos de Israel, fazendo trabalhos braçais.

B) OS CONFLITOS INTERNOS ENFRENTADOS POR DAVI: 2 SAMUEL 11 – 24

PERSONAGENS:

Urias: Seu nome significa “Jeová é Luz”. 1 dos 30 valentes de Davi (2 Sm 23:39), era heteu

Natã: Seu nome significa “Colocado”. Profeta da época do rei Davi.

Bate-Seba: Seu nome significa “Filha de um juramento”. Viúva de Urias e esposa do rei Davi, mãe de Salomão,

Salomão: “do hebraico Shelomah, significa ‘pessoa pacífica’” (CHAMPLIN, 2001), 2º filho de Davi e Bate-Seba.

Jedidias: significa “amado do SENHOR”, o nome de Salomão, dado pelo SENHOR.

Amnon: Seu nome significa “Criação”. O filho primogênito de Davi, estuprou Tamar e morreu assassinado a mando de Absalão, irmão de Tamar.

Tamar: Seu nome significa “Palmeira”. A linda irmã de Absalão que foi estuprada por seu meio-irmão, Amnon. A filha de Absalão recebeu o mesmo nome que a tia em sua homenagem.

Absalão: Seu nome significa “Pai da paz” ou “Pai da Segurança”. 3º filho de Davi, assassinou seu irmão por vingança, tomou o reino do pai e morreu pelas mãos de Joabe.

Jonadabe: Seu nome significa “O SENHOR deu livramento”. Sobrinho de Davi, sua mãe se chamava

Siméia: irmão de Davi, seu nome significa “Afamado”.

Talmai: Seu nome significa “Abundando”. Príncipe siro, filho de Amiur, rei da Síria, que protegeu Absalão por 3 anos.

Aitofel: Seu nome significa “Irmão da Insensatez” ou “Tolo”. Conselheiro de Davi e também de Absalão. O nome dele pode ter sido Aifelete, que significa “Irmão do Livramento”, e transformado num trocadilho por sua traição a Davi.

Eliã1: Filho de Aitofel.

Eliã2: Pai de Bate-Seba.

Itai: Seu nome significa “Vivo”. Nascido em Gate, se aliou a Davi.

Husai: Seu nome significa “Pressa do Senhor”. Natural de Areque (arquita), foi o amigo de Davi que confundiu os conselhos de Aitofel, a fim de prejudicar Absalão.

Zadoque: Seu nome significa “Justo”. Levita, filho de Aitube, era coatita, descendente de Eleazar, filho de Arão, foi o sumo sacerdote no tempo de Davi e Salomão.

Aimaás: Seu nome significa “Irmão da ira”, era filho de Zadoque.

Jônatas: Seu nome significa “Dado por Deus”, era filho do sacerdote Abiatar.

Simei: Seu nome significa “Afamado”. Filho de Gera, da tribo de Benjamim, da casa de Saul.

Gera: “Vem do termo hebraico ger, «residir temporariamente». Esse nome era muito aplicado a pessoas da tribo de Benjamim […].” (CHAMPLIN, 2001). Pai de Simei.

Jemini: Seu nome significa “

Cusi: Seu nome significa “Negro”, foi o mensageiro escolhido por Joabe para enviar a notícia que Absalão estava morto.

Amasa: Seu nome significa “Fardo”, se tornou o general em lugar de Joabe.

Maquir: Significa “Vendido”. Provável manassita, habitante de Lo-Debar em Gileade, um dos 3 homens ricos que ajudou a Davi enquanto ficou em Maanaim.

Sobi: Seu nome significa “Recompensa do SENHOR”. Um dos 3 homens ricos que ajudou Davi e o povo que estava com ele em Maanaim.

Barzilai: Seu nome significa “Ferro do Senhor”, um gileadita, amigo de Davi, que ajudou Davi e o povo, enquanto ficaram em Maanaim, na época Barzilai contava com 80 anos.

Quimã: Seu nome significa “Grande desejo”. Filho de Barzilai que ficou no palácio com Davi.

Seba: Significa “Juramento”, foi um benjamita, filho de Bicri, que dividiu o reino de Davi, e por isso, terminou morrendo decapitado.

Rispa: Significa “Pedra quente”. Filha de Aiá, concubina de Saul, foi a mulher com quem Abner se deitou e provocou atrito com o rei Isbosete, filho de Saul. Rispa protegeu os corpos de seus filhos das aves.

Profeta Gade: Significa “Boa fortuna”, esse profeta estava envolvido na vida de Davi desde quando Saul começou a persegui-lo, foi ele quem transmitiu as palavras do SENHOR para onde Davi deveria ir em suas fugas (1 Sm 22:5), e foi ele também quem transmitiu as palavras de Deus pelo pecado de Davi de fazer o censo do povo de Deus (2 Sm 24:11-14).

Araúna: Significa “Jeová está firme”, homem de quem Davi comprou a eira onde o anjo das pragas estava.

LOCAIS:

Gesur: Significa “Áspero”, tribo ao sul da Filístia.

Gilo: Significa “Êxodo da grande multidão”, cidade das montanhas de Hebrom, pertencia a tribo de Judá.

Hebrom: Significa “Confederação”, originalmente chamada de Quiriate-Arba, foi a cidade conquistada por Calebe.

Quereteus e peleteus: filisteus que montavam a guarda pessoal do rei Davi

Gate: Significa “Vale”, uma das principais cidades dos filisteus.

Baurim: Significa “Terrenos baixos”, era uma vila em Benjamim.

Maanaim: Significa “Acampamentos”, uma grande cidade, ao sul de Gileade. Lá se esconderam Absalão e, mais tarde, Davi.

Rabá, dos filhos de Amom: Significa título da capital, ficava na fronteira leste de Gileade.

Abel de Bete-Maaca: Significa “Prado da cidade de Maaca”, ficava na tribo de Dã. Foi o local onde Seba se escondeu e onde havia uma mulher sábia que evitou a destruição da cidade ao fazer uma proposta a Joabe.

COMENTÁRIO:

DAVI E BATE-SEBA
2 Samuel 11 e 12 → Enquanto Joabe estava na guerra, Davi estava em casa descansando. Ao ver Bate-Seba, não se importou de saber que era uma mulher casada e teve relações com ela. Ao se ver grávida, ela mandou avisar a Davi, este planejou maneiras de se ver livre da culpa. O marido de Bate-Seba, Urias, morreu na batalha a mando de Davi e Bate-Seba foi levada ao palácio. Deus expõe o pecado de Davi de maneira que o próprio Davi reconhecesse sua culpa. Davi cai em si e se arrepende. O profeta Natã, o profeta de Deus encarregado de denunciar o pecado, revelou quais as punições divinas pelo desprezo de Davi aos mandamentos do SENHOR:

  1. Punição pelo adultério:

  1. O bebê de Davi e Bate-Seba iria morrer;

  2. As mulheres de Davi seriam possuídas pelo próximo de Davi, à plena luz do dia e à vista de todo o povo;

  1. Punição pelo homicídio:

  1. A espada não iria se apartar da casa de Davi

O NASCIMENTO DE SALOMÃO
2 Samuel 12:24-31 → Davi consolou Bate-Seba, da morte de seu primeiro filho e tornou a ter relações com ela. Bate-Seba engravidou de um menino. A Bíblia relata que o SENHOR amou o menino, Davi colocou o nome de Salomão, “do hebraico Shelomah, que significa ‘pessoa pacífica’” (CHAMPLIN, 2001), e Deus o chamou de Jedidias, que significa “amado do SENHOR”.

COMPARAÇÃO DAS VERSÕES DE 2 SAMUEL 12:25

ARC

NVT

E [Deus] o enviou pela mão do profeta Natã, e este chamou o seu nome Jedidias, por amor do Senhor.

E [Deus] enviou uma mensagem pelo profeta Natã, dizendo que o menino devia se chamar Jedidias, conforme o SENHOR havia ordenado.

AMNON E TAMAR
2 Samuel 13:1-22 → Amnon confessou para Jonadabe, sua paixão por sua meia-irmã, Tamar, a irmã de Absalão. Jonadabe o aconselha um modo de ficar a sós com a moça, a fim de consumar seu intento. Quando ficou a sós no quarto com Tamar, Amnon estupra sua meia-irmã, mesmo ela tendo resistido e apelado sensatamente ao irmão para evitar aquela loucura. Logo após consumar o ato, Amnon passou a odiar Tamar. Absalão consola e a protege em sua casa. Davi ao saber do fato se irou muito.

ABSALÃO E AMNON
2 Samuel 13:23-39 e 14:27 → Dois anos depois, Absalão se vinga de Amnon, matando-o na frente de todos seus irmãos. Depois, foge para a Síria e fica sob a proteção do príncipe Talmai por 3 anos. Absalão teve 3 filhos e 1 filha, cujo nome era em homenagem à irmã, Tamar. Davi chora a morte de Amnon e a falta de Absalão.

JOABE E ABSALÃO
2 Samuel 14 → Joabe bola um plano interessante e consegue trazer Absalão de volta a Jerusalém. O rei Davi permite que Absalão volte, mas não permite sua entrada no palácio. Absalão incendeia parte do campo de cevadas de Joabe para conseguir ter acesso ao rei, e consegue. Davi perdoa Absalão e o beija.

DAVI E ABSALÃO: 2 Samuel 15 – 19

  1. Rebelião: Absalão ambiciona o trono, conspira contra o rei, seu pai, e agrega aliados, tal como Aitofel, o conselheiro de Davi. Absalão trama sua auto proclamação como rei de Israel em Hebrom.

  2. Fuga de Davi: Quando é anunciado a Davi que Israel seguia a Absalão, ele e toda a sua casa (toda a casa de Davi, servos e 600 homens de Gate) se retiram de Jerusalém.

  3. Planos de Davi com Husai, Zadoque e Abiatar: Husai, amigo de Davi, foi enviado para Jerusalém, com o objetivo de desfazer os planos de Aitofel e enviar notícias a Davi através dos filhos de Zadoque e Abiatar (Aimaás e Jônatas, respectivamente). Davi e seu povo passam a morar em Maanaim, uma equipe de bons homens (Sobi, Maquir e Barzilai) proveem sustento para eles.

  4. Os conselhos de Aitofel: Aitofel dá 2 conselhos a Absalão:

1º Conselho: Absalão deveria ter relações com as 10 concubinas de Davi, que haviam ficado no palácio, de forma que todo o povo pudesse saber. Absalão executa o conselho, cumprindo a profecia de Natã, em 2 Samuel 12:11-12.

2º Conselho: Atacar a Davi e o povo que com ele estava, enquanto estivessem fracos e cansados, dessa forma, conseguiriam espalhar o povo e atacar a Davi facilmente. Absalão chama Husai para opinar.

  1. O conselho de Husai: Convocar primeiro todos os guerreiros de Israel e Absalão liderar o exército para atacar a Davi e todos os que estavam com ele. Husai consegue desfazer o conselho de Aitofel, que se enforcou (2 Sm 17:23).

  2. Ajudas e perturbações no caminho de Davi:

  • Itai, o geteu se alia a Davi e torna-se comandante de uma das tropa dos servos de Davi.

  • Ziba mente sobre Mefibosete para Davi, e com o engano consegue as terras que pertenciam a Mefibosete.

  • Simei, da linhagem de Saul, amaldiçoa a Davi pelo caminho.

  1. Jônatas e Aimaás transmitem o recado de Husai a Davi correndo risco de vida.

  2. A batalha: Israel x Davi

    Davi divide seus guerreiros em 3 tropas lideradas por Joabe, Abisai e Itai, que o preservam de lutar. Davi alerta a todos para preservar a vida de Absalão.

    A batalha entre todo o Israel, liderado por Absalão, contra os servos de Davi, aconteceu no bosque de Efraim.

    20 mil homens que pelejavam do lado de Absalão morreram, e a batalha só encerrou quando Joabe e mais 10 jovens de Davi mataram Absalão.

  3. A escolha do mensageiro: Aimaás, filho de Zadoque, pediu para levar a notícia que Davi vencera e que Absalão estava morto. Mas, Joabe considerou mais conveniente Cusi levar as notícias. Aimaás insiste em correr e quando Davi o vê, pensa que receberia boas notícias a respeito de Absalão.

  4. A vitória de Davi: A vitória de Davi se torna em derrota pela tristeza da morte de seu filho, Absalão.

  5. Davi constituído rei de todo o Israel: Os israelitas voltam a proclamar Davi rei de todo o Israel, e o fazem retornar à Jerusalém.

  6. Joabe x Amasa: Davi tira Joabe do cargo de general de todo seu exército e nomeia Amasa no lugar.

  7. Reencontros:

    Barzilai acompanha Davi que voltava a Jerusalém até a outra banda do Jordão, deixa Quimã, seu filho, com o rei e se despedem.

    Simei pede perdão ao rei e Davi promete não matá-lo.

    Ziba ajuda o rei a atravessar o Jordão.

    Mefibosete expõe Ziba e conta toda a verdade. Davi ordena que Mefibosete reparta as terras com Ziba.

  8. Uma briga infantil: 10 tribos de Israel reclamam da tribo de Judá por ficar com o mérito de trazer de volta o rei, sendo que a ideia partira deles e eram de maior número. A tribo de Judá rebate dizendo que faziam aquilo por ser apropriado, já que eram da família do rei, e que não visavam receber nenhum ganho com isso.

“QUE TENHO EU CONVOSCO, FILHOS DE ZERUIA?”
2 Samuel 16:10, 19:22 →  Essas eram as palavras de Davi aos dois filhos de sua irmã, Joabe e Abisai, depois de Joabe matar Abner traiçoeiramente. As sugestões desses dois guerreiros pareciam a Davi demasiado sanguinárias.

AMASA
Sobrinho de Davi, primo de Absalão, foi constituído capitão do exército de Absalão (2 Sm 17:25), logo em seguida, após a derrota de Absalão, Davi remove o cargo de Joabe – porque Joabe havia desobedecido a orden real, matando Absalão – e coloca Amasa em seu lugar (2 Sm 19:13).

O PILAR DE ABSALÃO
2 Samuel 18:18 → Absalão ergueu um monumento de mármore, a 400 metros de Jerusalém, para sua memória, porque, na época, não tinha filhos.

COMPARAÇÃO DE 2 SAMUEL 18:3 ENTRE VERSÕES

ARC

NVT

“Porém o povo disse: Não sairás, porque, se formos obrigados a fugir, não se importarão conosco; e, ainda que metade de nós morra, não farão caso de nós, porque ainda, tais como nós somos, ajuntarás dez mil; melhor será, pois, que da cidade nos sirvas de socorro.”

“Os homens, porém, se opuseram. “O senhor não deve ir”, disseram. “Se tivermos de recuar ou fugir, ou mesmo se metade de nós morrer, para eles não fará diferenã. O senhor vale por dez mil de nós; por isso, é melhor que fique na cidade e nos envie ajuda, se for necessário.”

CARGOS E FUNÇÕES DO REINO DE DAVI:

CARGOS E NOMEADOS EM 2 SAMUEL 8:15-18

CARGOS E NOMEADOS EM 2 SAMUEL 20:23-26

Joabe→ Capitão do Exército

Joabe → Capitão sobre todo exército de Israel

Josafá → Cronista (ou chanceler)

Josafá → Cronista (ou chanceler)

Zadoque e Aimeleque → Sacerdotes

Zadoque e Abiatar → Sacerdotes

Seraías → Escrivão (ou secretário da corte)

Seva → Escrivão (ou secretário da corte)

Benaia → Comandante da guarda pessoal do rei (capitaneava os quereteus e peleteus)

Benaia → Comandante da guarda pessoal do rei (capitaneava os quereteus e peleteus)

Filhos de Davi → Príncipes, assistentes diretos do rei

Adorão (ou Adonirão) → Responsável pelos tributos

Ira → oficial-mor do rei Davi (ou conselheiro religioso)

SEBA X DAVI
2 Samuel 20 → Seba, um benjamita, insurgiu contra o rei Davi e conseguiu apartar os homens de Israel do rei. O novo general do exército de Davi, Amasa, ficou na incumbência de convocar os judeus para guerrear contra os opositores. Entretanto, Amasa não cumpre o prazo e Joabe o mata, reocupando seu lugar. Joabe reúne o exército e combate a cidade em que Seba estava escondido, Abel. Lá ele encontra uma mulher sábia que poupou a cidade de ser destruída e entregou a cabeça de Seba.

DAVI E OS GIBEONITAS
2 Samuel 21:1-14 → Começa a haver fome no reinado de Davi, ele consulta ao SENHOR, que revela o motivo: castigo pela injustiça feita por Saul aos gibeonitas. Esse povo arameu, foi quem havia feito pacto com Josué para não saírem da sua terra (Josué 9; 11:19), e Saul queria tomar as terras deles. Para agir justamente os gibeonitas pedem a morte dos filhos que restavam de Saul, Davi poupa a Mefibosete, filho de Jônatas. Dois filhos de Saul e sua concubina, Rispa, mais cinco filhos da irmã de Mical, morrem enforcados. Rispa protege os corpos abandonados no monte. Davi sabendo disso toma os restos mortais de Saul, Jônatas, e todos os filhos de Saul, e os enterra adequadamente. Feito tudo isso, a fome cessou.

DAVI, SEUS GUERREIROS X QUATRO GIGANTES FILISTEUS
2 Samuel 21:15-22 → Davi inspirou coragem aos seus súditos, que se tornaram guerreiros tão vitoriosos quanto ele. Abisai, Sibecai, Elanã e Jônatas derrotaram 4 gigantes filisteus: Isbi-Benobe, Safe, Golias (esse não era o mesmo Golias que Davi havia matado, o primeiro era de Gate, o segundo geteu, de Gete) e um gigante que tinha 24 dedos, 6 em cada mão e pé.

DAVI E SEUS 30 VALENTES
2 Samuel 23:8-39 → Davi tinha um grupo seleto de guerreiros corajosos, dentre os quais 3 se destacavam dos demais: Josebe-Bassete, Eleazar e Sama. Os 30 melhores, eram substituídos com o tempo, por isso, encontramos mais de 30 homens listados.

UM SALMO DE DAVI
2 Samuel 22 → O cântico de gratidão registrado é semelhante ao Salmos 18.

DAVI X O CENSO
2 Samuel 24 → O SENHOR, irado contra os pecados de Israel, incita Davi a fazer um censo, trazendo com isso, castigo para o povo. Os censos eram proibidos pelo SENHOR (Êxodo 30:12), o único caso em que podiam ser feitos era na expiação do pecado dos homens de 20 anos para cima, sendo necessário ofertar meio siclo para não haver culpa diante do SENHOR pelo próprio censo (Êx 38:26; 30:15). Joabe tentou impedir de Davi pecar, mas a palavra do rei prevaleceu. O SENHOR envia 3 opções de castigo e Davi se arrepende e escolhe ser castigado pelo SENHOR e não pelos homens. 70 mil homens morreram de praga de Dã a Berseba, ou seja, do norte ao sul de Israel, onde havia sido feito o recenseamento. Davi foi orientado pelo profeta Gade a erguer um altar ao SENHOR para fazer a praga cessar. Então, Davi compra a eira onde o anjo que feria o povo estava (local próximo a Jerusalém), dizendo: “Não oferecerei ao SENHOR meu Deus holocaustos que não me custem nada” (v. 24). A praga cessou, depois de Davi oferecer holocausto e ofertas pacíficas.

AS ÚLTIMAS PALAVRAS DE DAVI
2 Samuel 23:1-7 → As últimas palavras de Davi se assemelham aos finais de seus Salmos, são palavras de esperança em Deus.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

BÍBLIA SAGRADA: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 2 Samuel. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7

DAVIS, John D. DICIONÁRIO DA BÍBLIA. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1965.

MCNAIR, S. E. Pequeno Dicionário Bíblico. Tradução: Degmar Ribas. CPAD: Rio de Janeiro, 2012.

Estudo da Bíblia: Josué 1 -24

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: “Josué”, o autor e principal personagem, cujo nome deriva-se do hebraico, יהושוע – Yehoshua, uma forma abreviada do nome divino em hebraico “SENHOR” – YHWH – combinado à palavra hebraica que significa “salvação”, formando o nome “Yahweh salva” ou “o SENHOR é salvação”. Moisés mudou o nome dele, de Oséias, (הוֹשֵׁעַ – Hošeaʿ, “salvação”), para Yehoshua, ou Josué em português.

AUTOR: Josué e uma testemunha dos eventos (talvez o sacerdote Finéias)

DATA: ~ 1400 e 1200 A.C.

CAPÍTULOS TOTAIS: 24

CONTEÚDO: Narrativa da conquista de Canaã

PALAVRAS DE ÂNIMO A JOSUÉ
Josué 1 → Levanta-te (v. 2), Esforça-te e tem bom ânimo(v. 6,7,9,18), Não se aparte da Lei (v. 8), Não temas, nem te espantes (v. 9), o SENHOR é contigo, o SENHOR não de deixará, nem desamparará (v. 5).

RÚBEN, GADE E A MEIA TRIBO DE MANASSÉS
Josué 1:10-18 → As 3 tribos que já haviam conquistado suas terras mantêm a promessa a Josué de ajudar Israel a conquistar Canaã (Números 36).

CRONOLOGIA DOS FATOS DOS 2 ESPIAS EM JERICÓ:

Josué 2:1 → 2 espias são escolhidos e enviados à Jericó

Josué 2:1,15 → Os 2 espias se hospedam na casa da prostituta Raabe, que ficava sobre o muro

Josué 2:2,4,6 → Raabe esconde os 2 espias no telhado, entre as canas de linho

Josué 2:2 → O rei recebe notícias dos espias e envia seus guardas à casa de Raabe

Josué 2:4 → Raabe despista os guardas

Josué 2:7 → Antes que o portão de Jericó se fechassem, os guardas reais saem em busca dos espias, ao sair o portão se fecha

Josué 2:8-13 → Raabe vai conversar com os espias, narra os feitos do SENHOR e pede proteção a ela, seus pais e irmãos, com um sinal.

Josué 2:14,17-20 → Os espias fazem um acordo, de que se não fossem denunciados, Raabe e todos que estivessem dentro da casa dela seriam salvos, do contrário eles ficariam desobrigados do acordo.

Josué 2:21a → Raabe concorda.

Josué 2:18 → Os espias combinam que o cordão vermelho na janela seria o sinal pedido por Raabe.

Josué 2:1 → Os 2 espias dormem na casa de Raabe.

Josué 2:16,21,15 → Raabe orienta aos espias a se esconderem no monte por 3 dias e depois seguirem caminho. Ela pega o cordão vermelho e ata na janela para fazê-los descer.

Josué 2:22 → Os guardas reais de Jericó voltam sem achar os espias.

Josué 2:22 → Os espias fazem como Raabe orientou: ficam 3 dias escondidos no monte, chegam ao acampamento israelita são e salvos, e dão o relatório a Josué.

Josué 6:22-25 → A família de Raabe se hospeda na casa de Raabe e ficam lá até Jericó ser conquistada. Enquanto Israel rodeava Jericó, eles viam o cordão vermelho pendurado. A parte do muro onde ficava a casa de Raabe foi a única parte do muro que ficou de pé. Os 2 espias retiram a Raabe, sua família e seus bens. Eles ficaram fora do arraial até purificar-se. Raabe se casou com Salmon, príncipe em Judá (Mt 1:5).

A TRAVESSIA PELO MEIO DO RIO JORDÃO
Josué 3 e 4 → Deus avisa a Josué como seguiriam viagem pelo meio do Rio Jordão, de Sitim partem e param em frente ao Rio Jordão cheio. Josué pede para o povo se santificar. No dia seguinte os sacerdotes saem na frente com a Arca da Aliança, quando tocam os pés na água, a água forma um paredão de um lado e escorre para o mar do outro, os sacerdotes param no meio do rio esperando todo o povo passar a 1 km de distância. Josué ordena aos 12 príncipes das tribos para retirarem 12 pedras do meio do leito seco do rio para servir de testemunho. Esse grande milagre teve como objetivo mostrar ao povo que Deus era com Josué.

GIBEATE-ARALOTE E GILGAL
Josué 5:1-9 → “Gibeate-Aralote” significa “Monte dos Prepúcios”, lugar onde os israelitas que nasceram no deserto se circuncidaram. Esse local era próximo a “Gilgal”, nome dado pelos israelitas, que significa “revolver”, porque o SENHOR disse a Josué que havia tirado a vergonha da escravidão do povo no Egito. Gilgal também traz o significado de “Círculo de Pedras”, provável local onde ficaram as pedras de testemunhos retiradas do meio do rio Jordão.

A CELEBRAÇÃO DA PÁSCOA E O MANÁ:

Josué 5:10-12 → Dia 14 de abibe, ano 1422 a.C., o povo celebrou a páscoa.

Josué 5:11 → No dia 15 de abibe, o povo comeu do fruto da terra, pães asmos e espigas tostadas.

Josué 5:12 → No dia 16, o maná cessou.

O PRÍNCIPE DO EXÉRCITO DO SENHOR E JOSUÉ
Josué 5:13-15 → O Príncipe do Exército do SENHOR, aceitou a adoração de Josué, o que significa que Aquele era o Filho de Deus. Essa aparição do Príncipe do Exército do SENHOR nas proximidades de Jericó, Sua identificação e ordem de descalçar as sandálias, significou para Josué, o mesmo que havia significado para Moisés no Monte Horebe, as Palavras de Deus na sarça ardente e os pés descalçados. A posição de liderança deles era totalmente submissa a Deus.

A CONQUISTA EM JERICÓ
Josué 6 → O Senhor dá ordens específicas a Josué:

  1. Por 6 dias os homens de guerra rodeiam Jericó 1 vez

  2. No 7º dia, 7 sacerdotes, com 7 buzinas de carneiros, seguido pelos sacerdotes segurando a Arca da Aliança, e após os homens de guerra, rodeiam os muros 7 vezes.

  3. Na 7ª vez, as buzinas tocam, o povo grita, os muros caem e os guerreiros avançam para destruírem Jericó.

  4. De Jericó salvar somente a Raabe, sua família, seus bens e o ouro, prata, vasos de metal e ferro, que seriam consagrados ao SENHOR.

A CONQUISTA EM AI
Josué 7 e 8:1-29 → Ai, era uma cidade pequena e desprotegida. Josué envia alguns espias e segundo o relato 3mil guerreiros bastavam para conquistá-la. 36 soldados foram feridos, e a tropa voltou envergonhada. Deus revela a Josué que o motivo da derrota foi o pecado escondido. Lançaram sortes e descobriram que Acã havia ficado com 1 capa babilônica, 2,5kg de prata, 1 barra de ouro com pouco mais de 500g de Jericó. Acã, com sua família, capa, prata e ouro, morreram apedrejados e queimados no Vale de Acor (Vale do Conturbado).
O SENHOR ordena como conquistariam:

  1. Armar emboscada atrás da cidade com parte do exército.

  2. O exército principal ataca Ai e depois se deixa ser perseguido, levando o exército inimigo para longe da cidade.

  3. O exército que estava atrás da cidade, invade a cidade desprotegida e a incendeia.

  4. Dessa vez era permitido ficar com os despojos: tesouros e animais.

12 mil habitantes de Ai morreram, e seu rei foi enforcado.

RENOVAÇÃO DA ALIANÇA
Josué 8:30-35 → A cerimônia da bênção e maldição sobre os Montes Ebal e Gerizim foi realizada conforme a ordem do SENHOR (Dt 11:26-32; 27:11-26, 28). A Lei foi escrita e lida para todo o povo.

OS GIBEONITAS ENGANAM JOSUÉ E OS PRÍNCIPES
Josué 9 e 10:2 → Gibeão era uma cidade real, grande, com mais outras 3 cidades sob seu domínio, Cefira, Beerote e Quiriate-Jearim, e todos os seus homens eram valentes. Ao ouvir os grandes feitos do SENHOR, temeram ser destruídos e usaram de engano. Eles foram a Gilgal, onde estava o acampamento de Israel, e disseram ser de uma cidade longe dali e conseguiram fazer aliança de paz com Josué e os príncipes de Israel, porque estes não consultaram ao SENHOR. O povo não ficou satisfeito quando descobriu que eles seriam a próxima cidade a ser conquistada. Josué e os príncipes, então, mantiveram a vida deles, mas fizeram dos gibeonitas rachadores de lenha e tiradores de água para o povo e para o altar.

A GUERRA CONTRA 5 REIS
Josué 10:1-27 → Esses 5 reis se juntaram e atacaram Gibeão por fazer aliança com Israel:

  1. Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém

  2. Hoão, rei de Hebrom

  3. Pirão, rei de Jarmute

  4. Jafia, rei de Laquis

  5. Debir, rei de Eglom

Os gibeonitas pedem ajuda a Israel, Josué com o exército de Israel saem ao socorro e pegam os 5 reis com seus exércitos desprevenidos. Eles ficam conturbados e o SENHOR pelejou por Israel.
2 milagres aconteceram:

  1. Quando os exércitos inimigos fugiram uma saraiva de grandes pedras, enviadas pelo SENHOR, mataram mais homens do que à espada.

  2. O sol e a lua não seguiram seu curso natural por aproximadamente 12h a mais, porque SENHOR atendeu ao pedido de Josué. Esse foi o dia mais longo da história da humanidade.

Os 5 reis se esconderam numa cova em Maquedá, Josué enforcou os 5 reis e deixou eles pendurados no madeiro até a tarde, conforme Deuteronômio 21:22-23.

MAIS 7 CIDADES SÃO CONQUISTADAS
Josué 10:28-43 → Josué e o exército de Israel avançaram conquistando as cidades de Cades-Barnéia a Gaza, de Gósen a Gibeão:

  1. Maquedá

  2. Libna

  3. Laquis

  4. Gezer

  5. Eglom

  6. Hebrom

  7. Debir

A GUERRA CONTRA JABIM, REI DE HAZOR, E SEUS CONFEDERADOS
Josué 11 → Jabim, rei de Hazor, convocou: Jobabe, rei em Madom, o rei de Sinrom, o rei de Acsafe, os reis do norte em Arabá, Sefelá, Nafote-Dor, cananeus do leste a oeste, amorreus, hititas, ferezeus, jebuseus das montanhas, heveus do Hermom; para unirem seus exércitos contra Israel. Deus falou a Josué que os derrotaria. Josué matou a Jabim à espada e queimou ele e a cidade de Hazor. Todos esses povos foram destruídos à espada, os israelitas ficaram com os despojos, somente não destruíram as cidades que ficavam nas colinas. Tudo conforme a ordem de Deus (Dt 20:10-20).

EXTENSÃO TERRITORIAL E REIS CONQUISTADOS
Josué 12:1-6 → reis destruídos por Moisés são listados:

  1. Seom, rei dos amorreus, em Hermom e suas cidades

  2. Ogue, rei em Basã e suas cidades

Josué 12:7-8 → A extensão territorial conquistada abrangia o atual Estado de Israel, a Faixa de Gaza, parte do Egito, a Síria, a Jordânia e a Cisjordânia, no Oriente Médio.

Josué 12:7-24 → 31 reis destruídos por Josué são listados pelos seus reinos:

  1. Jericó

  2. Ai

  3. Jerusalém

  4. Hebrom

  5. Jarmute

  6. Laquis

  7. Eglom

  8. Gezer

  9. Debir

  10. Geder

  11. Horma

  12. Arade

  13. Libna

  14. Adulão

  15. Maquedá

  16. Betel

  17. Tapua

  18. Hefer

  19. Afeca

  20. Lasarom

  21. Madom

  22. Azor

  23. Sinrom-Merom

  24. Acsafe

  25. Taanaque

  26. Megido

  27. Quedes

  28. Jocneão

  29. Dor, em Nafate-Dor

  30. Nações de Gilgal

  31. Tirza

A REPARTIÇÃO DA TERRA CONQUISTADAS
Josué 13-19 → Realizada por sortes, pelo sacerdote Eleazar, Josué e os líderes de cada tribo.

ORDEM DE RECEBIMENTO DA HERANÇA

TRIBOS

CIDADES CONQUISTADAS

GENTIOS NÃO EXPULSOS

1

1 (Moisés)

Rúben

Seom, Moabe

2

2 (Moisés)

Gade

Ogue, Gileade

3

3 (Moisés)

Metade da tribo de Manassés

Gileade, Basã

Gesureus e maacatitas

4

1 (Josué)

Judá

93 cidades

Jebuseus em Jerusalém

5

2 (Josué)

José: Efraim e a outra metade da tribo de Manassés

Terras altas centrais da Palestina, 10 quinhões para Manassés

Cananeus de Gezer, ficaram como tributários

6

1 (velhice de Josué)

Benjamim

26 cidades e suas aldeias

7

2 (velhice de Josué)

Simeão

17 cidades e suas aldeias

8

3 (velhice de Josué)

Zebulom

12 cidades e suas aldeias

9

4 (velhice de Josué)

Issacar

16 cidades e suas aldeias

10

5 (velhice de Josué)

Aser

22 cidades e suas aldeias

11

6 (velhice de Josué)

Naftali

19 cidades e suas aldeias

12

7 (velhice de Josué)

18 cidades e suas aldeias

ACSA
Josué 15:16-19 → Acsa, antes de se mudar para a terra que seu pai, Calebe, havia dado a Otniel e a ela, foi inspecioná-la, e verificou a falta de água. Então, pediu ao pai uma terra com fontes de águas, o qual foi concedido por Calebe, fontes de águas nos montes e vales.

A PEDRA DE BOÃ
Josué 15:6 e 18:17 → Provável marco de sepultura em memória à vida de Boã, filho de Rúben. Essa pedra fazia divisa entre os territórios de Judá e Benjamim.

AS FILHAS DE ZELOFEADE
Josué 17:3-6 → As filhas de Zelofeade (Números 27:1-17 e 36) voltam agora a Josué para requerer sua herança. Elas receberam suas heranças em sua tribo, Manassés. Foram as primeiras herdeiras do sexo feminino em Israel.

LOCAL DO TABERNÁCULO
Josué 18:1 → O povo partiu de Gilgal e se concentrou em Siló, enquanto esperava a terra ser conquistada e distribuída. O Tabernáculo foi armado definitivamente em Siló, território da tribo de Efraim. Foi em Siló que foi lançado sorte para a distribuição das terras.

3 HOMENS DE CADA TRIBO SÃO ESCOLHIDOS PARA MEDIR A TERRA
Josué 18:4,9 → 36 israelitas mediram a terra e registraram tudo num livro em 7 partes.

AS TERRAS ESCOLHIDAS POR JOSUÉ E CALEBE
Josué 14:6-15; 15:12-19; 19:49-50 → Calebe escolheu a cidade que há 40 anos tinha espiado, Hebrom. Seu sobrinho, Otniel, conquistou Debir e se casou com sua filha Acsa. Josué pediu a cidade de Timnate-Sera, a qual reedificou e habitou.

AS CIDADES DO REFÚGIO E DOS LEVITAS
Josué 20-21 → Conforme a ordem de Deus são separadas cidades e o campo ao redor, em cada tribo para os levitas, como também as cidades de refúgio ao homicida culposo, que ficava na responsabilidade dos levitas.

LEVITAS

CIDADES DOS LEVITAS NAS TRIBOS

CIDADE DE REFÚGIO

Coatitas da família de Arão

(sacerdotes)

9 em Judá* & Simeão

4 em Benjamim

TOTAL: 13 cidades

*Quiriate-Arba, em Hebrom na tribo de Judá

Coatitas

4 em Efraim*

4 em Dã

2 em Manassés ao oeste

TOTAL: 10 cidades

*Siquém, na tribo de Efraim

Gersonitas

2 em Manassés ao leste*

4 em Issacar

4 em Aser

3 em Naftali*

TOTAL: 13 cidades

*Golã, em Basã, na tribo de Manassés

*Quedes, na Galileia, na tribo de Naftali

Meraritas

4 em Zebulom

4 em Rúben

4 em Gade*

TOTAL: 12 cidades

*Ramote, em Gileade, na tribo de Gade

DESTAQUE PARA JOSUÉ 21:45:

“Palavra alguma falhou de todas as boas coisas que o Senhor falou à casa de Israel;
tudo se cumpriu.” Josué 21:45

EDE, O ALTAR DE TESTEMUNHO
Josué 22 → Josué abençoou e despediu as 3 tribos, Rúben, Gade e metade de Manassés, que tinham suas possessões ao leste. Essas 3 tribos erigiram um altar por nome “Ede”, “testemunho”, sem comunicar às outras tribos. Isso gerou problemas, pois a ordem do SENHOR era de que o único altar erigido era no Santuário (que ficou em Siló) e as demais tribos não sabendo do motivo queriam guerrear contra eles, receando o juízo de Deus. O sacerdote Eleazar, os príncipes e líderes de cada tribo foram antes à Rúben, Gade e Manassés, inquirir sobre o altar. Ao saberem da resposta os ânimos se acalmaram e então, o altar ficou, não para sacrifícios e holocausto, mas como testemunho de que as 3 tribos ao leste, pertenciam ao povo e herança do SENHOR.
CHAMPLIN (2000), nos oferece algumas considerações sobre o assunto.
Princípios Ensinados pelo Incidente:

1. É bom sermos zelosos quanto à verdadeira espiritualidade.

2. É bom buscarmos a unidade com base na retidão.

3. Discussões abertas e francas podem esclarecer muitos pseudoproblemas.

4. Devemos aproximar-nos dos ofensores com espírito de gentileza, e não com arrogância (Gl. 6.1).

5. Uma resposta suave (gentil) desvia a ira (Pv 15.1), e assim podem ser evitados tanto a ira quanto os pensamentos descaridosos.

6. As bênçãos de Deus são derramadas sobre aqueles que andam em concórdia, exercendo sua fé religiosa em meio à verdade e à sinceridade.

7. A presença de Deus faz-se necessária para que haja alguma espiritualidade legítima. O altar do Senhor deve estar em nosso coração.

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Josué 23 → Josué exorta o povo a seguir e obedecer a Deus, provavelmente essa reunião aconteceu em Siló.

Josué 24:26-28 → Josué erigiu uma grande pedra como testemunho debaixo do carvalho, junto ao Santuário, em Siló. As palavras dele e do povo ficaram registradas na lei de Deus.

Josué 24:1-25 → Josué faz aliança com o povo de servirem unicamente a Deus. O local dessa reunião foi em Siquém, local onde os ossos de José foram enterrados (Gn 50:24-25; Êx 13:19).

Josué 24:26-28 → Josué erigiu uma grande pedra como testemunho debaixo do carvalho, junto ao Santuário, em Siló.

JOSUÉ MORRE
Josué 24:29-31 → Josué viveu 110 anos, foi enterrado na terra que recebeu em herança, Timnate-Sera, no Monte de Efraim (sua tribo). A morte do sacerdote Eleazar também é registrada.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Versão Almeida Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: CPAD, 2010.

BÍBLIA SAGRADA: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Josué. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

DAVIS, John D.. Dicionário da Bíblia. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1965.

Estudo da Bíblia: Deuteronômio 1-17

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: Deuteronômio é forma portuguesa da palavra grega “segunda lei”, Δευτερονόμιον, “Deuteronómion”, significando a segunda vez que a lei foi escrita. Em hebraico o livro se chama “Devarim” (Palavras) vem do primeiro versículo do livro ( “Elleh ha-devarim” Estas são as palavras), é também chamado de “Mishneh Torah”, que significa “repetição” ou “cópia da lei” (Dt 17:18).
AUTOR: Moisés e Josué
DATA: 1047 a.C.
CAPÍTULOS TOTAIS: 34
CONTEÚDO: Repetição de diversas leis.

11 JORNADAS → Comparação de versículos:

DEUTERONÔMIO 1:2-3

ARC

NVT

“Onze jornadas há desde Horebe, caminho da montanha de Seir, até Cades-Barneia. E sucedeu que, no ano quadragésimo, no mês undécimo, no primeiro dia do mês, Moisés falou aos filhos de Israel, conforme tudo o que o SENHOR lhe mandara acerca deles”

“Normalmente, são necessários apenas onze dias para viajar do Monte Sinai* até Cades-Barneia pelo caminho de Seir.

No entanto, quarenta anos depois da saída do Egito, no primeiro dia do décimo primeiro mês, Moisés se dirigiu aos israelitas e lhes transmitiu tudo o que o SENHOR havia ordenado.”

*Em hebraico é “Horebe”

DEUTERONÔMIO 1:12-15 → Moisés relata como foi auxiliado na liderança, nada era imposto, o povo analisava as palavras e tomavam a decisão de seguir.

EDOM, MOABE E AMON
Deuteronômio 2 → Os israelitas foram proibidos por Deus de tocar nesse povo ou em suas terras.

POVO

TERRAS INTOCÁVEIS

COMO FOI CONQUISTADA

EDOM, é Esaú, filho de Isaque (Gênesis 25:25-26; 36:8)

Montanha de Seir

Os edomitas lutaram para expulsar os horeus (Dt 2:12), caftorins e aveus (Dt 2:23).

MOABE, filho de Ló (Gn 19:30-38)

Ar

Os moabitas dominaram os gigantes anaquins, chamados de “emins”, nome em hebraico que significa “temidos” (Dt 2:9-11).

AMON, filho de Ló (Gn 19:30-38)

Amon

Os amonitas dominaram os gigantes, chamados de “zanzumins”, nome em hebraico que significa “poderosos” ou “vigorosos” (Dt 2:20).

POVOS E CIDADES CONQUISTADOS NO TEMPO DE MOISÉS
Deuteronômio 2:22-36 → Hesbom, Aroer, Arnom, Gileade, Midiã, Basã, 60 cidades, Argobe, Salca e Edrei, Hernom (também chamada de Siriom ou Senir), Quinerete, Asdote-Pisga (Dt 4:49).

O “NÃO” DE DEUS AO PEDIDO DE MOISÉS
Deuteronômio 3:26 → Deus mandou Moisés falar à rocha, mas ele feriu segunda vez a rocha (Êx 17:1-2; Nm 20:2-13). A rocha tinha um significado espiritual, representava Cristo, que só podia ser ferido 1 vez na cruz do calvário. A desobediência à ordem de Deus, privou Moisés de entrar na Terra Prometida.

MOISÉS OLHA A TERRA PROMETIDA NO MONTE PISGA (DT 3:27)

Deuteronômio 4:1-40 → Moisés alerta o povo a:

  • Lembrar das ordens de Deus

  • Guardar o cumprimentos das ordens divinas

  • Não fazer imagens de esculturas, nem adorá-las

Destaque para os versículos:

“Pois, que nação há tão grande, que tenha deuses tão chegados como o Senhor nosso Deus, todas as vezes que o invocamos?” Dt 4:7

“Porque o Senhor teu Deus é um fogo que consome, um Deus zeloso.” Dt 4:24

“Então dali buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.” Dt4:29

3 CIDADES DE REFÚGIO → Deuteronômio 4:41-49

TRIBOS

CIDADES DE REFÚGIO

RÚBEN

Bezer, no deserto

GADE

Ramote, em Gileade

MANASSÉS

Golã, em Basã

MOISÉS ENSINA A LEI DO SENHOR
Deuteronômio 5:1-21

  1. Não terás outros deuses

  2. Não farás imagens de escultura nem as adorarás

  3. Não tomarás o nome do SENHOR em vão

  4. Guardarás o sábado

  5. Honra teu pai e tua mãe

  6. Não matarás

  7. Não adulterarás

  8. Não furtarás

  9. Não dirás falso testemunho contra teu irmão

  10. Não cobiçarás

JESUS CITA A LEI

“Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.” Deuteronômio 6:5

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” Mateus 22:37

“O SENHOR te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem.” Deuteronômio 8:3

“E Jesus lhe respondeu, dizendo: Está escrito que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra de Deus.” Lucas 4:4

“Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que hoje te ordeno, para o teu bem?” Deuteronômio 10:12,13

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” Mateus 22:37


7 POVOS A SEREM REMOVIDOS DE CANAÃ
Deuteronômio 7:1 → 1. Heteus; 2. Girgaseus; 3. Amorreus; 4. Cananeus; 5. Perizeus; 6. Heveus; 7. Jebuseus

MOTIVO DESSES 7 POVOS SEREM REMOVIDOS
“Não é por causa da tua justiça, nem pela retidão do teu coração que entras a possuir a sua terra, mas pela impiedade destas nações o Senhor teu Deus as lança fora, de diante de ti, e para confirmar a palavra que o Senhor jurou a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó.” Deuteronômio 9:5 (grifo nosso)

  1. A injustiça dos povos: “E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia.” Gênesis 15:16

  2. Uma promessa divina: “E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera.” Gênesis 12:7

BÊNÇÃOS PARA OS OBEDIENTES

MALDIÇÃO PARA OS DESOBEDIENTES

Deuteronômio 7:13-16 → Amor, bênção, filhos, boas colheitas, aumento da fazenda, fertilidade, saúde, vitória entre os povos ao redor.

Deuteronômio 11:8-15 → Conquista da terra, dias prolongados, terra produtiva, chuva temporã e serôdia, fartura de alimento.

Deuteronômio 8:19 → Quem esquece do SENHOR perece.

Deuteronômio 11:16-17 → Ira do SENHOR, sem chuva, sem colheita.

MURMURAÇÕES E INFIDELIDADE DO POVO
Deuteronômio 9:8-21 → O povo adora à imagem do bezerro em Horebe
Deuteronômio 9:22 → Provocações em Tabera (Números 11:3), Massá (Êxodo 17:1-7) e Quibrote-Hataavá (Números 11:34).
Deuteronômio 9:23-24 → Os 10 espias e o povo desacreditam da promessa de Deus.
Deuteronômio 11:6 → Datã e Abirão foram tragados pela terra, por sua rebelião

A VOCAÇÃO DE LEVI
Deuteronômio 10:8-9 → Separados para levar a Arca da Aliança, para estarem diante do SENHOR, para servirem ao SENHOR, para abençoar o povo em nome do Senhor, sem herança terrena, o SENHOR é a porção dos levitas.

MIQUÉIAS CITA A LEI

“Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que hoje te ordeno, para o teu bem?” Deuteronômio 10:12,13

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?” Miquéias 6:8

A JUSTIÇA DE DEUS
Deuteronômio 10:17-19 → Deus não faz acepção de pessoas, faz justiça ao órfão e à viúva, ama o estrangeiro dando pão e roupa.

O MONTE DA BÊNÇÃO E O MONTE DA MALDIÇÃO
Deuteronômio 11:26-32 → Uma cerimônia foi ordenada por Moisés, de proferir as bênçãos do SENHOR no Monte Gerizim, um monte fértil e bem regado; e de proferir as maldições no Monte Ebal, que distava do Monte Gerizim cerca de 8km e era seco e infértil.

PROIBIÇÕES:

🚫Proibido comer carne com sangue (Dt 12:16, 22-23)

🚫Proibido sacrificar fora do local estabelecido por Deus (Dt 12:10-12)

🚫Proibido comer os dízimos, primícias e ofertas fora da presença do SENHOR (Dt 12:17)

🚫Proibido abandonar os levitas (Dt 12:19)

🚫Proibido seguir sinal, prodígio ou profecia de quem prega o servir a outros deuses (Dt 13)

🚫Proibido dar golpe e raspar o cabelo acima da testa em sinal de luto (Dt 14:1)

🚫Proibido comer animais imundos (Dt 14:3-21)

🚫 Proibido plantar bosque junto ao altar e levantar estátuas (Dt 16:21-22)

🚫 Proibido sacrificar animais com defeito, sob risco de pena de morte (Dt 17:1-7)

NADA A ACRESCENTAR, NADA A TIRAR

Deuteronômio 12:32

Apocalipse 22:19

“Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás.”

“E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.”

OS DÍZIMOS
Deuteronômio 14:22-29 → O SENHOR ordenou que anualmente, na data marcada, era para comparecer diante do Tabernáculo, para oferecer as primícias, 10% dos ganhos e holocaustos e comer diante do SENHOR. Se tais ofertas fossem muitas e o caminho extenso, a pessoa podia vender as ofertas e depositar o dinheiro nas mãos do sacerdote. Os dízimos e ofertas serviam de auxílio aos levitas, estrangeiros, viúvas e órfãos.
Objetivo de dar os dízimos: Aprender a temer ao SENHOR todos os dias (Dt 14:23)

ANO DA REMISSÃO, ou ANO DO JUBILEU, ou ANO SABÁTICO

Significado segundo o Dicionário Aurélio de REMISSÃO:

1. Ato ou efeito de remitir.(perdoar; dar-se como pago de; restituir, ceder)

2. Disposição para desobrigar o cumprimento de uma obrigação ou pena.

3. Ato de remeter.

4. Ação de transferir a atenção do leitor ou consulente para outro texto ou outra parte do texto.

5. Falta de energia.

6. Diminuição do sofrimento ou do cansaço.

7. Diminuição momentânea dos sintomas de uma doença.

8. Desaparecimento da febre entre os acessos de malária.

9. sem remissão: inexoravelmente, impreterivelmente.

Deuteronômio 15 → Eram contados de 7 em 7 anos, no 7º ano eram observadas as seguintes ordens:

  • Agricultura e pecuária eram deixados de lado no 7º ano (Lv 25:4-7)

  • O que os israelitas emprestavam cobravam de volta aos estrangeiros, entretanto quando emprestado aos próprios israelitas não se cobrava de volta (Dt 15:1-11)

  • Um podia ficar escravo por 6 anos, no 7º o senhor dava alforria e ainda o despedia com colheitas, animais. Se o escravo hebreu quisesse permanecer com seu senhor, passava por um ritual de furar as orelhas – Escravo de Orelhas Furadas (Dt 15:12-18)

  • Todo animal primogênito sem defeito era separado para ser oferecido ao SENHOR no 7º ano.

Obs.: Eram contados 7 anos vezes 7 anos: 49 anos, no 50º ano era celebrado o Pentecostes.

3 FESTAS ANUAIS REALIZADAS AO REDOR DO TABERNÁCULO

Deuteronômio 16 → Todos os israelitas deveriam sair de suas tribos e comparecer no local onde estivesse o Tabernáculo para as seguintes celebrações:

  1. Páscoa (Dt 16:1-8): Celebrada no 1º mês, no dia 14. Os 7 dias seguintes eram celebrados comendo pães sem fermento. Era determinado um holocausto conforme Números 28:16-25.

  2. A Festa da Colheita, ou Festa das Semanas, e Pentecostes (Dt 16:9-12): Era celebrada 7 semanas depois do primeiro dia da colheita. [Geralmente começava-se a colher na metade do 1º mês, Abibe, então, tornou-se comum contarem 50 dias após o dia 14, o dia da celebração da Páscoa. E o 50º dia após a colheita era o Pentecostes.] As ofertas oferecidas ao SENHOR eram voluntárias. Era determinado um holocausto conforme Números 28:26-31.

  3. Festa dos Tabernáculos ou Festa das Cabanas (Dt 16:13-17): Era celebrada por 7 dias, no 7º mês, todos os israelitas ao redor do Tabernáculo, em cabanas. Para cada dia era ofertado ao SENHOR um holocausto conforme Números 29:12-40.

A INSTITUIÇÃO DE JUÍZES
Deuteronômio 16:18-22, 17:8-13 → Deus ordena que os israelitas pusessem juízes e oficiais para julgarem o povo com justiça. Quando havia uma questão difícil, os israelitas deviam consultar ao sacerdote e juiz no Tabernáculo. Aquele que não fizesse conforme o juízo, seria condenado a morte.

ORDENS DE DEUS PARA QUANDO O POVO INSTITUÍSSE UM REI
Deuteronômio 17:14-20 → O povo pediria um rei e Deus escolheria um homem israelita.
Lei para os futuros reis: Não podia ter muitos cavalos, nem fazer o povo voltar ao Egito, não podia ter muitas mulheres. O rei teria de ler a Lei de Deus todos os dias.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Versão Almeida Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: CPAD, 2010.

Bíblia Sagrada: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Deuteronômio. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário da língua portuguesa. 5. ed. Curitiba: Positivo, 2010.

Bible Journaling em Português

bible-journaling-lisland

Reuni ilustrações em PDF inspiradas em Bíblias americanas ilustradas, como: “Inspire”, “My Creative Bible”, “The Promises of God Creative Journaling Bible”, “Beautiful Word Bible”.

Enquanto esperamos uma Bíblia brasileira como essas, nos divertimos com ilustrações gratuitas disponibilizadas pelo Freepik e Supercoloring. Clique no link do PDF abaixo para imprimir e pintar:

Estudo da Bíblia: Livro do Êxodo 31-40

A ENTREGA DAS TÁBUAS

  1. Êx 24:18 → Moisés passa 40 dias e 40 noites no Monte de Deus (Moisés quebra as tábuas e volta ao Monte)

  2. Êx 34:28 → Moisés passa outros 40 dias e 40 noites no Monte de Deus, sem comer e nem beber (Novas tábuas, mesmos mandamentos)


OS SÁBADOS EM ÊXODO:

  1. Dia de Sábado (Êx 20:8-11; 31:12-17): Começa às 18h do sexto dia até às 18h do dia seguinte. Objetivo de descansar, honrar a Deus, refletir sobre o concerto de Deus com Israel, comemorar o término da criação de Deus;
  2. Ano Sabático (Êx 23:10-11): comemorado após o 6º ano de plantio, a cada 7 anos. Objetivo de descansar a terra, perdoar dívidas, libertar hebreus escravizados por causa das dívidas.

ORDENS DO SENHOR NA 1ª VEZ QUE MOISÉS SOBE AO MONTE (Êx 24 – 31)

  • As tábuas com os 10 Mandamentos;

  • Guardar os sábados;

  • Como fazer o Tabernáculo;

  • Como fazer as vestes sacerdotais e consagração.

ORDENS DO SENHOR NA 2ª VEZ QUE MOISÉS SOBE AO MONTE (Êx 34:1-24)

  • Outras tábuas com os 10 Mandamentos

  • O Pacto:

O PACTO

O SENHOR

O POVO

PROMESSAS CONDICIONAIS

SIM

NÃO

Operação de maravilhas

Guardem a ordem do SENHOR

Não façam concerto com os moradores da Terra Prometida

Lançar fora os povos

Guardem os 7 dias de pães asmos no mês de Abibe

Não adorem os deuses dos pagãos

Destruição e desmoralização dos deuses pagãos

Resgatem os primogênitos

Não se casem com eles

Alargar teus termos

Guardem o sábado

Não façam deuses de fundição

Festejem as 3 festas anuais (sega, colheita, asmos), compareçam diante do SENHOR

Não cozinhem o animal com o leite da mãe

Tragam as primícias dos frutos da terra

Êx 34:29-35 → O rosto resplandece

Êx 35 → Moisés anuncia todas as ordens de Deus para o povo


A OFERTA VOLUNTÁRIA PARA A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO (Êx 35:5-9)

OFERTA: Ouro, e prata, e cobre; pano azul, púrpura, e carmesim; linho fino; pelos de cabras, peles de carneiros tingidas de vermelho, peles de texugos; madeira de cetim; azeite e especiarias; pedras sardônicas e pedras de engaste.

OFERTANTES: Todo o povo; mulheres; príncipes (Êx 35:25-29)

CENSO DOS OFERTANTES (Êx 38:26 & Êx 30:15): Para qualquer censo era exigido a oferta de meio siclo. 603.550 homens, acima de 20 anos, fizeram ofertas.

ITAMAR PRESTA RELATÓRIO DE ENTRADAS E SAÍDAS DA ARRECADAÇÃO (Êx 38:21-26)

ENTRADAS:

  • OURO: 1.000 kg

  • PRATA: 3.430 kg

  • BRONZE: 2.425 kg

SAÍDAS:

  • PRATA: 3.400 kg – bases da tenda e da cortina + 30 kg – cabos, ganchos e parte superior dos postes

  • BRONZE: 2.425 kg – bases da entrada da tenda, em volta do pátio; altar de bronze; grelha; utensílios para o altar; estacas do pátio ao redor da tenda.


CHAMADOS PARA A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO

Êx 31:1-11 & Êx 35:25-27, 30-35 → Bezalel, Aoliabe, sábios de coração – Deus dá sabedoria para construir o Tabernáculo e disposição para ensinar. Tudo foi feito conforme Deus mostrou a Moisés. Tipo de trabalhadores: Artífice, arquiteto, fabricador de móveis, design do produto, engenheiro, mestre de obras, bordador, tecelão, marceneiro, decorador, costureiras.


COMPARAÇÃO DOS VERSÍCULOS:

ARC

NTLH

Êxodo 34:5

E o SENHOR desceu numa nuvem e se pôs ali junto a ele; e ele apregoou o nome do SENHOR.

O SENHOR desceu numa nuvem, ficou ali com Moisés e disse qual era o seu nome, isto é, o SENHOR.

Êxodo 34:25

Não sacrificarás o sangue do meu sacrifício com pão levedado, nem o sacrifício da Festa da Páscoa ficará da noite para a manhã.

Quando me oferecerem um animal em sacrifício, não tragam pão feito com fermento, nem guardem para o dia seguinte o que sobrar do animal oferecido na Festa da Páscoa.

A SABEDORIA DOS PEDIDO DE MOISÉS

Êx 32:11-13 e 31, 33:31 → Moisés apela para as promessas de Deus, para o amor de Deus por ele, para a glória do nome do SENHOR.

Êx 33:18-23, 34:35 → Moisés vê a glória de Deus pela fenda da rocha e fica com o rosto resplandecente.


COMPORTAMENTO DO POVO:

  1. Tirar atavios em sinal de tristeza (Êx 33:4-5)

  2. Ouvir as Palavras de Deus em pé (Êx 33:8)

  3. Se prostar enquanto Deus falava a Moisés na nuvem no Tabernáculo (Êx 33:9-10)

  4. Comportamento de Josué: Não se apartava do meio do Tabernáculo (Êx 33:11)


Êx 36 – 39 → A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO – Conforme tudo o que o SENHOR ordenou a Moisés
Tabernáculo, tenda, e móveis; colchetes, tábuas, varais, colunas, bases; coberta de peles de carneiro tintas de vermelho, coberta de peles de texugos, véu da coberta; a arca da Aliança, seus varais, e propiciatório; mesa com todos os seus utensílios e os pães da proposição; o castiçal puro com suas lâmpadas, e todos os seus utensílios, e o azeite para a luminária; altar de ouro, azeite da unção, incenso aromático, coberta da porta da tenda; altar de cobre, crivo de cobre, seus varais, e todos os seus utensílios; pia, e sua base; cortinas do pátio, suas colunas, suas bases, coberta da porta do pátio, suas cordas, seus pregos, e todos os utensílios do serviço do tabernáculo, para a tenda da congregação; vestes do ministério para ministrar no santuário; vestes santas dos sacerdotes.

Êx 40:2 → DIA DA INAUGURAÇÃO DO TABERNÁCULO: 01/01/02 (2º ano após a saída do Egito)

Êx 40:3-8 → Ordem da arrumação do Tabernáculo

  1. Arca da Aliança

  2. Véu

  3. Mesa, pães

  4. Candelabro, lâmpadas acesas

  5. Altar de Incenso

  6. Porta do Tabernáculo

  7. Altar de Holocausto

  8. Pia entre o Tabernáculo e o Altar de Holocausto, água

  9. Pátio e porta

  10. Ungir tudo com o azeite: vasos, altar, pia e base

  11. Lavar Arão e seus filhos com água, vesti-los com as vestes santas, ungir e santificar.


A NUVEM

Êx 40:34-38 → A Nuvem cobriu o tabernáculo, depois ficava sobre o Tabernáculo; quando o povo tinha de partir a Nuvem se levantava

O Fogo ficava sobre o Tabernáculo à noite.

Êx 40:16 → Moisés obedecia a tudo que Deus lhe ordenava

Êx 40:18 → Moisés levantou o tabernáculo

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

BÍBLIA: A Bíblia da Mulher. Editora: SBB, 2014.

Bíblia do Pregador Pentecostal. Edição Revista e Corrigida, 4ª Ed. 2009 SBB. SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2016.

BÍBLIA: Almeida Revista e Corrigida, 2009. Disponível em: <http://bibliaevangelicaonline.com.br/biblia-evangelica-online-almeida-revista-e-corrigida-2009-arc/&gt;

BÍBLIA: Nova Tradução na Linguagem de Hoje. SBB online. Disponível em: <http://www.sbb.org.br/conteudo-interativo/pesquisa-da-biblia/&gt;

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Êxodo. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 1