Estudo da Bíblia: Deuteronômio 1-17

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: Deuteronômio é forma portuguesa da palavra grega “segunda lei”, Δευτερονόμιον, “Deuteronómion”, significando a segunda vez que a lei foi escrita. Em hebraico o livro se chama “Devarim” (Palavras) vem do primeiro versículo do livro ( “Elleh ha-devarim” Estas são as palavras), é também chamado de “Mishneh Torah”, que significa “repetição” ou “cópia da lei” (Dt 17:18).
AUTOR: Moisés e Josué
DATA: 1047 a.C.
CAPÍTULOS TOTAIS: 34
CONTEÚDO: Repetição de diversas leis.

11 JORNADAS → Comparação de versículos:

DEUTERONÔMIO 1:2-3

ARC

NVT

“Onze jornadas há desde Horebe, caminho da montanha de Seir, até Cades-Barneia. E sucedeu que, no ano quadragésimo, no mês undécimo, no primeiro dia do mês, Moisés falou aos filhos de Israel, conforme tudo o que o SENHOR lhe mandara acerca deles”

“Normalmente, são necessários apenas onze dias para viajar do Monte Sinai* até Cades-Barneia pelo caminho de Seir.

No entanto, quarenta anos depois da saída do Egito, no primeiro dia do décimo primeiro mês, Moisés se dirigiu aos israelitas e lhes transmitiu tudo o que o SENHOR havia ordenado.”

*Em hebraico é “Horebe”

DEUTERONÔMIO 1:12-15 → Moisés relata como foi auxiliado na liderança, nada era imposto, o povo analisava as palavras e tomavam a decisão de seguir.

EDOM, MOABE E AMON
Deuteronômio 2 → Os israelitas foram proibidos por Deus de tocar nesse povo ou em suas terras.

POVO

TERRAS INTOCÁVEIS

COMO FOI CONQUISTADA

EDOM, é Esaú, filho de Isaque (Gênesis 25:25-26; 36:8)

Montanha de Seir

Os edomitas lutaram para expulsar os horeus (Dt 2:12), caftorins e aveus (Dt 2:23).

MOABE, filho de Ló (Gn 19:30-38)

Ar

Os moabitas dominaram os gigantes anaquins, chamados de “emins”, nome em hebraico que significa “temidos” (Dt 2:9-11).

AMON, filho de Ló (Gn 19:30-38)

Amon

Os amonitas dominaram os gigantes, chamados de “zanzumins”, nome em hebraico que significa “poderosos” ou “vigorosos” (Dt 2:20).

POVOS E CIDADES CONQUISTADOS NO TEMPO DE MOISÉS
Deuteronômio 2:22-36 → Hesbom, Aroer, Arnom, Gileade, Midiã, Basã, 60 cidades, Argobe, Salca e Edrei, Hernom (também chamada de Siriom ou Senir), Quinerete, Asdote-Pisga (Dt 4:49).

O “NÃO” DE DEUS AO PEDIDO DE MOISÉS
Deuteronômio 3:26 → Deus mandou Moisés falar à rocha, mas ele feriu segunda vez a rocha (Êx 17:1-2; Nm 20:2-13). A rocha tinha um significado espiritual, representava Cristo, que só podia ser ferido 1 vez na cruz do calvário. A desobediência à ordem de Deus, privou Moisés de entrar na Terra Prometida.

MOISÉS OLHA A TERRA PROMETIDA NO MONTE PISGA (DT 3:27)

Deuteronômio 4:1-40 → Moisés alerta o povo a:

  • Lembrar das ordens de Deus

  • Guardar o cumprimentos das ordens divinas

  • Não fazer imagens de esculturas, nem adorá-las

Destaque para os versículos:

“Pois, que nação há tão grande, que tenha deuses tão chegados como o Senhor nosso Deus, todas as vezes que o invocamos?” Dt 4:7

“Porque o Senhor teu Deus é um fogo que consome, um Deus zeloso.” Dt 4:24

“Então dali buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.” Dt4:29

3 CIDADES DE REFÚGIO → Deuteronômio 4:41-49

TRIBOS

CIDADES DE REFÚGIO

RÚBEN

Bezer, no deserto

GADE

Ramote, em Gileade

MANASSÉS

Golã, em Basã

MOISÉS ENSINA A LEI DO SENHOR
Deuteronômio 5:1-21

  1. Não terás outros deuses

  2. Não farás imagens de escultura nem as adorarás

  3. Não tomarás o nome do SENHOR em vão

  4. Guardarás o sábado

  5. Honra teu pai e tua mãe

  6. Não matarás

  7. Não adulterarás

  8. Não furtarás

  9. Não dirás falso testemunho contra teu irmão

  10. Não cobiçarás

JESUS CITA A LEI

“Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.” Deuteronômio 6:5

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” Mateus 22:37

“O SENHOR te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem.” Deuteronômio 8:3

“E Jesus lhe respondeu, dizendo: Está escrito que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra de Deus.” Lucas 4:4

“Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que hoje te ordeno, para o teu bem?” Deuteronômio 10:12,13

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” Mateus 22:37


7 POVOS A SEREM REMOVIDOS DE CANAÃ
Deuteronômio 7:1 → 1. Heteus; 2. Girgaseus; 3. Amorreus; 4. Cananeus; 5. Perizeus; 6. Heveus; 7. Jebuseus

MOTIVO DESSES 7 POVOS SEREM REMOVIDOS
“Não é por causa da tua justiça, nem pela retidão do teu coração que entras a possuir a sua terra, mas pela impiedade destas nações o Senhor teu Deus as lança fora, de diante de ti, e para confirmar a palavra que o Senhor jurou a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó.” Deuteronômio 9:5 (grifo nosso)

  1. A injustiça dos povos: “E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia.” Gênesis 15:16

  2. Uma promessa divina: “E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera.” Gênesis 12:7

BÊNÇÃOS PARA OS OBEDIENTES

MALDIÇÃO PARA OS DESOBEDIENTES

Deuteronômio 7:13-16 → Amor, bênção, filhos, boas colheitas, aumento da fazenda, fertilidade, saúde, vitória entre os povos ao redor.

Deuteronômio 11:8-15 → Conquista da terra, dias prolongados, terra produtiva, chuva temporã e serôdia, fartura de alimento.

Deuteronômio 8:19 → Quem esquece do SENHOR perece.

Deuteronômio 11:16-17 → Ira do SENHOR, sem chuva, sem colheita.

MURMURAÇÕES E INFIDELIDADE DO POVO
Deuteronômio 9:8-21 → O povo adora à imagem do bezerro em Horebe
Deuteronômio 9:22 → Provocações em Tabera (Números 11:3), Massá (Êxodo 17:1-7) e Quibrote-Hataavá (Números 11:34).
Deuteronômio 9:23-24 → Os 10 espias e o povo desacreditam da promessa de Deus.
Deuteronômio 11:6 → Datã e Abirão foram tragados pela terra, por sua rebelião

A VOCAÇÃO DE LEVI
Deuteronômio 10:8-9 → Separados para levar a Arca da Aliança, para estarem diante do SENHOR, para servirem ao SENHOR, para abençoar o povo em nome do Senhor, sem herança terrena, o SENHOR é a porção dos levitas.

MIQUÉIAS CITA A LEI

“Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que hoje te ordeno, para o teu bem?” Deuteronômio 10:12,13

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?” Miquéias 6:8

A JUSTIÇA DE DEUS
Deuteronômio 10:17-19 → Deus não faz acepção de pessoas, faz justiça ao órfão e à viúva, ama o estrangeiro dando pão e roupa.

O MONTE DA BÊNÇÃO E O MONTE DA MALDIÇÃO
Deuteronômio 11:26-32 → Uma cerimônia foi ordenada por Moisés, de proferir as bênçãos do SENHOR no Monte Gerizim, um monte fértil e bem regado; e de proferir as maldições no Monte Ebal, que distava do Monte Gerizim cerca de 8km e era seco e infértil.

PROIBIÇÕES:

🚫Proibido comer carne com sangue (Dt 12:16, 22-23)

🚫Proibido sacrificar fora do local estabelecido por Deus (Dt 12:10-12)

🚫Proibido comer os dízimos, primícias e ofertas fora da presença do SENHOR (Dt 12:17)

🚫Proibido abandonar os levitas (Dt 12:19)

🚫Proibido seguir sinal, prodígio ou profecia de quem prega o servir a outros deuses (Dt 13)

🚫Proibido dar golpe e raspar o cabelo acima da testa em sinal de luto (Dt 14:1)

🚫Proibido comer animais imundos (Dt 14:3-21)

🚫 Proibido plantar bosque junto ao altar e levantar estátuas (Dt 16:21-22)

🚫 Proibido sacrificar animais com defeito, sob risco de pena de morte (Dt 17:1-7)

NADA A ACRESCENTAR, NADA A TIRAR

Deuteronômio 12:32

Apocalipse 22:19

“Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás.”

“E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.”

OS DÍZIMOS
Deuteronômio 14:22-29 → O SENHOR ordenou que anualmente, na data marcada, era para comparecer diante do Tabernáculo, para oferecer as primícias, 10% dos ganhos e holocaustos e comer diante do SENHOR. Se tais ofertas fossem muitas e o caminho extenso, a pessoa podia vender as ofertas e depositar o dinheiro nas mãos do sacerdote. Os dízimos e ofertas serviam de auxílio aos levitas, estrangeiros, viúvas e órfãos.
Objetivo de dar os dízimos: Aprender a temer ao SENHOR todos os dias (Dt 14:23)

ANO DA REMISSÃO, ou ANO DO JUBILEU, ou ANO SABÁTICO

Significado segundo o Dicionário Aurélio de REMISSÃO:

1. Ato ou efeito de remitir.(perdoar; dar-se como pago de; restituir, ceder)

2. Disposição para desobrigar o cumprimento de uma obrigação ou pena.

3. Ato de remeter.

4. Ação de transferir a atenção do leitor ou consulente para outro texto ou outra parte do texto.

5. Falta de energia.

6. Diminuição do sofrimento ou do cansaço.

7. Diminuição momentânea dos sintomas de uma doença.

8. Desaparecimento da febre entre os acessos de malária.

9. sem remissão: inexoravelmente, impreterivelmente.

Deuteronômio 15 → Eram contados de 7 em 7 anos, no 7º ano eram observadas as seguintes ordens:

  • Agricultura e pecuária eram deixados de lado no 7º ano (Lv 25:4-7)

  • O que os israelitas emprestavam cobravam de volta aos estrangeiros, entretanto quando emprestado aos próprios israelitas não se cobrava de volta (Dt 15:1-11)

  • Um podia ficar escravo por 6 anos, no 7º o senhor dava alforria e ainda o despedia com colheitas, animais. Se o escravo hebreu quisesse permanecer com seu senhor, passava por um ritual de furar as orelhas – Escravo de Orelhas Furadas (Dt 15:12-18)

  • Todo animal primogênito sem defeito era separado para ser oferecido ao SENHOR no 7º ano.

Obs.: Eram contados 7 anos vezes 7 anos: 49 anos, no 50º ano era celebrado o Pentecostes.

3 FESTAS ANUAIS REALIZADAS AO REDOR DO TABERNÁCULO

Deuteronômio 16 → Todos os israelitas deveriam sair de suas tribos e comparecer no local onde estivesse o Tabernáculo para as seguintes celebrações:

  1. Páscoa (Dt 16:1-8): Celebrada no 1º mês, no dia 14. Os 7 dias seguintes eram celebrados comendo pães sem fermento. Era determinado um holocausto conforme Números 28:16-25.

  2. A Festa da Colheita, ou Festa das Semanas, e Pentecostes (Dt 16:9-12): Era celebrada 7 semanas depois do primeiro dia da colheita. [Geralmente começava-se a colher na metade do 1º mês, Abibe, então, tornou-se comum contarem 50 dias após o dia 14, o dia da celebração da Páscoa. E o 50º dia após a colheita era o Pentecostes.] As ofertas oferecidas ao SENHOR eram voluntárias. Era determinado um holocausto conforme Números 28:26-31.

  3. Festa dos Tabernáculos ou Festa das Cabanas (Dt 16:13-17): Era celebrada por 7 dias, no 7º mês, todos os israelitas ao redor do Tabernáculo, em cabanas. Para cada dia era ofertado ao SENHOR um holocausto conforme Números 29:12-40.

A INSTITUIÇÃO DE JUÍZES
Deuteronômio 16:18-22, 17:8-13 → Deus ordena que os israelitas pusessem juízes e oficiais para julgarem o povo com justiça. Quando havia uma questão difícil, os israelitas deviam consultar ao sacerdote e juiz no Tabernáculo. Aquele que não fizesse conforme o juízo, seria condenado a morte.

ORDENS DE DEUS PARA QUANDO O POVO INSTITUÍSSE UM REI
Deuteronômio 17:14-20 → O povo pediria um rei e Deus escolheria um homem israelita.
Lei para os futuros reis: Não podia ter muitos cavalos, nem fazer o povo voltar ao Egito, não podia ter muitas mulheres. O rei teria de ler a Lei de Deus todos os dias.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Versão Almeida Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: CPAD, 2010.

Bíblia Sagrada: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Deuteronômio. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário da língua portuguesa. 5. ed. Curitiba: Positivo, 2010.

Estudo da Bíblia: Livro de Números 1 – 15

ÉTIMO DO TÍTULO DO LIVRO: em hebraico o título chama-se: בְּמִדְבַּר, Bəmiḏbar, “No deserto [de]”, extraído do primeiro versículo, é a quinta palavra do livro. Em português o título “Números” vem da Vulgata, em latim, Numeri, e é uma referência aos dois censos citados no livro. O livro se caracteriza pela mistura de narrativas e leis.

AUTOR: Moisés

DATA: 1450 – 1410 a.C.

CAPÍTULOS TOTAIS: 36

CONTEÚDO: Registro dos 40 anos da jornada do povo à Canaã, cujo tema central é fé, obediência e santidade.

ANOTAÇÕES:

RECENSEAMENTO (Números 1) – para convocação militar

Data: 01/02/02 (o 2º mês de Zive/Iyar, e o 2º ano após a saída do Egito)

Regras: Homens, acima de 20 anos (até 50/70 anos).

Lista dos líderes escolhidos para juntar os homens de guerra de cada tribo

TRIBO

LÍDER

RÚBEN Elizur
SIMEÃO Selumiel
JUDÁ Naassom
ISSACAR Natanael
ZEBULOM Eliabe

JOSÉ

EFRAIM Elisama
MANASSÉS Gamaliel
BENJAMIM Abidã
Aiezer
ASER Pagiel
GADE Eliasafe
NAFTALI Aira

Escolhidos para fazer o recenseamento: Moisés e Arão

1º RECENSEAMENTO
soldados de 20 anos para cima, todos que podiam sair à guerra (Nm 1)

TRIBO CENSO
RÚBEN 46.500
SIMEÃO 59.300
JUDÁ 74.600
ISSACAR 54.400
ZEBULOM 7.400
JOSÉ EFRAIM 40.500
MANASSÉS 32.200
Total 72.700
BENJAMIM 35.400
62.700
ASER 41.500
GADE 45.650
NAFTALI 53.400
LEVI
TOTAL DO CENSO 603.550
TOTAL ESTIMADO DO POVO

(crianças, mulheres, idosos e estrangeiros)

2.000.000 a 3.000.000

Obs.: Os levitas não são contados entre os homens de guerra porque estavam a total serviço do tabernáculo.

CENSO DOS LEVITAS SEPARADOS PARA O SERVIÇO DO TABERNÁCULO
varões de 1 mês pra cima (Números 3)

LEVI

GÉRSON (gersonitas)

COATE (coatitas)

MERARI (meraritas)

7.500

8.600

6.200

TOTAIS:

22.000 (Nm 3:39)

22.273 (Nm 3:43)

22.300 (Soma de Nm 3:22, 28 e 34)

ORDEM DAS TENDAS DAS TRIBOS AO REDOR DO TABERNÁCULO (Nm 2)

ORDEM DA MARCHA (Números 2; 10:11-28)

Sacerdotes com a Arca

Judá

Issacar

Zebulom

Gersonitas e Meraritas

Rúben

Simeão

Gade

Coatitas

Efraim

Manassés

Benjamim

Aser

Naftali

O SERVIÇO DOS LEVITAS (Números 3)

LEVI

GÉRSON (gersonitas)

COATE (coatitas)

MERARI (meraritas)

30 a 50 anos, homens aptos a servirem

2.630

2.750

3.200

LÍDER

Eliasafe, filho de Lael (Números 3:24)

Elisafã, filho de Uziel; o principal líder dos levitas era Eleazar, filho do sacerdote Arão, devia supervisionar os encarregados de cuidar do santuário, encarregado do azeite para a iluminação, do incenso aromático, da oferta costumeira de cereal e do óleo da unção. (Números 3:30 e 32; 4:16)

Zuriel, filho de Abiail (Números 3:35)

SERVIÇOS

Cuidar do tabernáculo, da tenda, da cobertura, da cortina da entrada da Tenda do Encontro, das cortinas externas do pátio, da cortina da entrada do pátio que rodeia o tabernáculo e o altar, das cordas, e de tudo o que estava relacionado a esse serviço. (Números 3:25,26)

Cuidar da arca, da mesa, do candelabro, dos altares, dos utensílios do santuário com os quais ministravam, da cortina e de tudo o que estava relacionado com esse serviço. (Números 3:31)

Cuidar das armações do tabernáculo, de seus travessões, das colunas, das bases, de todos os seus utensílios e de tudo o que estava relacionado com esse serviço,

bem como das colunas do pátio ao redor, com suas bases, suas estacas e suas cordas. (Números 3:36,37)

Levar cortinas internas do tabernáculo, Tenda do Encontro, a cobertura, a cobertura exterior de couro, as cortinas da entrada da Tenda do Encontro. (Números 4:25)

Arão e seus filhos deviam cobrir os móveis e utensílios do Tabernáculo com panos e cobertas prescritas por Deus, só depois os coatitas podiam vir para carregar os objetos sagrados do santuário. (Número 4:4-15)

Carregar as armações do tabernáculo, travessões, colunas e suas bases, colunas do pátio, que rodeia a tenda, com suas bases, estacas e cordas; todos os utensílios e tudo o que está relacionado com o seu uso. Designe a cada um aquilo que deverá levar. (Números 4:31,32)

PESSOAS FORA DO ARRAIAL

Números 5:1-4 → Pessoas leprosas, com fluxo e imunda por contato com algum morto devem ficar fora do arraial. Essa ordem divina não visava somente a higiene e a contenção de epidemias, servia para mostrar a santidade e pureza de Deus.

O ESPÍRITO DE CIÚMES
Números 5:11-31 → O rito para descobrir se a mulher adulterou deixava a culpada com o ventre inchado e infértil, se não tivesse adulterado a mulher ficava livre da maldição e podia gerar filhos.

A LEI DO NAZIREADO
Números 6:1-21 → O termo “nazireu” ou “nazirita” é a transliteração do verbo hebraico nàzír, derivado de nazar, ‘separar’, “consagrar”, “abster-se”. Os levitas eram consagrados e separados para o serviço divino, mas qualquer homem ou mulher podia de separar por um período, de no mínimo 30 dias, para o serviço ao SENHOR.
Essa prática restringia a pessoa de algumas práticas:
1. Beber vinho ou qualquer bebida forte, comer qualquer alimento com uvas frescas ou secas
2. Cortar o cabelo
3. Tocar nalgum morto
Caso o nazireu fizesse algumas dessas práticas, os dias anteriores são perdidos. E ficaria obrigado a encerrar seu voto com um sacrifício. Caso o nazireu cumprisse todos os dias do voto, ele encerrava seu voto com outro sacrifício.

A BÊNÇÃO DOS SACERDOTES SOBRE O POVO DE ISRAEL

O Senhor te abençoe e te guarde;

O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti;

O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.”

Números 6:24-26

OFERTAS DA DEDICAÇÃO DO TABERNÁCULO E DO ALTAR

DIA

TRIBO PRÍNCIPE

OFERTAS DE CADA PRÍNCIPE:

OFERTAS DE MANJARES OFERTAS DE HOLOCAUSTO OFERTAS DE ESPIAÇÃO DE PECADOS OFERTAS DE SACRIFÍCIO DE PAZ
 1º Judá Naassom 1 bandeja de prata de 1.560g, cheia de flor de farinha amassada com azeite

1 bacia de prata de 840g, cheia de flor de farinha amassada com azeite

1 vasilha de ouro de 120g, cheia de incenso

1 novilho

1 carneiro

1 cordeiro de 1 ano

1 bode 2 bois

5 carneiros

5 bodes

5 cordeiros de 1 ano

 2º Issacar Natanael
 3º Zebulom Eliabe
 4º Rúben Elizur
 5º Simeão Selumiel
 6º Gade Eliasafe
 7º Efraim Elisama
 8º Manassés Gamaliel
 9º Benjamim Abidã
 10º Aieser
 11º Aser Pagiel
 12º Naftali Aira

TOTAL

12 bandejas de prata

12 bacias de prata

12 vasilhas de ouro

12 novilhos

12 carneiros

12 cordeiros de 1 ano

12 bodes 24 bois

60 carneiros

60 bodes

60 cordeiros de 1 ano

TOTAL GERAL

28,8kg de prata 1.440g de ouro

36 animais

12 bodes 204 animais

ORDENS SOBRE A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES
OBJETIVO: A vida consagrada dos levitas permitia ao povo se achegar ao Santuário sem sofrer pragas (Nm 8:19).
TEMPO DE SERVIÇO: Dos 25 aos 50 anos (Nm 8:24).
RITUAL: No ritual havia sacrifício de perdão de pecados, holocaustos ao SENHOR, oferta de manjares, purificação com lavagem em água e depilação total do pelo do corpo (Nm 8:5-14).
JUSTIFICATIVA: Levitas entregues em lugar de todo primogênito do povo (Nm 8:16).

A CELEBRAÇÃO DA PÁSCOA (Nm 9:1-14)
1ª Dia oficial: 14 do primeiro mês
2ª Dia para os que não se purificaram ou que estiveram viajando no dia oficial: 14 do segundo mês

A NUVEM SOBRE O TABERNÁCULO
Números 9:15-23 → A nuvem ficava sobre o Tabernáculo desde a manhã até a tarde. Ela era o indicador de quando o povo devia parar ou caminhar na jornada até Canaã.

AS DUAS TROMBETAS DE PRATA
Números 10:1-10 → Para convocação e partida, tocadas pelos sacerdotes

  • Ambas trombetas tocam: convocação do povo à porta do Tabernáculo
  • 1 trombeta toca: convocação dos príncipes
  • Ambas tocam retinindo: hora do alojamento ao leste partir
  • Ambas tocam retinindo na 2ª vez: hora do alojamento ao sul partir
  • Tocar as trombetas retinindo: hora de sair à peleja
  • Tocar as trombetas nas festas e solenidades.

HOBABE
Números 10:29; Juízes 1:16, 4:11 → Jetro, também chamado de Reuel é o sogro de Moisés. E nesses outros versículos encontramos “Hobabe”, que alguns estudiosos afirmam ser o cunhado de Moisés. Conforme assinala Champlin: “O termo hebraico que aparece no texto original, hoten, forma vocalizada de htn, pode significar qualquer dos parentes por casamento. Assim, talvez em Juízes também esteja em foco um cunhado de Moisés, e não seu sogro.” (CHAMPLIN, 2001)

DAVI CITA A ORAÇÃO DE MOISÉS

Números 10:35 (ARC, 2009) Salmos 68:1 (ARC, 2009)
Levanta-te, Senhor, e dissipados sejam os teus inimigos, e fujam diante de ti os aborrecedores.”

Moisés

Levante-se Deus, e sejam dissipados os seus inimigos; fugirão de diante dele os que o aborrecem.”

Davi

O ALIMENTO DO EGITO X O MANÁ (Números 11:4-10)

CARDÁPIO NO EGITO:

Peixes

Pepinos

Melões

Alho-porós

Cebolas

Alhos

O MANÁ NO DESERTO:

Sabor de azeite fresco (Nm 11:8) e bolos de mel (Êx 16:31)

Semelhante a semente de coentro

Cor parecida com resina (bdélio)

Podia ser moído e cozido

OS ISRAELITAS NOMEIAM LUGARES:
TABERA, “Lugar de Fogo” (Números 11:3) O povo murmura e o SENHOR acende um fogo nas extremidades do acampamento que só se apagou depois da oração de Moisés.
QUIBROTE-HATAAVÁ, “Sepulcro dos Desejos” (Números 11:34) Lugar onde ficaram enterrados os murmuradores por carne.
VALE DE ESCOL, “Cachos de Uvas” (Números 13:24) Lugar onde os espias cortaram o cacho de uvas.

70 ANCIÃOS
Números 11:11-30 → Moisés lamenta o peso de liderar o povo, Deus ordena que sejam separados 70 anciãos, estes são inscritos e separados para ajudar Moisés na tarefa de liderar o povo. Os 70 anciãos profetizaram 1 vez, Eldade e Medade não estavam no Tabernáculo, mas profetizaram também.

A ESPOSA CUSITA DE MOISÉS
Números 12:1 → “Cusita (Mulher Etíope). Moisés se casou com uma mulher etíope. Cuxe ou Etiópia era a região ao sul da primeira catarata do rio Nilo. A Septuaginta e a Vulgata apresentam essa mulher como natural da Etiópia. Mas as tradições judaicas identificam-na com Zípora, pensando que ela era natural de Cusã, que aparece em Habacuque 3.7. Cusã também tem sido região identificada com a Etiópia; mas outros preferem pensar em Midiã, ou algum aliado desse território.” (CHAMPLIN, 2001)

MIRIÃ
Números 12 → Questionou a liderança de seu irmão, Moisés, acompanhada de Arão. Foi repreendida severamente por Deus e punida. Os 7 dias que ficou leprosa fora do arraial, ela impediu o povo de prosseguir na viagem à Canaã.

OS 12 ESPIAS
Números 13:4-15

  1. Samua – tribo de Rúben 🚫
  2. Safate – tribo de Simeão 🚫
  3. Calebe – tribo de Judá ✅
  4. Jigeal – tribo de Issacar 🚫
  5. Oséias (Josué) – tribo de Efraim ✅
  6. Palti – tribo de Benjamim 🚫
  7. Gadiel – tribo de Zebulom 🚫
  8. Gadi – tribo de Manassés 🚫
  9. Amiel – tribo de Dã 🚫
  10. Setur – tribo de Aser 🚫
  11. Nabi – tribo de Naftali 🚫
  12. Geuel – tribo de Gade 🚫

MISSÃO DOS ESPIAS:

  1. Ver se a terra era boa ou má
  2. Ver se o povo era forte ou fraco
  3. Ver se a cidade era arraiais ou fortalezas
  4. Ver se era cultivável, se havia árvores frutíferas ou não

RELATÓRIO DOS ESPIAS (após 40 dias):

  1. Terra boa
  2. Povo forte, altos, fortes, gigantes
  3. Cidades fortalezas
  4. Mana leite e mel

COMPARAÇÃO DE VERSÍCULOS

Números 14:9 ARC Números 14:9 NVI
Tão-somente não sejais rebeldes contra o Senhor, e não temais o povo dessa terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o Senhor é conosco; não os temais.” – grifo nosso Somente não sejam rebeldes contra o Senhor. E não tenham medo do povo da terra, porque nós os devoraremos como se fossem pão. A proteção deles se foi, mas o Senhor está conosco. Não tenham medo deles!” – grifo nosso

INTERCESSÃO
Números 14:13-20 → O pedido de MOISÉS ao SENHOR alcançou o perdão para o povo

10x o povo tentou ao SENHOR (Números 14:22)

  1. Murmuração às margens do Mar Vermelho (Êx 14:11-12)
  2. Murmuração em Mara (Êx 15:23)
  3. Murmuração no deserto de Zim (Êx 16:2)
  4. Murmuração em Refidim (Êx17:1)
  5. Murmuração em Horebe (Êx 32)
  6. Murmuração em Taberá (Nm. 11:1)
  7. Murmuração em Quibrote-Hataavá (Nm 11:4)
  8. Murmuração em Cades (Nm 14)
  9. Coré e seus associados (Nm 16:41)
  10. Murmuração na chegada do Deserto de Zim, em Cades (Nm 20:5)

40 DIAS, 40 ANOS
Números 14:34 → Os espias levaram 40 dias para espiar a terra. E por causa da incredulidade deles e do povo, o SENHOR contou por cada dia, um ano, para eles levarem sua iniquidade. Por 40 anos o povo ficou no deserto, impedido de entrar na Terra Prometida, e todos os que cometeram tal pecado pereceram no deserto.

  • Números 14:37 → Os 10 espias que inflamaram o povo contra o SENHOR morreram de praga, o povo morreu no deserto, só entraram Calebe e uma nova geração liderada por Josué.
  • Números 14:39-45 → O povo se contrista, mas não dá sinal de humildade e submissão a Deus.

LEIS SOBRE LIBAÇÃO, ESTRANGEIRO E O PECADO
Números 15:1-14 → Ofertas Suplementares de Cereais e de Libação (libação é a oferta derramada sobre o sacrifício queimado por Cheiro Suave)

Holocaustos e Ofertas Ofertas Voluntárias: oferecer Ofertas Voluntárias
Todas as ofertas: + 2 Iitros de farinha, misturados com 1 Iitro de azeite
Cordeiro: + 1 Iitro de vinho
Carneiro: + 4 litros de farinha misturados com 1-1/4 Iitros de vinho
Novilho: + 6 litros de farinha misturados com 2 Iitros de vinho
Números 15:15 → A mesma ordem é dada ao natural e ao estrangeiro peregrino.
Números 15:16-21 → As primícias da colheita é do SENHOR: a oferta consiste 1 bolo e a oferta da eira.
Números 15:22-36 → 1 novilho em Cheiro Suave, Oferta de Manjares e Libação para o pecado por erro encoberto da congregação; 1 cabra de 1 ano para o pecado por erro de uma pessoa; e a extirpação da pessoa que pecar deliberadamente.

AS BORDAS DO VESTIDO
Números 15:37-41 → O SENHOR ordena aos filhos de Israel colocarem um acessório nas vestes para que lembrassem dos mandamentos e não pecassem, franjas com um cordão azul.

Resumo do livro de Números com ilustrações (ative a legenda em português)

 

REFERÊNCIAS CONSULTADAS

Bíblia Sagrada: Anote: Revista e Corrigida na Grafia Simplificada. 1ª ed. Editora Central Gospel: Santo André, São Paulo, 2009.

Bíblia Sagrada: Nova Versão Internacional. São Paulo: Editora Vida, 2000.

BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 2016.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Dicionário A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6 e 7.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Números. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 1.