MULHERES DA BÍBLIA 2018: Setembro

Continuamos os estudos sobre as mulheres da Bíblia durante o mês de setembro.

Para saber como funciona o estudo CLICA AQUI, para acompanhar o plano bíblico em ordem cronológica CLICA AQUI, para acessar a lista de livros das mulheres da Bíblia, clica nesse outro link: MULHERES DA BÍBLIA 2018

Se você ainda não viu a postagem do mês de janeiro a julho, que somam 121 fichas sobre as mulheres da Bíblia, clica nesses links:
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Janeiro 1-17
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Fevereiro 18-32
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Março 33-45
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Abril 46-58
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Maio 59-75
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Junho 76-91
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Julho 92-110
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Agosto 111-121

Acompanhe também no Telegram meditações de segunda a sexta sobre as mulheres da Bíblia: @lisland

Abaixo vamos continuar a lista com a numeração e dados das mulheres da Bíblia.

LISTA:

122. A viúva de Sarepta

FICHAS DE DADOS:

122. MULHER DA BÍBLIA: A viúva de Sarepta

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 17:9-24

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não foi mencionado.

LOCAL: Sarepta, de Sidom

ÉPOCA: 881 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Conheceu a Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • FILHO: Seu nome não foi citado

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: O profeta Elias.

RESUMO DA VIDA:

Ela dependia da agricultura, para sustentar a si mesma e ao seu único filho. Mas, sem chuva passou a se preparar para morrer ou ver seu filho morrer (a suspensão da chuva por ordem de Deus, era um claro desafio a Baal, o deus que “controlava” as chuvas). Ela estava resignada, pois sabia que um dia ou outro sofreria as consequências de seus pecados. Quando o profeta Elias chegou à sua casa pedindo que o servisse, ela expôs a situação e quando viu o milagre acontecendo na multiplicação do alimento pensou que suas maldades estivessem esquecidas. Entretanto, repentinamente seu filho veio a óbito, e a culpa era de Elias. Quando seu filho foi ressuscitado, ela reconheceu a autoridade das palavras divinas na vida do homem de Deus.

PROPÓSITO:

  • Sustentar o homem de Deus e conhecer a Deus.

DEVO IMITAR:

  • Devo ser uma boa anfitriã e hospedar anjos de Deus.

DEVO EVITAR:

  • Não posso abrir minha boca para colocar minha culpa em outras pessoas.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

Anúncios

MULHERES DA BÍBLIA 2018: Agosto

Continuamos os estudos sobre as mulheres da Bíblia durante o mês de agosto.

Para saber como funciona o estudo CLICA AQUI, para acompanhar o plano bíblico em ordem cronológica CLICA AQUI, para acessar a lista de livros das mulheres da Bíblia, clica nesse outro link: MULHERES DA BÍBLIA 2018

Se você ainda não viu a postagem do mês de janeiro a julho, que somam 110 fichas sobre as mulheres da Bíblia, clica nesses links:
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Janeiro 1-17
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Fevereiro 18-32
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Março 33-45
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Abril 46-58
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Maio 59-75
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Junho 76-91
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Julho 92-110

Acompanhe também no Telegram meditações de segunda a sexta sobre as mulheres da Bíblia: @lisland

Abaixo vamos continuar a lista com a numeração e dados das mulheres da Bíblia.

LISTA:

111. A mãe de Lemuel

112. A Sulamita

113. Abisague

114. As esposas e concubinas de Salomão

115. As 2 mães prostitutas

116. Duas filhas de Salomão: Tafate e Basemate

117. A mãe de Hurão

118. A rainha de Sabá

119. Esposa de Hadade

120. Maaca

121. Jezabel

FICHAS DE DADOS:

111. MULHER DA BÍBLIA: A mãe de Lemuel

REFERÊNCIA BÍBLICA: A mãe de Lemuel

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não foi mencionado

LOCAL: Massá

ÉPOCA: 982 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Ela é considerada uma profetisa de Deus por estudiosos, visto que o capítulo 31 é um oráculo ensinado por ela ao filho, o rei Lemuel.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • FILHO: Lemuel

RESUMO DA HISTÓRIA:

Mulher sábia que ensinou e aconselhou seu filho, de forma inspirada por Deus, em como liderar e escolher uma esposa observando suas qualidades e virtudes.

PROPÓSITO:

  • Deixar registrado conselhos sábio para homens e mulheres piedosos.

DEVO IMITAR:

  • Devo imitar a boa mãe que ela foi, buscando a sabedoria divina e ensinando-a aos meus filhos.

DESTAQUE:

“Era uma vez, um jovem príncipe que queria ser rei, mas ele ainda tinha muitas lições a aprender. Sua mãe costumava sentar-se com ele ao lado da lareira para ensinar-lhe não só a ser um rei bondoso, mas também a encontrar uma excelente esposa. A maioria dos estudiosos concorda que Provérbios 31 retrata os conselhos daquela mãe sábia a seu filho. O versículo 1 diz: “Palavras do rei Lemuel […] as quais lhe ensinou sua mãe.” Nos versículos 1-9, ela fala dos elementos básicos de liderança e descreve, nos versículos 10-31, a esposa que ele deve procurar, aquela que é um raro tesouro. Talvez, em razão da idade do filho, a sábia mãe tenha organizado uma lista das qualidades que ele deveria encontrar em uma esposa de acordo com as letras do alfabeto hebraico. Ensinado dessa maneira, o alfabeto do caráter poderia ser aprendido com rapidez, memorizado com facilidade, repetido com regularidade e gravado permanentemente nas tábuas do coração de seu filho (Provérbios 3:3). Quando a mãe chegou à última letra do alfabeto e terminou de exaltar as qualidades de uma mulher virtuosa, esse poema lírico de louvor passou a ser para aquele jovem príncipe – e para nós – o alfabeto de Deus do caráter feminino.”

Elizabeth Geoge, em “Bela aos olhos de Deus”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

GEORGE, Elizabeth. BELA AOS OLHOS DE DEUS. Tradução: Maria Emília de Oliveira. São Paulo: Hagnos, 2004.

112. MULHER DA BÍBLIA: A Sulamita

REFERÊNCIA BÍBLICA: Cantares

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não é mencionado, “sulamita” é a pessoa natural de Sulém (ou variante de Suném – sunamita)

LOCAL: Jerusalém

ÉPOCA: 962 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Ela era temente a Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Mãe, irmãos, amigas, noivo, servas, rainhas, concubinas e jovens virgens.

RESUMO DA HISTÓRIA:

Acredita-se que a Sulamita foi realmente uma das esposas de Salomão, a preferida; outros ainda apontam Abisague como a sulamita amada. A mulher que inspirou o rei era bela, inteligente, era amada e amava o seu esposo. A história vai girar justamente sobre o relacionamento conjugal: namoro, noivado e casamento.

PROPÓSITO:

  • Mostrar a beleza do relacionamento conjugal entre duas pessoas tementes a Deus.

DEVO IMITAR:

  • Devo imitar a forma amorosa com que ela tratava a todos ao redor.

DESTAQUE:

“[…] Há alguma mulher no mundo que não tenha se comparado com outras esse sentido mais feia? A jovem de Cântico dos cânticos não era uma exceção. Como uma moça da fazenda, ela tinha pele bronzeada devido ao trabalho nas vinhas de sua família. Quando olhava para a tez refinada das mulheres da cidade de Jerusalém, sentia envergonhada de sua aparência. Sua insegurança a fez se voltar para a única pessoa que ela sabia que a via como uma mulher bela. Seu noivo achava que a sua pele era encantadora. Todas nós nos sentimos menos decidir desejáveis de vez em quando. […] Durante esses momentos é útil lembrar que há Alguém que vê além de nosso cabelo embaraçado, nossa acne e peso extra. Ele nos ver como pessoas porque valeu a pena morrer simplesmente para sermos quem somos […].”

Dianne Neal Matthews, em “Um ano com as mulheres da Bíblia”, pág. 47

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

MATHEWS, Dianne Neal. UM ANO COM AS MULHERES DA BÍBLIA. Tradução por: Elisa Tisserant de Castro. Curitiba: Publicações Pão Diário, 2016.

113. MULHER DA BÍBLIA: Abisague

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 1:2-4

SIGNIFICADO DO NOME: “Meu pai vagueia”

LOCAL: Jerusalém

ÉPOCA: 985 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Uma mulher com princípios divinos.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Davi, Salomão e Adonias.

RESUMO DA HISTÓRIA:

Ela era a mais bela jovem de Israel, habitava em Suném, e, devido a sua beleza, foi escolhida para aquecer ao rei Davi em sua extrema velhice. Ela cuidou do rei até a sua morte. Mais tarde, Adonias, filho de Davi, a pediu a Salomão. Uma mulher de um rei quando era tomada por um homem, significava que esse homem desejava ter também o reino. Salomão matou Adonias e poupou Abisague.

PROPÓSITO:

  • Cuidar do rei Davi em sua velhice.

DEVO IMITAR:

  • Devo imitar sua disponibilidade e disposição de cuidar de um ancião, ainda que isso significasse não consumar o casamento.

DESTAQUE:

“Fale, Abisague! Continue falando, até que a gente crie coragem para falar mais acerca destas realidades da vida; até que a gente se disponha a se desprender de si mesma e a se dar ao outro sem nada esperar de volta…”

Joyce Elizabeth W. Every-Clayton, em “Fale, Mulher! 2”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

EVERY-CLAYTON, Joyce Elizabeth W. FALE, MULHER! 2. Rio de Janeiro: Rede de Mulheres de Ação Global, 2003.

114. MULHERES DA BÍBLIA: Rainhas, concubinas e virgens de Salomão

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 3:1; 7:8; 9:16 e 24; 19-20; 14:21

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Das mil mulheres que Salomão teve, somente o nome da mãe de Roboão é citado: Naamá, que significa “Agradável”.

LOCAL: Jerusalém

ÉPOCA: 985 – 954 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • A maioria das mulheres de Salomão eram estrangeiras e idólatras.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: As esposas de Salomão eram princesas egípcias, moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e heteias…

RESUMO DA HISTÓRIA:

Num reino de paz e riquezas, Salomão teve mil mulheres e incontáveis filhos e filhas. Algumas delas, como a princesa egípcia, ganhou um palácio só para si. Muitas esposas e concubinas viviam no harém. Elas eram as mais belas do reino e viviam em regalia. Elas eram idólatras, e conseguiram inclinar o coração do rei para os seus deuses.

PROPÓSITO:

  • A quantidade exorbitante de esposas e concubinas de um homem só era um indicativo das boas condições financeiras do rei.

DEVO EVITAR:

  • Não posso influenciar meu marido para o mal. Devo tomar cuidado para apresentar minha vida a serviço de Deus, para poder ser uma boa esposa para o meu marido.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

115. MULHERES DA BÍBLIA: As 2 mães prostitutas

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 3:16-28

SIGNIFICADO DO NOME: Seus nomes não são citados

LOCAL: Jerusalém

ÉPOCA: 983 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Duas mulheres em pecado.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: o rei Salomão

RESUMO DA HISTÓRIA:

Com o objetivo de demonstrar a sabedoria divina na administração do reino de Israel, a Bíblia narra o julgamento de duas prostitutas que haviam acabado de dar à luz a um filho cada. Uma delas matou acidentalmente o filho sufocado e trocou os bebês, ficando com o vivo da colega. As duas foram a Salomão e ele resolveu o conflito com uma estratégia que tocou o coração da verdadeira mãe, e assim ficou descoberto quem estava falando a verdade e quem estava mentindo.

PROPÓSITO:

  • O caso difícil trazido à presença de Salomão revelou a sabedoria que Deus havia prometido dar.

DEVO EVITAR:

  • Não posso mentir, encobrir meus pecados e ainda prejudicar outra pessoa.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

116. MULHERES DA BÍBLIA: Tafate e Basemate, filhas de Salomão

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 4:11, 15

SIGNIFICADO DO NOME: Tafate significa “Gota de mirra”, Basemate “Cheiro agradável”

LOCAL: Jerusalém, Nafote-Dor, Naftali

ÉPOCA: 982 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • A Bíblia não menciona.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Salomão

  • ESPOSOS: Tafate e Ben-Abinadabe; Basemate e Aimaás

RESUMO DA HISTÓRIA:

As filhas de Salomão se casaram com homens da confiança de Salomão, de elevadas condições econômicas e de posição de liderança em suas tribos.

PROPÓSITO:

  • Evidenciar a posição de honra de uma princesa aos olhos dos líderes de Israel.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

117. MULHER DA BÍBLIA: A mãe de Hurão

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 7:13-14

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não é mencionado

LOCAL: Naftali, Tiro

ÉPOCA: 982 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Salomão

RESUMO DA HISTÓRIA:

Uma mulher da tribo de Naftali havia se casado com um estrangeiro na cidade de Tiro. Seu esposo e filho eram peritos em fabricar móveis e utensílios em metal do Templo. Seu filho Hurão, foi convocado pelo rei de Tiro para criar utensílios de matal para o templo, em Jerusalém, onde o rei Salomão estava. Ela se ligara de alguma forma a um homem estrangeiro, mas no fim, acabou beneficiando a Israel.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

118. MULHER DA BÍBLIA: A rainha de Sabá

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 10:1-13

SIGNIFICADO DO NOME: Não é mencionado

LOCAL: Sabá, Jerusalém

ÉPOCA: 961 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Era serva do Senhor

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Salomão

RESUMO DA HISTÓRIA:

Uma rainha bem-sucedida que ouviu falar da sabedoria de Salomão e viajou para ouvi-lo pessoalmente. A sabedoria que ouviu, a organização e a riqueza que viu a deixaram sem palavras. Ela presenteou a Salomão, mas voltou com muitos mais presentes que havia levado. A rainha de Sabá louvou a Deus pela sabedoria de Salomão.

PROPÓSITO:

  • Servir de exemplo e incentivo a todas as mulheres que desejam buscar a sabedoria.

DEVO IMITAR:

  • Devo reconhecer a grandeza de Deus atuando em homens mortais.

DESTAQUE:

“A rainha de Sabá, conhecida por sua extraordinária beleza, riqueza e magnificência, aparentemente tinha tudo o que desejava, mas seu maior bem era um coração que ansiava por sabedoria.”

Mulheres que Amaram a Deus, por Elizabeth George

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

GEORGE, Elizabeth. MULHERES QUE AMARAM A DEUS. Tradução: Maria Emília de Oliveira. Campinas, SP: Editora United Press, 2001.

119. MULHER DA BÍBLIA: A esposa de Hadade

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 11:19-20

SIGNIFICADO DO NOME: Não é mencionado

LOCAL: Egito

ÉPOCA: 954 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • IRMÃ: Tafnes

  • CUNHADO: Faraó

  • ESPOSO: Hadade

  • FILHO: Um rapaz, cujo nome não é mencionado

RESUMO DA HISTÓRIA:

Nos tempos de Davi, o povo edomeu foi destruído, apenas Hadade, muito jovem, fugiu para o Egito. Sob a proteção de Faraó, este lhe concedeu a irmã de Tafnes como esposa. Provavelmente, ela era a 2ª mais bela do Egito. Eles tiveram um filho que foi criado como um dos filhos de Faraó. Mais tarde, Hadade e família volta para reconquistar sua terra e se torna uma oposição a Salomão, como consequência da idolatria deste.

PROPÓSITO:

  • Enfatizar a beleza da esposa e cunhada de Faraó e sua influência.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

120. MULHER DA BÍBLIA: Maaca

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 15:2, 10, 13

SIGNIFICADO DO NOME: “Opressão”, “Depressão”, “Pisando”

LOCAL: Jerusalém

ÉPOCA: 944 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Uma mulher idólatra

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • BISAVÓS: Davi e Maaca

  • AVÓS: Absalão e esposa

  • PAIS: Uriel e Tamar

  • ESPOSO: Roboão

  • SOGRO: Salomão

  • FILHO: Abias

  • NETO: Asa

RESUMO DA HISTÓRIA:

Bisneta de Talmai, princesa de Gesur, se casou com Roboão, filho de Salomão, seu primo de 2º grau. O casal gerou a Abias, que gerou Asa. Este a depôs da posição de rainha-mãe porque Maaca usou de sua influência para levar o povo à idolatria.

PROPÓSITO:

  • Mostrar o poder da influência de uma mulher no cargo de rainha.

DEVO EVITAR:

  • Não posso usar minha influência para o mal, afastando pessoas de Deus.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

121. MULHER DA BÍBLIA: Jezabel

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Reis 16:31; 18:4, 13, 19; 19:1-2; 21:5-15, 23, 25; 22:52

SIGNIFICADO DO NOME: “Casta”, “Onde está Baal”

LOCAL: Tiro, Samaria

ÉPOCA: 889 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Inimiga de Deus e de seus servos

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Etbaal

  • ESPOSO: Acabe

  • FILHOS: Atalia e filhos

RESUMO DA HISTÓRIA:

Uma estrangeira, casou-se com Acabe, rei de Israel (Reino do Norte), instituiu o culto a Baal e a Aserate, construiu um grande templo para seus deuses em Samaria, perseguiu e matou muitos profetas de Deus, dominou o reino, tomando decisões e usando o sinete real. Ela morreu de forma trágica, como punição de seus pecados e rebeldia.

PROPÓSITO:

  • Servir de ilustração do que uma mulher não deve ser.

DEVO EVITAR:

  • Não posso ser idólatra. Devo servir somente a Deus.

  • Não posso tomar a posição de liderança de meu esposo. Devo ser submissa a ele.

  • Não posso usar de minha influência e causar danos sérios a pessoas inocentes.

DESTAQUE:

“Essa rainha sidônia de Israel combinava os piores elementos da prepotência, da violência e da licenciosidade das rainhas orientais da antiguidade. A iniquidade dela era tão grande que se tornou proverbial, conforme vemos em 2 Reis 9:22. De fato, ela obteve um lugar permanente, nas Escrituras Sagradas, como símbolo de iniquidade e barbaridade femininas. Em Apocalipse 2:20, seu nome é usado simbolicamente como tipo de líder feminino que corrompeu a Igreja cristã primitiva, provavelmente algum tipo de profetisa gnóstica.”

Russell Norman Champlin, “O Antigo Testamento Interpretado”.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Gênesis. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2

📎 PDF – AGOSTO

MULHERES COMO EU: Ana

Esse 5º estudo sobre faz parte da série “Mulheres Como Eu”, um estudo sobre 24 mulheres da Bíblia, idealizado por Karina Barber. Para mais informações de como participar desse estudo acesse o site do Cafezinho da Tarde.

📖 Versículos selecionados:

📖 1 Samuel 1 – 2

O 1º capítulo do livro de 1 Samuel, inicia com a narração de como Ana, esposa do apaixonado Elcana, obteve vitória sobre sua humilhação, pelo fato de ser estéril, após fazer um voto altruísta e cheio de fé – motivo de zombaria por parte de sua rival, Penina. No 2º capítulo encontra-se registrado uma linda canção, com inspiração divina e o cumprimento de seu voto. Ana e Elcana foram abençoados por Deus com mais filhos e filhas.

Ana tinha um esposo que a amava, apesar de ela não lhe gerar filhos. Não sabemos se, por causa disso, Elcana tomou outra esposa, Penina. Penina era fértil e deu muitos filhos e filhas a Elcana. Quando eles viajavam da cidade onde moravam, Ramá, para Siló, local onde estava o Tabernáculo, para as festas anuais, Elcana dava uma porção de alimento da melhor qualidade e em maior quantidade para Ana. Isso causava ciúmes em Penina, que irritava tanto Ana, por esta não ter filhos que Ana não conseguia provar de sua porção excelente. Ana, muito triste, orou ao SENHOR, e fez um voto de que se o SENHOR lhe desse um filho, ela o daria para servi-Lo para sempre. O sacerdote Eli de primeira a julgou mal, mas tendo entendido que Ana era uma serva de Deus, proferiu uma palavra de benção, a qual Ana segurou com toda sua fé. Nove meses depois o pequeno Samuel nasceu, Ana esperou o tempo de desmamá-lo para deixar seu filho à serviço de Deus. Todos os anos, Ana o presenteava com um éfode. Samuel se tornou um dos maiores juízes e profetas da Bíblia.

🙇‍♀️ O voto de Ana: foi realizado pelo motivo de sua infertilidade, ela precisava de um milagre urgente. O pedido foi bem específico: um filho do sexo masculino. O voto continha 2 promessas ao SENHOR:

  1. Entregar o filho ao SENHOR para o serviço integral no Tabernáculo.

  2. Nunca cortar o seu cabelo

Normalmente esses 2 costumes eram formas de consagração por um tempo de 1 ano no máximo, mas Ana estava fazendo a promessa para toda a vida do filho. Ela não sabia que Deus honraria mais ainda esse voto, não somente realizando o milagre de gerar vida, como transformando o filho de Ana em um dos maiores juízes e profetas de Israel. Esse voto poderia ser impedido pelo esposo de Ana, conforme Números 30, mas Elcana aceitou e o voto ficou validado.

🗨 As palavras de Ana antes e depois do milagre: Ana se descreve para o sacerdote Eli como uma mulher aflita, derramando a alma angustiada e cheia de tristeza diante do Senhor (1 Sm 1:15-16). Mas, quando foi entregar o pequeno Samuel nas mãos do sacerdote Eli, ela ergue sua voz em louvor a Deus e se descreve como uma mulher cujo coração está exultante de alegria, a força exaltada, a boca rindo de seus inimigos e a alegria perfeita na salvação que o SENHOR lhe oferecera. Na canção de Ana, ela exalta a santidade, bondade, soberania, poder, sabedoria de Deus e o adora como seu Salvador, Criador e Juiz Soberano. Em contrapartida, ela descreve a natureza humana como caída, depravada, louca, incrédula e rebelde.

Questionário

1. História de Ana

Ana era a primeira esposa de Elcana, muito amada por ele, apesar de ser estéril. Penina, a rival de Ana, a perturbava todos os anos que estavam adorando a Deus em Siló porque ela era estéril. Ana ficava tão triste que não conseguia comer a porção excelente que seu marido separava para ela. Entretanto, ela tomou uma decisão firme no coração de pedir ao SENHOR 1 filho e entregá-lo ao serviço integral a Deus. Essa decisão foi apoiada pelo esposo. O sacerdote Eli dispensou uma palavra de benção a Ana e ela confiando na Palavra voltou a comer alegre. Cerca de 3 anos depois, Ana e Elcana voltam ao templo com o pequeno Samuel, para entregá-lo para sempre a Deus. Ana entoou uma linda oração em gratidão a Deus, o sacerdote Eli abençoou o casal com uma palavra de benção para terem mais filhos e o SENHOR concedeu mais 5 filhos a Ana.

2. Local em que Ana morou na época e o país na atualidade

Ramataim-Zofim, da montanha de Efraim, ou Ramá, é identificada hoje como a aldeia “Nabi Samwil”, que significa “O Profeta Samuel”. Essa aldeia fica no topo de uma montanha, a 4km de Jerusalém.

3. Significado do nome de Ana

Seu nome significa “Graça”, “graciosa”. A “Graça” alcançou a graça do SENHOR de ser mãe.

4. Vida cotidiana de Ana

• Papel nas Escrituras: Ana perfaz o ícone perfeito de mãe. Seu desejo em ter um filho a consumia por inteiro, ela não sossegaria enquanto Deus não lhe respondesse. A influência de Ana sobre seu filho foi muito forte, ainda que seus encontros no restante da vida fossem anuais.

• Posição Social: Mulher honrada, esposa amada e mãe dedicada.

• Tarefas Diárias: Dentre as atividades diárias de Ana, se destaca as viagens anuais de Ramá para Siló. Para obedecer a ordem do SENHOR de comparecer no Tabernáculo, por pelo menos 3 vezes ao ano, eles caminhavam cerca de 25 a 30 km. Lá eles comiam reunidos em família, se alegravam diante de Deus, oravam e tinham contato com muitos amigos e irmãos.

5. Relacionamentos de Ana

DEUS: Amor e fé profundos em Deus, demonstrados pelo fervor e perseverança na oração e em sua canção de gratidão.

ESPOSO: Elcana a amava e ela o amava igualmente. O relacionamento de amor entre eles foi refletido na pessoa em que se tornou Samuel.

FILHO: Samuel e mais outros 3 filhos e 2 filhas. Dos 6 filhos de Ana e Elcana, somente conhecemos a história de Samuel, cujo nome significa “Deus ouve”, Samuel também aprendeu a ouvir Deus. A influência de Ana sobre Samuel foi maior que a influência de Eli e de seus filhos (com quem Samuel passava mais tempo). Notamos aqui que o curto período de tempo que seus pais tinham com o filho, conseguiam imprimir o temor e obediência a Deus.

PESSOAS ENVOLVIDAS:

Penina, a cruel rival, acabou sendo um meio doloroso de Ana suplicar por sua benção e fazer o voto ao SENHOR.

Eli, o sacerdote idoso, proferiu palavras de bençãos sobre Elcana e Ana, que foram aceitas por Deus.

6. Testemunho de Ana para mim:

Ana é um verdadeiro exemplo de mulher para mim. Ela não tinha vergonha nem receio de mostrar todo o seu sentimento diante de Deus. Quando estava triste ou feliz, o SENHOR a conhecia no íntimo e era conhecido dela. Certamente, foi dEle que ela aprendeu a ser altruísta, por isso o seu maior desejo ela prometeu entregar a Deus. O pedido de Ana se encaixou nos propósitos de Deus para beneficiar toda a nação de Israel. É dessa forma que também quero fazer meus pedidos ao SENHOR.

7. Virtudes de Ana:

  • Temente a Deus
  • Humilde
  • Cheia de fé
  • Perseverante
  • Mãe exemplar
  • Fiel
  • Altruísta

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

CHAMPLIN, Russell Norman. DICIONÁRIO A-Z. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 6.

CHAMPLIN, Russell Norman. O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO: VERSÍCULO POR VERSÍCULO: 1 Samuel. São Paulo: Hagnos, 2001. Vol. 2.

MACARTHUR, John. DOZE MULHERES NOTÁVEIS: Como Deus Formou Mulheres da Bíblia e o que Ele quer Fazer com Você. Traduzido por Elizabeth Stowell Charles Gomes. 2. Ed. São Paulo: Cultura Cristã, 2014.

MULHERES DA BÍBLIA 2018: Julho

Continuamos os estudos sobre as mulheres da Bíblia durante o mês de julho.

Para saber como funciona o estudo CLICA AQUI, para acompanhar o plano bíblico em ordem cronológica CLICA AQUI, para acessar a lista de livros das mulheres da Bíblia, clica nesse outro link: MULHERES DA BÍBLIA 2018

Se você ainda não viu a postagem do mês de janeiro a junho, que somam 91 fichas sobre as mulheres da Bíblia, clica nesses links:
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Janeiro 1-17
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Fevereiro 18-32
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Março 33-45
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Abril 46-58
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Maio 59-75
MULHERES DA BÍBLIA 2018: Junho 76-91

Acompanhe também no Telegram meditações de segunda a sexta sobre as mulheres da Bíblia: @lisland

Abaixo vamos continuar a lista com a numeração e dados das mulheres da Bíblia.

LISTA:

92. A mãe de Davi

93. As mulheres de Nobe

94. Abigail

95. As 5 servas de Abigail

96. Ainoã, esposa de Davi

97. Mulheres gesuritas, gersitas e amalequitas

98. A médium de En-Dor

99. Mulheres e filhas de Davi e de seu exército

100. As 7 primeiras esposas de Davi: Mical, Ainoã, Abigail, Maaca, Hagite, Abital e Eglá

101. Bate-Seba

102.Mais esposas, concubinas e as filhas de Davi

103. Rispa

104. A ama de Mefibosete

105. Tamar, filha de Davi

106. A mulher de Tecoa

107. A informante em En-Rogel

108. A mulher de Baurim

109. Abigail e Zeruia, as duas irmãs de Davi

110. A mulher de Abel-Bete-Maaca

FICHAS DE DADOS:

92. MULHER DA BÍBLIA: A mãe de Davi

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 22:3-4

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não foi citado

LOCAL: Belém, de Judá; Mispá, em Moabe

ÉPOCA: 1028 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • A Bíblia não menciona, certamente deve ter sido uma serva de Deus

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • ESPOSO: Jessé

  • SOGRO: Obede

  • FILHOS: Eliabe, Abinadabe, Siméia, Natanael, Radai, Ozém, Davi

  • FILHAS: Zeruia e Abigail

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Saul

RESUMO DA VIDA:

Saul, o rei de Israel havia sido rejeitado por Deus devido a sua desobediência e Deus já havia ordenado que Samuel ungisse a Davi como o próximo rei de Israel. Para Saul isso podia significar um caso de vida ou morte, então, abusando de sua posição, começou a perseguir Davi para proteger o trono e o reino de sua descendência. Davi fugiu de Saul e conforme a ordem dos profetas de Deus, se dirigia para fortalezas e cavernas. Com medo de que Saul o prejudicasse em sua família, Davi protege o seu pai e sua mãe numa cidade em Moabe, chamada de Mispá. Moabe era o povo de onde Rute, sua bisavó, nascera. Lá seus pais ficaram sob a proteção do rei moabita.

PROPÓSITO:

  • Os cuidados de uma mãe dedicada foram retribuídos até o final da vida pelo filho amoroso.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

93. MULHERES DA BÍBLIA: As mulheres de Nobe

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 22:19

SIGNIFICADO DO NOME: Seus nomes não são citados

LOCAL: Nobe, em Benjamim

ÉPOCA: a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Mulheres levitas e mulheres de levitas, separadas para o serviço ao SENHOR

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Saul, Doegue, Davi e Aimeleque

RESUMO DA VIDA:

As mulheres de Nobe, são citadas na narrativa bíblica na chacina de toda a cidade, a mando de Saul e executada por seus servos e Doegue. O motivo da execução foi porque o sacerdote Aimeleque ajudou a Davi, o homem que Saul temia lhe tomar o reino.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

94. MULHER DA BÍBLIA: Abigail

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 25:3, 14, 17-43; 27:3; 30:5 e 18

SIGNIFICADO DO NOME: “pai da alegria” ou “exultação”

LOCAL: Carmelo, em Maom; peregrinações; Hebrom e Jerusalém

ÉPOCA: 1027 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Uma fiel serva do Altíssimo

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • ESPOSOS: Nabal, Davi

  • FILHO: Quileabe Daniel

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Servos e servas de Nabal

RESUMO DA VIDA:

Abigail era uma jovem senhora, casada com um homem rico, mas ímpio. Nabal era judeu, como Davi, de clãs diferentes. Quando Nabal precisou de ajuda, Davi o protegeu. Mas, quando Davi precisou de alimento, Nabal negou e destratou a Davi e seus mensageiros. Somente por causa da ação de Abigail, que Nabal e toda a sua casa não caíram pela espada de Davi. Ao saber do que Nabal havia feito, Abigail pegou do melhor alimento e presenteou a Davi, junto com um pedido de perdão. Davi aceitou o presente e perdoou a Nabal. Quando Abigail voltou, esperou o dia seguinte, quando Nabal estava sóbrio, para contar como impedira a vingança de Davi. Nabal morreu 10 dias depois e Davi tomou Abigail como esposa. Davi e Abigail tiveram 1 filho.

PROPÓSITO:

  • Abigail salvou sua casa, como também sua própria vida, de serem mortos pela atitude néscia de um homem que não temia a Deus.

DEVO IMITAR:

  • Devo pedir a Deus sabedoria, coragem, fé e humildade, para saber agir conforme Jesus agiria.

DESTAQUE:

“[…] Abigail poderia ter deixado o comportamento de seu marido deprimir e paralisá-la. Mas ela engoliu sua frustração e agiu decisivamente para salvar na bal e sua família, mesmo se significasse aceitar culpa pelas ações de seu marido.

[…]

Nossa reação às pessoas não deveria ser determinada apenas pelo modo como ela nos trata. Podemos decidir amar outros quando lembramos que Jesus está intercedendo Deus intercedendo por nós romanos oito 34. E podemos ser gratos por Deus não nos dar o que merecemos, ainda que nós também possamos agir como tolas.”

Dianne Neal Matthews, em “Um ano com as mulheres da Bíblia”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

MATHEWS, Dianne Neal. UM ANO COM AS MULHERES DA BÍBLIA. Tradução por: Elisa Tisserant de Castro. Curitiba: Publicações Pão Diário, 2016.

95. MULHERES DA BÍBLIA: As 5 servas de Abigail

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 25:42

SIGNIFICADO DO NOME: Seus nomes não são mencionados

LOCAL: Carmelo, em Maom; peregrinações; Hebrom e Jerusalém

ÉPOCA: 1027 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Apesar de não haver menção do relacionamento delas com Deus, intuímos que por serem servas fieis de Abigail, era também servas de Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • SENHORA: Abigail

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Nabal e Davi

RESUMO DA VIDA:

Elas eram jovens virgens que eram compradas para servir sua senhora. Elas podiam ser escravas estrangeiras, ou israelitas pobres. A Bíblia diz que as 5 servas de Abigail, seguiam suas pisadas, isso significa dizer que eram obedientes e que seguiam sua senhora onde quer que esta fosse, como uma espécie de guarda-costas.

PROPÓSITO:

  • Servir e proteger sua senhora.

DEVO IMITAR:

  • Devo servir fielmente minhas líderes espirituais.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

96. MULHER DA BÍBLIA: Ainoã, esposa de Davi

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 25:43; 27:3; 30:5,18

SIGNIFICADO DO NOME: “Meu irmão é gracioso”

LOCAL: Jizreel; peregrinações; Hebrom e Jerusalém

ÉPOCA: 1027 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • ESPOSO: Davi

  • FILHOS: Amnom

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Abigail, Tamar

RESUMO DA VIDA:

Ainoã, a jizreelita, se tornou esposa de Davi e lhe deu o primeiro filho, Amnom (mais tarde ele estuprou sua meia-irmã, Tamar). Ainoã vivia seguindo Davi em suas fugas de Saul, chegou a ser levada cativa pelos amalequitas, mas foi resgatada junto com as demais mulheres, e por fim, ela também acompanhou a Davi na sua subida ao trono de Israel.

PROPÓSITO:

  • Acompanhar e dar filhos a Davi.

DEVO EVITAR:

  • Não posso permitir que meus filhos sejam levados pela emoção. Apesar de não ter controle sobre decisões dos meus filhos, preciso cuidar e ensiná-los a temer ao SENHOR.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

SCHIMIDT, Alaid Schiavone. PEQUENA ENCICLOPÉDIA BÍBLICA DE TEMAS FEMININOS – Com Ênfase nos Assuntos da Família. São Paulo: Arte Editorial, 2008.

97. MULHERES DA BÍBLIA: Mulheres gesuritas, gersitas e amalequitas

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 27:8-11

SIGNIFICADO DO NOME: Seus nomes não são mencionados

LOCAL: Gesur, Gersón, Amaleque

ÉPOCA: 1026 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Mulheres ímpias

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Davi e seu exército, Aquis, o rei filisteu.

RESUMO DA VIDA:

Gesuritas, gersitas e amalequitas eram povos amorreus, antigos inimigos de Israel, que habitavam ao sul de Judá. Davi estava refugiado em Ziclague, sob a proteção e mando do rei filisteu, Aquis. Para convencer Aquis que mesmo sendo israelita, agora estava do lado dos filisteus, Davi relatava ao rei que havia atacado o sul de Judá e proximidades, dando a entender que ele estava matando os israelitas. Para que nenhum amorreu denunciasse a Davi, ele e seus homens matavam homens e mulheres gesuritas, gersitas e amalequitas.

PROPÓSITO:

  • Elas serviram de bode expiatório para Davi convencer o rei Aquis de que estava trabalhando contra os israelitas. Elas estavam à mercê da sorte.

DEVO EVITAR:

  • Não posso estar fora da proteção de Deus para não perecer.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

98. MULHER DA BÍBLIA: A médium de En-Dor

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 28:7-24

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não é mencionado

LOCAL: En-Dor

ÉPOCA: 1025 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Era desobediente e inimiga de Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Saul, soldados do rei

RESUMO DA VIDA:

Ela sobrevivia por suas consultas a espíritos malignos. A prática do espiritismo é proibida por Deus. Ela corria o risco de ser morta, mesmo assim prosseguia em seus atos pecaminosos de consultar a demônios. Saul foi consultá-la disfarçado, ela só o reconheceu quando viu o espírito maligno, fingindo ser Samuel, falar com Saul. Essa mulher chegou a alimentar Saul e ela foi poupada de ser morta.

PROPÓSITO:

  • Mostrar que o povo de Deus corre sérios riscos quando O desobedece, de passar de buscar e ouvir a Deus para ouvir enganos de demônios.

DEVO EVITAR:

  • Não posso desobedecer a Deus, nem consultar a espíritos. Somente o Deus de toda verdade deve ser buscado e ouvido.

DESTAQUE:

“[…] Saul consultou uma médium que se envolveu com práticas que eram condenadas por Deus como detestáveis e puníveis com a morte, contudo ela também apresentava um lado diferente. Quando Saul caiu no chão, paralisado pelas más notícias que acabara de ouvir, a mulher demonstrou preocupação. Ela suplicou que ele comesse para recuperar suas forças […] ser gentil não é a mesma coisa que ser piedosa […] Não é uma questão de nossas obras gentis serem em maior número do que as obras perversas. Todas nós falhamos quando se trata de viver conforme o padrão de Deus para perfeição. Por isso precisamos de um Salvador. Ser gentil jamais acobertar a desobediência deliberada.”

Dianne Neal Matthews, em “Um ano com as mulheres da Bíblia”, pág. 56

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

MATHEWS, Dianne Neal. UM ANO COM AS MULHERES DA BÍBLIA. Tradução por: Elisa Tisserant de Castro. Curitiba: Publicações Pão Diário, 2016.

99. MULHERES DA BÍBLIA: Mulheres e filhas de Davi e de seu exército

REFERÊNCIA BÍBLICA: 1 Samuel 30:1-22

SIGNIFICADO DO NOME: Somente Ainoã e Abigail tiveram os nomes mencionados

LOCAL: Amaleque e Ziclague

ÉPOCA: 1025 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Eram servas de Deus

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Davi, soldados de Davi e de Amaleque

RESUMO DA VIDA:

As esposas de Davi e de seus soldados ficaram expostas em Ziclague, quando eles foram lutar ao lado do rei Aquis. Os amalequitas destruíram a cidade e levaram todas as mulheres e seus filhos e filhas. O pouco tempo que estiveram sob domínio amalequita, estavam como cativas, escravas. Deus por sua misericórdia, as restabeleceu aos seus maridos e lar.

PROPÓSITO:

  • Mostrar que não estamos isentas de sofrer nessa terra.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

100. MULHERES DA BÍBLIA: As 7 primeiras esposas de Davi: Mical, Ainoã, Abigail, Maaca, Hagite, Abital e Eglá

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 3:2-14

SIGNIFICADOS DOS NOMES:

Mical: “Quem é semelhante ao Senhor?” ou “Um riacho”

Ainoã: “Irmã do agrado” ou “de graça”

Abigail: “Pai da exultação”

Maaca: “Opressão”, “Depressão”, ou “Pisando”

Hagite: “Exultação”

Abital: “Pai do orvalho”

Eglá: “Rapariga” ou “Novilha”

LOCAL: Gate, Caverna de Adulão, Mizpa, Bosque de Herete, Queila, Deserto de Zife, Bosque de Haquilá, Deserto de Maom, Vale de Arabá, Sela-Hamalecote, Engedi, Deserto de Parã, Deserto de Zife, Ziclague, Hebrom e Jerusalém.

ÉPOCA: 1022 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Algumas delas eram fiéis servas do Senhor.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • MÃES & FILHOS:

Mical: Ø

Ainoã: Amnom

Abigail: Quileabe

Maaca: Absalão e Tamar

Hagite: Adonias

Abital: Sefatias

Eglá: Itreão

RESUMO DA VIDA:

A vida no “harém” das esposas de Davi era tranquila no início. Cada uma delas possuía seus aposentos privados e conviveram bem até Davi cometer adultério e homicídio. A única esposa de Davi que não foi honrada com filhos foi Mical, que o desprezou no coração. As demais tiveram filhos e filhas, além dos primogênitos citados, alegrando

PROPÓSITO:

  • Elas receberam a honra de se tornarem esposas do rei mais famoso de Israel.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

101. MULHER DA BÍBLIA: Bate-Seba

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 11:2-5, 11, 26-27; 12:8-11, 15, 24-25

SIGNIFICADO DO NOME: “A sétima filha”, ou “filha de um juramento”

LOCAL: Jerusalém

ÉPOCA: 1005 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Demonstrou fé e submissão em seu relacionamento com Deus, através da amizade com o profeta Natã.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Eliã

  • ESPOSOS: Urias, rei Davi

  • FILHOS COM DAVI: Primogênito que morreu, Salomão, Siméia, Sobabe e Natã.

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Soldados de Davi, profeta Natã

RESUMO DA VIDA:

Enquanto se banhava em sua casa, foi cobiçada pelo rei e chamada ao palácio, mesmo o rei sabendo que ela era casada com um de seus mais bravos guerreiros. Dessa noite, Bate-Seba engravidou, por isso, Davi tratou de se livrar de Urias, chegando a mandar ser exposto na guerra para que morresse e pudesse tomar Bate-Seba como esposa. Bate-Seba erdeu o primeiro filho, mas Deus prometeu que o filho chamado Salomão seria o sucessor de Davi no trono. No final da vida de Davi, ela foi até o seu leito para não relembrar essa promessa. Ela obteve a graça de contemplar seu filho no trono e ainda ganhou um trono adjacente ao de seu filho.

PROPÓSITO:

  • A história a que foi submetida a fez experimentar a graça e o perdão divinos.

DEVO IMITAR:

  • Pecadora como sou, devo lembrar que ao receber o perdão de Deus, devo deixar a culpa e a vergonha de lado, e viver a nova história que Deus preparou para mim.

DESTAQUE:

“Reparou que Mateus chama Bate-Seba de “mulher de Urias”? Não se trata de preconceito contra ela, e, sim, de um reconhecimento da verdade bíblica, qual seja, pecado traz consequências. […] A Bíblia nunca esconde fatos dolorosos, mas sempre exalta a graça divina. O escritor, Eugene O’neill, disse: “O ser humano nasce quebrado, e vive por meio de consertos constantes. A graça de Deus é a cola que conserta.” Vamos nós também buscar o conserto que Deus oferece. Corramos atrás da graça dEle, sabendo que é “poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos, ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós” (Ef 3:20).”

Joyce Elizabeth W. Every-Clayton, em “Fale, Mulher 2”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

EVERY-CLAYTON, Joyce Elizabeth W. FALE, MULHER 2. Brasília: Rede de Mobilização de Mulheres, 2003.

SCHIMIDT, Alaid Schiavone. PEQUENA ENCICLOPÉDIA BÍBLICA DE TEMAS FEMININOS – Com Ênfase nos Assuntos da Família. São Paulo: Arte Editorial, 2008.

102. MULHERES DA BÍBLIA: Mais esposas, concubinas e as filhas de Davi

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 5:13; 15:16; 16:21-22; 19:5; 20:3

SIGNIFICADOS DOS NOMES: Seus nomes não são citados.

LOCAL: Jerusalém

ÉPOCA: 1017 – 1010 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Algumas delas não serviam a Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Os filhos delas foram citados sem especificar as mães: “Ibar, Elisua, Nefegue, Jafia, Elisama, Eliada, Elifelete.” (2 Samuel 5:15-16); além desses nasceram filhas que não tiveram seus nomes citados.

RESUMO DA VIDA:

Essas mulheres viviam em palácios e gozavam da assistência e amor do rei Davi. Após, o pecado de Davi toda a família se desestruturou e pagou, junto com ele, das consequências do pecado.

PROPÓSITO:

  • Formar uma grande e honrada família real.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

103. MULHER DA BÍBLIA: Rispa

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 3:7-8; 21:1-14

SIGNIFICADO DO NOME: “Pedra quente” ou “carvão”

LOCAL: Gibeá

ÉPOCA: 1022 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Aiá

  • FILHOS: Armoni e Mefibosete

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Rei Saul a tomou como concubina, Abner a tomou após a morte de Saul.

RESUMO DA VIDA:

Deveria ser uma bela mulher, e foi concubina do rei Saul. Ela teve 2 filhos com ele, Armoni e Mefibosete, cujos cadáveres, ao céu aberto, foram protegidos por sua mãe. Rispa também foi tomada por Abner, isso significava que Abner desejava usurpar o trono. Quando foi contestado por Isbosete, um dos filhos de Saul, ele rompeu com a casa de Saul e foi apoiar o novo rei de Israel, Davi. Como Davi lhe ofereceu uma posição de honra, Joabe o matou.

PROPÓSITO:

  • Demonstrou a força do amor, um dos princípios básicos da vida, ao proteger os corpos de seus filhos.

DEVO IMITAR:

  • Apesar de não ter uma boa posição, posso defender os princípios básicos dos direitos humanos.

DESTAQUE:

“Rispa foi devotada a seus filhos na vida e na morte. Por causa dos pecados de Saul, seus dois filhos com Rispa e cinco de seus netos foram executados em uma montanha. Rispa permaneceu ali, sem poder salvar a vida de seus filhos, mas decidiu que eles não receberiam mais nenhuma desonra depois de morrerem. Por cinco longos meses, Rispa cuidou dos corpos dos homens. Dia e noite, no calor e no frio, ela os protegeu de pássaros e animais selvagens. […] A devoção de Rispa tocou o rei Davi e ele deu a seus filhos e aos outros homens um sepultamento adequado. Deus irá recompensar nossa devoção a ele de modos muito mais grandiosos que este.”

Dianne Neal Matthews, em “Um ano com as mulheres da Bíblia”, p. 132

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

MATHEWS, Dianne Neal. UM ANO COM AS MULHERES DA BÍBLIA. Tradução por: Elisa Tisserant de Castro. Curitiba: Publicações Pão Diário, 2016.

104. MULHER DA BÍBLIA: A ama de Mefibosete

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 4:4

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não foi mencionado

LOCAL: Gibeá

ÉPOCA: 1025 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Mefibosete e Saul

RESUMO DA VIDA:

Ela foi uma serva dedicada como mãe do filho do príncipe Jônatas, Mefibosete. Quando anunciaram a morte de Saul o pânico se instalou no palácio real, pois toda a casa de Saul estava sendo eliminada para abrir as portas para o novo rei. Na ânsia de salvar o pequeno princepezinho, a ama de Mefibosete o deixou cair, essa queda deixou o pequeno paralítico.

PROPÓSITO:

  • Salvar a descendência de Jônatas.

DEVO IMITAR:

  • Devo imitar a rapidez da ama de Mefibosete no sentido de salvar pessoas.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

105. MULHER DA BÍBLIA: Tamar, filha de Davi

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 13:1-21, 32

SIGNIFICADO DO NOME: “Tâmara (palmeira)”

LOCAL: Jerusalém, Gesur

ÉPOCA: 1002 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Conservava os princípios divinos.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: rei Davi

  • MÃE: Maaca

  • IRMÃO: Absalão

  • MEIO-IRMÃO: Amnom, filho de Hagite com Davi

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Jonadabe, sobrinho de Davi

RESUMO DA VIDA:

Tamar era uma bela virgem, possuía sangue real dos dois lados de seus pais, Davi, rei de Israel, e Maaca, filha do rei de Gesur. A Bíblia revela que Tamar foi cobiçada pelo seu próprio meio-irmão e foi forçada a ter relações sexuais com ele, mesmo ela aconselhando a Amnom pedi-la antes em casamento. Ela foi abandonada e expulsa após o ato. Tamar saiu chorando e clamando pelas ruas de Jerusalém com as roupas rasgadas e com cinza na cabeça a sua desgraça. Ela nunca se casou, e viveu o resto dos seus dias isolada na casa de seu irmão Absalão. Dois anos depois, Absalão matou Amnom.

PROPÓSITO:

  • Revelar a pureza e dignidade das virgens de Israel.

DEVO IMITAR:

  • Devo preservar os princípios divinos sobre casamento e declarar minha posição de só ter relação sexual após o casamento.

DESTAQUES:

“FALE TAMAR! Eu estava usando minha roupa longa, colorida, realmente de princesa, ‘o tipo de roupa que as filhas virgens do rei usavam desde a puberdade’ (2 Sm 13:18 NVI). De fato, na minha época, a intimidade sexual foi descrita em termos de roupa: ‘descobrir a nudez’ (Lv 18:6-18) equivalia a tirar a roupa, ter relações sexuais. Eu tentei dizer-lhe que ele estava fazendo uma ‘loucura’. Em Gênesis 34.7, o ‘desatino’ ou ‘loucura’ de Siquém foi violentar a filha de Jacó. Em Deuteronômio 22:21, as relações sexuais antes do casamento são chamadas de ‘loucura’. […] O que ocorrera foi ago muito sério, uma verdadeira ofensa a Deus e à Sua Lei. Mas o meu irmão, além de ser ímpio, se fez de surdo, e por duas vezes recusou me ouvir. […] Só me restou uma coisa, sair gritando. Cinza na cabeça; mão na cabeça; a roupa bonita, a virgem bonita, tudo rasgado […].”

Joyce Elizabeth W. Every-Clayton, em “Fale, Mulher 2”

“[…] O fato de Amnom ser castigado, no final, não serve de grande consolo diante da realidade de uma vida destruída. […]”

Eva Mündlein, em “Histórias de Mulheres da Bíblia”, pág. 106

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

EVERY-CLAYTON, Joyce Elizabeth W. FALE, MULHER 2. Brasília: Rede de Mobilização de Mulheres, 2003.

MÜNDLEIN, Eva. HISTÓRIAS DE MULHERES DA BÍBLIA. Tradução: Irene Reinhold. Sociedade Bíblica do Brasil, 2010.

106. MULHER DA BÍBLIA: A mulher de Tecoa

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 14:1-22

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não é mencionado

LOCAL: Tecoa

ÉPOCA: 996 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Joabe e o rei Davi

RESUMO DA VIDA:

Ela era conhecida por ser astuta. Joabe usou dessa característica para ela encenar uma história que comovesse o coração do rei Davi. O objetivo era fazer voltar a Jerusalém Absalão, o responsável pela morte de Amonm, o estuprador de Tamar. Essa mulher em sua encenação cita a lei e é incisiva em seu pedido, até Davi entender o propósito de sua fala e aceder ao pedido real. Absalão voltou a Jerusalém.

PROPÓSITO:

  • A astúcia dela aliado à estratégia de Joabe, conseguiu o intento de Davi perdoar o filho.

DEVO IMITAR:

  • Devo usar minhas características para fazer o bem.

DESTAQUE:

“Acabo de fazer uma descoberta fascinante – há uma atriz na Bíblia e eu não sabia! Contratada por Joabe, um general importante em Israel, a tecoíta, com seus trajes especiais, seu texto bem decorado e gestos apropriados, soube representar muito bem. O relato acerca da estrela de encontra em 2 Samuel 14.”

Joyce Elizabeth W. Every-Clayton, em “Fale, Mulher 2”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

EVERY-CLAYTON, Joyce Elizabeth W. FALE, MULHER 2. Brasília: Rede de Mobilização de Mulheres, 2003.

107. MULHER DA BÍBLIA: A informante em En-Rogel

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 17:17

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não foi mencionado

LOCAL: En-Rogel

ÉPOCA: 993 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Jônatas, Aimaás e Davi

RESUMO DA VIDA:

Uma simples serva, que serviu de informante aos espiões de Davi, Jônatas e Aimaás, quando este fugia da rebelião levantada pelo seu próprio filho Absalão. Essa mulher corria risco de vida, mas sua posição de serva e o local escolhido não levantavam suspeitas. Ela entregou as informações secretas sobre Absalão e seu intento contra Davi a Jônatas e Aimaás, colaborando com Davi.

PROPÓSITO:

  • Ser uma colaboradora do lado certo político.

DEVO IMITAR:

  • Devo colaborar com o Reino de forma que honre a Deus.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

108. MULHER DA BÍBLIA: A mulher de Baurim

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 17:18-21

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não foi mencionado

LOCAL: Baurim

ÉPOCA: 993 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não foi mencionado

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Absalão e seus servos, Davi e seus dois espiões

RESUMO DA VIDA:

Ela foi uma senhora, dona de casa, agricultora, que foi rápida, prestativa e estratégica ao esconder os dois espiões de Davi dos servos de Absalão. Se eles encontrassem os espiões em sua casa, certamente seriam mortos eles e ela também. Elas os fez descer um poço, tampou e cobriu a tampa do poço com grãos secos. Os servos raivosos de Absalão passaram e nem desconfiaram. Ao perguntarem para onde foram os homens, ela calmamente respondeu que eles tinham passado adiante. Eles foram embora e os espiões de Davi chegaram sãos e salvos ao seu destino.

PROPÓSITO:

  • Salvar a vida dos dois espiões de Davi.

DEVO IMITAR:

  • Posso usar de criatividade e estratégias para salvar vidas.

DESTAQUE:

“O texto […] mostra como duas mulheres bem normais se dispuseram a cooperar com o plano de Deus para todo Seu povo. Elas fizeram o óbvio, o banal até – uma buscando água, a outra cobrindo um poço – e, em termos humanos, o sucesso militar de Davi dependia delas. Sem dúvida, “ trata-se de um pequeno episódio acerca da soberania de Deus”.”

Joyce Elizabeth W. Every-Clayton, em “Fale, Mulher 2”

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

EVERY-CLAYTON, Joyce Elizabeth W. FALE, MULHER 2. Brasília: Rede de Mobilização de Mulheres, 2003.

109. MULHERES DA BÍBLIA: Abigail e Zeruia, as duas irmãs de Davi

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 17:25; 18:2; 19:22; 23:18

SIGNIFICADO DOS NOMES:

Abigail: “Meu pai é alegria” ou “o pai alegra-se”

Zeruia: “Separação” ou “Bálsamo”

LOCAL: Judá

ÉPOCA: 992 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Não é mencionado

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PAI: Jessé

  • IRMÃO: Davi

  • FILHOS:

    ABIGAIL:Amasa

    ZERUIA: Abisai, Joabe e Asael

RESUMO DA VIDA:

Abigail e Zeruia são as duas irmãs de Davi, citadas por nome. Ambas tinham filhos guerreiros e traiçoeiros. Amasa traiu o rei Davi, apoiando a Absalão em sua rebelião. Joabe e seus irmãos, apesar de todo apoio que eles davam ao rei Davi, seu tio, agiam com violência matando qualquer pessoa – ou cidade – que atravessasse seu caminho. Davi responsabilizou Zeruia pelas más atitudes dos filhos.

PROPÓSITO:

  • Destacar a influência e importância das irmãs e sobrinhos de Davi em seu reinado.

DEVO EVITAR:

  • Devo evitar atos de gritaria ou violência na criação de meus filhos, para que eles também não fiquem violentos.

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

SCHIMIDT, Alaid Schiavone. PEQUENA ENCICLOPÉDIA BÍBLICA DE TEMAS FEMININOS – Com Ênfase nos Assuntos da Família. São Paulo: Arte Editorial, 2008.

110. MULHER DA BÍBLIA: A mulher de Abel-Bete-Maaca

REFERÊNCIA BÍBLICA: 2 Samuel 20:16-22

SIGNIFICADO DO NOME: Seu nome não é mencionado

LOCAL: Abel-Bete-Maaca, na tribo de Dã

ÉPOCA: 992 a.C.

RELACIONAMENTO COM DEUS:

  • Era uma serva de Deus.

RELACIONAMENTOS COM O PRÓXIMO:

  • PESSOAS ENVOLVIDAS: Joabe, Seba e conterrâneos

RESUMO DA HISTÓRIA:

Seba, levantou uma rebelião contra o rei Davi em Jerusalém. Joabe, em defesa do rei, saiu em busca dele para matá-lo. Seba fugiu e se escondeu na tribo de Dã, numa cidade chamada Abel-Bete-Maaca. Joabe cercou a cidade e estava disposto a matar todos ali porque pensava que eles concordavam em proteger Seba. Entretanto, uma mulher se levantou como pacificadora, falou com Joabe, entrou em consenso com os líderes de sua cidade e entregou Seba. Joabe desfez o cerco e foi embora.

PROPÓSITO:

  • Salvar a vida de toda a cidade de Abel-Bete-Maaca.

DEVO IMITAR:

  • A boa intenção de promover a paz, falando sabiamente.

DESTAQUE:

“Às vezes, as pessoas se concentra, tanto na batalha que perdem de vista o motivo da luta ou formas melhores de realizar seus objetivos. Quando enxergamos um conflito de maneira diferente das outras pessoas a nosso redor, é nossa responsabilidade expressar esse ponto de vista a elas, com respeito. Jesus disse: “Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.” (Mt 5:9). Quem sabe? Deus pode usar você para salvar a vida de centenas – ou pelo menos para redirecionar a energia das pessoas para algo mais proveitoso.”

Bíblia de Estudo da Mulher de Fé, pág. 1009

REFERÊNCIAS CONSULTADAS:

A BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA: Nova Versão Internacional/edição autorizada da obra de Edward Reese (org.); tradutor Judson Canto (títulos e textos explicativos). São Paulo: Editora Vida, 2003.

BÍBLIA DE ESTUDO DA MULHER DE FÉ: Nova Versão Internacional. Editora Geral: Jean E. Syswerda. Tradução: Cecília Eller. São Paulo: Editora Vida, 2014.

📎 PDF – JULHO

MULHERES COMO EU: Rute

Esse estudo faz parte da série “Mulheres Como Eu”, um estudo sobre 24 mulheres da Bíblia, idealizado por Karina Barber. Para mais informação de como participar desse estudo acesse o site do Cafezinho da Tarde.

📖 Versículos selecionados:

📖 Rute 1 – 4

O pequeno livro de Rute, possui apenas 4 capítulos e narra uma grande e bela história de amizade entre Noemi e Rute, uma israelita e uma moabita. O livro se divide em 3 partes:

  1. Tragédia: A família israelita de Noemi busca alimento em Moabe. Chegando lá os 2 filhos de Noemi casam-se com moabitas. O esposo de Noemi e seus 2 filhos morrem.

  2. Luto: Noemi retorna a Israel acompanhada de sua nora Rute, que atestou ser uma serva de Deus. Elas estavam na pobreza e precisavam ser amparadas por alguém. Rute se oferece para trabalhar a fim de sustentar a si mesma e a sogra.

  3. Final feliz: Rute vai trabalhar nos campos de Boaz, que ampara ela e sua sogra, casando-se com Rute. O casal gerou a 1 filho que foi cuidado por Noemi como se fosse seu próprio filho. Boaz é ascendente de Davi e de Jesus, o que tornou Rute parente de Jesus.

Temas interessantes no livro de Rute:

💖 Amizade: A amizade entre Noemi e Rute é um exemplo de amizade entre cristãs. Esta amizade não se deve somente porque eram nora e sogra, mas devido ao coração das duas estarem convertidos ao SENHOR.

💖 Casamento por levirato: Quando um homem casado, morria sem filhos, o irmão dele era obrigado a se casar com a cunhada para que o filho primogênito dela fosse considerado filho do falecido. Uma cerimônia pública era realizada caso o cunhado se recusasse a cumprir sua obrigação, os pés dele eram descalçados, ele era cuspido e envergonhado publicamente, e a casa dele passava a ser chamada de “A Casa do Descalçado” (Dt 25:5-10).

💖 Moabitas: O casamento com estrangeiras era proibido por Deus (Dt 7:3-4) além disso, os moabitas estavam proibidos de entrarem na congregação do SENHOR (Dt 23:3-4), isso porque eles perseguiram Israel e o induziram a adorar seus deuses e a se prostituírem em Peor (Nm 25 e 31:16).

💖 Redenção: O tema mais importante do livro de Rute é a redenção. Boaz comprou as terras de Noemi e se casou com Rute dando prosseguimento à genealogia da família e tirando as duas mulheres da miséria e tristeza. Boaz é uma figura de Cristo, que nos salvou e nos livrou do poder do diabo e do pecado. Nós, somos como Rute e Noemi, que foram redimidas e tiveram a história transformada por causa do amor de Deus.

📖 Mateus 1:5

“E Salmom gerou, de Raabe, a Boaz; e Boaz gerou de Rute a Obede; e Obede gerou a Jessé; E Jessé gerou ao rei Davi”

Rute foi 1 das 5 mulheres alvos da graça divina que compuseram a genealogia de Jesus Cristo. Apesar de Rute ser uma moabita, de não poder se casar com um israelita, de não poder entrar na congregação divina, ela entrou na genealogia mais importante da história. Esse fato serve para mostrar que a salvação oferecida por Deus alcança justamente as pessoas mais desprezadas e sem esperança. Através de Jesus, Deus transforma a história trágica de uma pessoa e dá um final feliz e uma eternidade com Ele na glória.

📝 Questionário

1. História de Rute

A família de Noemi em Moabe (Rt 1:1-5): Elimeleque, Noemi e seus filhos, Malom e Quiliom, saem dos campos de Belém, por causa da fome, para os campos de Moabe. Lá Elimeleque morre, e Malom e Quiliom casam com mulheres moabitas, Rute e Orfa. Passaram 10 anos em Moabe, até que Malom e Quiliom morrem sem deixar filhos.

O retorno de Noemi e a ida da moabita, Rute, para Israel (Rt 1:6-22): Noemi ouve falar que em Belém havia pão, era a época da colheita de cevada, então ela volta acompanhada de sua nora, Rute. O povo da cidade a recepciona com grande alegria, mas Noemi estava amargurada. Eles tomaram conhecimento dos fatos tristes que acometeram a Noemi. Rute se inteira de como sobreviver em Israel e pede permissão para ser respigadora no campo que a permitissem entrar (Dt 23:25, 24:19).

Rute e Boaz (Rt 2 – 4): Caiu por sorte, a Rute, catar as sobras do cereal no campo de Boaz, homem que tinha parentesco com Elimeleque. Noemi traça um plano para tornar conhecido a Boaz sua responsabilidade de remidor. Boaz ciente dos fatos, resolve a questão, casa-se com Rute e Deus lhes concede um filho. O povo da cidade se alegra com a bênção de Noemi através de Rute. Noemi se torna a ama de Obede.

2. Local em que Rute morou na época e o país na atualidade

Rute nasceu em Moabe e depois se mudou para Belém de Judá, em Israel. A distância entre esses dois lugares é de aproximadamente 300 km.

Moabe era o país ocupado pelos descendentes de Ló com sua filha mais velha (Gn 19:37), à leste do Mar Morto. Hoje o local faz parte do território da Jordânia.

Belém Efrata, fica até hoje em Israel, próximo a Jerusalém, é uma antiga cidade, que fazia parte da tribo de Judá, cuja profecia assinalou o nascimento do Messias (Mq 5:2).

3. Significado do nome de Rute

“Companheira”, ou “Amiga da Beleza”, ou “Vistosa”.

4. Vida cotidiana de Rute

Papel nas Escrituras: O papel de Rute nas Escrituras foi um dos mais brilhantes e servem de modelo para as mulheres hoje. Incansavelmente, Rute serviu como esposa, nora e mãe. Sua disposição, humildade e obediência a tornaram uma das mulheres mais famosa da Bíblia.

Posição Social: Era estrangeira, viúva e pobre. Sua fé em Deus não a deixou entrar em depressão, antes a direcionou a um novo patamar. Rute se tornou esposa de um príncipe de Israel.

Tarefas Diárias: Como esposa moabita, Rute cuidava da casa e do esposo e tinha um forte vínculo com sua sogra, dessa amizade ela se converteu ao SENHOR. Como viúva, Rute acompanhou Noemi até Belém numa viagem a pé. Em Israel Rute cuidou de sua sogra, para tanto, ela se deslocava da cidade para a zona rural e trabalhou como respigadeira (mulher que cata as sobras da colheita que foram deixadas pelos ceifeiros no chão). Como esposa de Boaz, Rute cuidava de seu esposo e mais tarde se tornou a mãe de primeira viagem do menino Obede. Noemi a ajudou na tarefa de criar o bebê, se tornando a ama de Obede.

5. Relacionamentos de Rute

DEUS: O Deus de Israel foi apresentado a Rute por Noemi. Rute abandonou seus deuses moabitas e passou a servir unicamente a Deus (Rt 1:16).

FAMÍLIA: Família moabita, descendente do filho de Ló com sua própria filha, Rute abandonou seu pai e sua mãe para cuidar de sua sogra Noemi em outro país (Rt 2:11).

ESPOSO: Quiliom e Boaz. Quiliom foi o primeiro esposo de Rute, quando morava em Moabe, ele faleceu antes de gerar um filho. Boaz e Rute tiveram um relacionamento pautado no respeito, nos princípios divinos e com a benção dos anciãos e mulheres de Judá. Dessa união Deus concedeu 1 filho, chamado Obede.

FILHO: Obede, avô de Davi. Único filho de Rute e Boaz, cuidado pela ama Noemi.

PESSOAS ENVOLVIDAS: Elimeleque, sogro de Rute (Rt 1:1-2,5); Malom, cunhado de Rute (Rt 1:2,4; 4:10); Orfa (Rt 1:4,14,15; 4:10); o parente Remidor (Rute 3:12; 4:1); o povo de Belém (Rute 1:19); 10 anciãos de Belém (Rute 4:2,11e12); as mulheres de Belém (Rute 4:14).

6. Testemunho de Rute para mim:

Rute deixou um legado de fé, esperança e humildade. Ela é prova de que Deus cuida de todo aquele que atesta servi-lo. Deus abençoou Rute, mesmo sem ela ter expectativas de receber algo da parte dEle, isso porque ela o servia sem exigir nada em troca. Deus honrou sua fidelidade e despretensão cercando-a de cuidados, ajudando-a nos momentos mais difíceis e colocando-a em posição de destaque diante de todo o Israel.

7. Virtudes de Rute:

  • Simples
  • Misericordiosa: Se apegou à sogra (Rt 1:14)
  • Firme: estava de todo resolvida (Rt 1:18)
  • Cheia de fé: escolheu ser do povo de Israel e servir ao seu Deus (Rt 1:16-17)
  • Tinha iniciativa: Se inteirou de como trabalhar em Belém (Rt 2:2)
  • Submissa: Pediu permissão para trabalhar no campo a Noemi (Rt 2:2)
  • Esperançosa: acreditava que alcançaria favor de alguém (Rt 2:2)
  • Modesta: Não esperava grandes coisas (Rt 2:10)
  • Humilde: Se prostrou diante de Boaz (Rt 2:10)
  • Grata: Agradeceu ao seu benfeitor (Rt 2:13)
  • Generosa: Guardou o alimento que havia recebido de Boaz e repartiu o ganho do que havia colhido no campo com Noemi (Rt 2:18)
  • Obediente: obedeceu a tudo que Noemi lhe falou (Rt 3:5)
  • Prudente: saiu da eira antes que alguém a visse (Rt 3:14)
  • Amorosa: “tua nora que te ama […] te é melhor que sete filhos.” Rute 4:15

PARA MAIS SOBRE RUTE: